Conecte-se agora

O próspero e lucrativo mercado de ovinos no Acre

Publicado

em

Demorou, mas já se instalou e começou a dar lucro, a criação de ovinos no Acre. Acostumados com a criação de bovinos, pequenos produtores já sinalizam com a mudança de hábitos que deve acontecer de forma decisiva no setor produtivo de carnes em todo o Estado, pelas facilidades que oferece a cultura mais antiga do mundo, na criação de ovelhas, no masculino conhecido por carneiro e quando pequeno, borrego vem evoluindo e ocupando significativo espaço no setor produtivo acreano.

O crescimento da criação de ovinos em terras acreanas tem como precursor e incentivador, Adalberto Moreto (o Beto do Café, que transformou a marca Café Contri em uma das mais importantes no meio empresarial do Acre). O milagre da multiplicação do animal bíblico ganhou pujança com os ambiciosos planos do empresário, que mais uma vez inova e instala em Rio Branco, o primeiro frigorífico exclusivo para abate e distribuição da carne considerada uma das mais nobres, pelo paladar e teor nutritivo.

A partir desta reportagem, ac24horas inicia uma série de matérias sobre o mercado de ovinos, uma das atividades que mais se expande entre as culturas praticadas no Acre. Depois de estudar profundamente a cultura de ovinos, pesquisando as raças e métodos de criação da espécie que melhor se adaptasse ao tipo de clima do Estado, Adalberto Moreto resolveu se afastar do Café Contri, uma empresa consolidada, para investir recursos próprios no Frigorífico Annasara Ltda, empreendimento legitimamente acreano.

As obras do frigorífico, já estão em fase final, faltando apenas pequenos retoques de acabamento, para o início das atividades. O empresário se cercou de cuidados para que seu empreendimento não venha a ser apenas uma empresa comum no cenário dos negócios na cidade de Rio Branco. A nova empresa, além de comprar toda produção oferecida pelos criadores das cidades onde está o maior número de ovinos, oferecerá assistência técnica especializada para todos os criadores.

Foram várias viagens do empresário para outros estados, grandes produtores, para que o frigorífico saísse do papel. Adalberto Moreto explicou quais os motivos que o levaram a investir pesado na área de criação e a venda da carne de cordeiro. “Estou nesta atividade, primeiro pelo prazer da carne. É uma carne nobre, entre as vermelhas é a mais nutritiva, baixo colesterol e uma infinidade de coisas. Segundo, porque me tornei produtor que produzia e não tinha mercado por falta de um frigorífico”, disse Moreto.

Valor agregado a criação e venda dos animais
Outro motivo que levou o empresário a fazer o vultoso investimento [que ele não revela as cifras] foi o preço de venda dos animais depois de criados. “A gente ia vender um animal e não tinha um preço agregado nele, os compradores exploravam o produtor. Então, começou a produção aumentando e não tinha mercado, daí nasceu à necessidade de investir em um negócio que atendesse, não só minhas necessidades, mas oferecer oportunidade para as pessoas que produziam e não tinham como vender seus animais”, diz Adalberto Moreto.

Segundo o empresário, os lucros não serão apenas de seu empreendimento, mas de todos os produtores que terão compra garantida a um preço justo. Moreto destaca que espera abater uma média de 100 animais por dia, mantendo um mercado continuo com os municípios que apresentam maior produção. O preço que era oferecido pelos compradores antes da perspectiva de um frigorífico em Rio Branco, circulava em torno de R$ 50,00 por animal – com a inauguração da nova empresa, o preço deverá dobrar.

Sobre o valor dos cortes mais nobres, o empresário afirma que já existe mercado garantido na cidade de São Paulo, onde restaurantes especializados pagam até 50 reais por um quilo de um corte nobre da carne de cordeiro. Nos primeiros seis meses de atividade do frigorífico será focado no mercado interno. Adalberto Moreto espera consolidar a proposta nos grandes supermercados, estabelecendo pontos de vendas, com a intenção de fidelizar os consumidores que terão local certo para procurar o produto.

“É um estágio que vou passar adequando o frigorífico a fazer operações que me der suporte para operar em nível nacional. Vou passar esse período de adaptação, depois deste teste estarei apto a comercializar em qualquer outro estado do Brasil. Estamos aumentando a criação com vários criadores através de uma associação, que está fazendo um trabalho de melhoramento genético, melhoramento de animais de plantel, para tornar os produtos do Acre competitivos em qualquer parte do país”, explica Moreto.

Criação consorciada com bovinos e até com plantações
Um das facilidades no processo de criação de ovinos é o pouco espaço em que os animais podem ser criados. Com alguns cuidados mínimos as ovelhas se adaptam fácil em criações consorciadas com diversas culturas.

“A realidade é que os grandes produtores de bovinos podem criar ovinos, já que dispõem de terra suficiente para outros tipos de atividades, mas o pequeno criador de boi, não tem lucro suficiente na criação de gado em suas propriedades reduzidas. Vou citar um exemplo: num hectare você consegue colocar um boi e meio, já carneiro você coloca de 20 a 30 – então, a rentabilidade para quem tem uma pequena propriedade é maior na ovinocultura do que na bovinocultura. Daí pode-se notar que para as pequenas propriedades o ovino é a cultura que mais se adéqua”, justifica Adalberto Moreto.

O empresário explica que o produtor não precisa se preocupar em desmatar para criar carneiros. De acordo com ele, os animais podem ser criados em áreas de fruteiras e consorciados com outros tipos de pequenos animais. “Esta é uma atividade que é rentável para o pequeno produtor, já que não precisa de grandes áreas de terra para criar; nem precisa brigar com as leis de proteção ambiental”.
Para que o frigorífico comece a funcionar esta sendo concluído o asfaltamento do acesso as instalações e a montagem de duas máquinas, já que o processo será automatizado em sua totalidade.

Nas próximas reportagens estaremos abordando os aspectos técnicos; número de criadores; municípios maiores produtores; cuidados com a criação e a logística necessária para tornar a criação de ovinos, uma das atividades comerciais mais importantes do Acre.

Ray Melo, da redação de ac24horas – [email protected]

Acre

Acre mantém média de mais de 200 casos diários de Covid

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 275 novos casos de coronavírus nesta quinta-feira, 8 de dezembro. O número de infectados notificados é de 155.474 em todo o estado.

Nenhum óbito foi notificado nesta quinta, 8, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.032 em todo o estado.

Continuar lendo

Acre

Gladson pede para secretários auditarem contratos ainda este ano

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) usou as redes sociais nesta quinta-feira, 8, para anunciar que deverá ser realizada uma auditoria em todos os contratos firmados pelo governo antes do encerramento do primeiro mandato – em 31 de dezembro de 2022.

A reunião ocorreu com a presença dos secretários de Infraestrutura e educação, Aberson Carvalho e Cirleudo Alencar. “Solicitei revisão e auditoria em todos os contratos para o fechamento desta gestão. Farei o mesmo com as demais pastas. Queremos fechar 2022 com transparência, compromisso e responsabilidade”, declarou.

O secretário de educação, Abersom Carvalho, contou que o objetivo é realizar o alinhamento das ações de gestão de 2022, bem como a projeção das ações para 2023. “Para fechar a gestão de 2022 com compromisso, transparência e responsabilidade, apresentamos ao chefe do executivo a revisão e auditoria solicitadas de todos os contratos para o encerramento da gestão de 2022 da pasta da educação”, escreveu.

Continuar lendo

Acre

Instituto lança diagnóstico para crescimento econômico do Acre

Publicado

em

Apontar meios e desafios para alavancar o crescimento econômico do Acre. Esse é o propósito do ACRESCE, um plano de  Diagnóstico para o Desenvolvimento Econômico do Acre: Meio ambiente e Economia, realizado pelo Instituto Sapien – Instituto de Gestão, Avaliação e Pesquisa Aplicada em Ciência, Tecnologia e Inovação, que será lançado, em Rio Branco, dia 16 de dezembro, no auditório da Federação das Indústrias do Acre (FIEAC).

O diagnóstico tem o objetivo de contribuir no planejamento da economia do estado, utilizando-se de informações coletadas por pesquisas, levando em consideração desafios, problemas, potencialidades e projeção de soluções para a próxima década.

A metodologia se baseia na coleta de um conjunto extenso de dados, informações e indicadores secundários e primários capaz de ajudar e subsidiar o planejamento da economia do Acre, gerando desenvolvimento e aproveitamento racional das riquezas naturais com indicação de possibilidades de financiamento e aprimoramento técnico.

As evidências científicas servirão para nortear as proposições de soluções para os problemas identificados e apontar os desafios para o desenvolvimento encontrados na região. É um instrumento para subsidiar gestores governamentais, formadores de opinião, empresários, pesquisadores e qualquer outra pessoa que queira pesquisar dados ou obter informações sobre o Acre.

Simultaneamente ao lançamento do ACRESCE, será apresentada a palestra “Futuro, Inovação e Games – prepare-se para as novas transformações!”, ministrada por Marcelo Minutti, especialista em gameficação, inovação e tecnologia”.

Secretários de Estado, gestores públicos, empresários de diversos segmentos, startups, formadores de opinião, pessoas ligadas à tecnologia e inovação participarão do Seminário.

O evento será transmitido via streaming para os 22 municípios do Acre, integrando as regiões do Estado nesse debate que visa alavancar o crescimento econômico da região, levando em consideração seu potencial socioambiental aliado às novas tecnologias.

Sobre o Instituto Sapien

O Instituto Sapien chega ao Acre trazendo o que tem de mais atual em desenvolvimento e inovação. O ineditismo está em sua base de atuação. Para isso, o Sapien conta, atualmente, com especialistas em inovação, planejamento, gestão, pesquisa e comunicação.

Realiza projetos nas áreas sociocultural, de inovação e tecnologia, integrando os interesses das comunidades e seus potenciais às demandas de mercado. As ações são executadas por meio de metodologias exclusivas, fazendo com que os projetos desenvolvidos tenham excelência e eficácia.

Currículo de Marcelo Minutti

Sólida experiência como executivo em grandes empresas nacionais e internacionais, pesquisador, professor e palestrante. É pioneiro no mercado de negócios digitais, onde atua há 25 anos. Palestrante reconhecido nas áreas de inovação, estratégia, empreendedorismo, games, marketing e negócios digitais.

Foi Head de Inovação Digital da MSL Brasil, Diretor de Comunicação Digital na FSB Comunicação e Head de Jogos Digitais do Internet Group. Foi diretor de empresas nas áreas financeira do (Bradesco/Unibanco), telecomunicações (Brasil Telecom) e internet (BrTurbo/iBest/iG). Coordena o MBA em Marketing e Comunicação Digital e o MBA em Inovação e Negócios Digitais do Instituto de Educação Superior de Brasília – IESB, além de ser professor de renomadas instituições de ensino como IBMEC e INSPER. Recebeu o Prêmio de Excelência Acadêmica IBMEC como o melhor professor de Inovação, Estratégia e Modelos de Negócio do país em soluções corporativas. É colunista do InfoMoney, Valor Econômico, Exame, TV Globo, Folha de São Paulo, Jornal Estado de São Paulo, GloboNews e Veja.

Sua experiência inclui trabalhos realizados para grandes empresas nacionais e internacionais, como Google, Samsung, PayPal, Facebook, FGV, Embratur, Agência Estado, Anatel, Sebrae, AXA, The Economist, Apex-Brasil, Banco do Brasil, Danone, Internet Group, Coca-Cola, Secom Federal, FIESP, Ministério da Saúde, Bradesco, Ministério do Esporte, Amcham, Ministério do Turismo, Governo do Estado de São Paulo, Caixa Econômica Federal, Cooperforte, Prefeitura de São Paulo, CNI-Confederação Nacional da Indústria, SESI, BID-Banco Interamericano de Desenvolvimento, FIA-USP, Iguatemi Shopping, ZAP!, Sicoob, Oi e Unesco.

Continuar lendo

Acre

No 4º Bis, Bolsonaristas mantém manifestação pelo 39° dia seguido

Publicado

em

Dezenas de apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), se mantêm acampados pelo 39° dia consecutivo, na Rua Colômbia, em Rio Branco, em frente ao Comando de Fronteira no Acre, o 4° Batalhão de Infantaria de Selva (4º Bis).

O grupo está no local desde a quarta-feira, 2 de novembro em um movimento que pede intervenção militar por não aceitarem o resultado das eleições do último dia 30 – que homologou Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como presidente eleito a partir de 2023

Vestidos de verde e amarelo e segurando bandeiras do Brasil, os manifestantes também cantaram o hino nacional algumas vezes no dia e fazem orações durante o ato. Nas redes sociais, alguns Bolsonaristas garantem que Lula não subirá a rampa em Brasília.

O ato é considerado antidemocrático, uma vez que a Constituição de 1988 proíbe intervenção militar sob pretexto de “restauração da ordem”. No local, o grupo, denominado de patriotas não aceitam conceder entrevistas a imprensa.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.