Menu

Pesquisar
Close this search box.

Governador de Roraima demite servidores por abandono de função, propina e abuso sexual

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O governador Antonio Denarium (PP) exonerou 70 servidores efetivos do estado de Roraima nos dias 4 e 5 de julho. Os motivos vão de abandono de função, propina e até dois professores demitidos por abuso sexual de menor de idade. Os decretos foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE).


Entre os motivos, a grande maioria foi demitida por abandono de função – 60 desligamentos por esse motivo.


A Secretaria de Educação (Seed) foi a pasta com servidores efetivos exonerados, com 49 demissões. Perderam os cargos professores, merendeiras, auxiliares de serviços gerais, assistente administrativo e uma historiadora.

Anúncios


Na Seed, um professor de educação física e um professor de sala de aula foram exonerados por abuso sexual de menor de idade. Um outro servidor perdeu a função por “conduta escandalosa”, enquanto uma merendeira tinha acumulo de função.


Na Polícia Civil foram seis demissões. Quatro servidores oram demitidos por “uso indevido das suas posições em benefício pessoal”. Outro foi exonerado por ” ter uma conduta considerada incompatível com a função que exercia”. Um servidor da corporação foi exonerado por retirar documentos “sem autorização”.


Um auxiliar de necropsia e um policial foram demitidos por “utilizar recursos pessoais ou materiais da repartição para atividades de natureza particular ou política”.


A procuradoria-geral de Roraima e a Secretaria de Agropecuária tiveram um desligamento cada, por abandono de função. A Saúde desligou um enfermeiro e um auxiliar de serviços gerais.


Todos os casos passaram por Processo Administrativo Disciplinar. Todos os decretos de exoneração foram assinados por Denarium.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido