Menu

Pesquisar
Close this search box.

Como se tornar um doador de medula óssea; procedimento salvou vida de Fabiana Justus e Drica Moraes

Fabiana Justus e Drica Moraes (Crédito: Instagram)
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Nesta sexta-feira, 5, Fabiana Justus comemorou o 100º dia pós-transplante de medula óssea. Nas redes sociais, a atriz Drica Moraes também celebrou um marco parecido: o de 14 anos da mesma cirurgia. As duas foram acometidas por leucemia mieloide aguda, um tipo de câncer no sangue.


Como se tornar um doador de medula óssea


Em um de seus desabafos, Fabiana destacou que o doador, que é desconhecido, “salvou sua vida”. E para quem se sentiu incentivado a se tornar um doador, o passo a passo é simples.

Anúncios


Em primeiro lugar, é necessário ir ao hemocentro mais próximo de sua cidade, realizar um cadastro no Redome (Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea) e coletar uma amostra de sangue para exame de tipagem HLA.


Para isso, é necessário ter entre 18 e 35 anos de idade — mas o cadastro é válido até que o doador complete 60 anos, idade limite para realizar a doação. Basta levar um documento com foto, estar em bom estado de saúde e não ter nenhuma doença impeditiva para o cadastro e para doação da medula.


A lista de doenças impeditivas inclui AIDS/HIV, hepatite, câncer (exceto o de pele e o de colo de útero, caso tenham sido tratados somente com cirurgia), lúpus, doença de Crohn, hipertireoidismo, alcoolismo crônico, esquizofrenia e mais. Veja completa aqui


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido