Menu

Acidente com avião que matou 12 em Rio Branco completa um mês

Destroços do vião Caravan que decolou do Aeroporto de Rio Branco na manhã deste domingo, 29, caiu na parte esquerda da pista após alguns minutos de sobrevoo Foto: David Sahid
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Nesta quarta-feira, 29, se completa um mês da queda do avião Grand Caravan 208B de matrícula PT-MEE, da empresa ART Táxi Aéreo, que saia do Aeroporto Plácido de Castro em Rio Branco com destino aos municípios de Envira e Eirunepé, no Amazonas. A aeronave com 2 pilotos e 10 passageiros caiu cerca de 1.800 metros da cabeceira da pista do aeroporto, matando todos os seus ocupantes.


Após 30 dias do acidente que repercutiu na mídia nacional e internacional, a Força Aérea Brasileira, através do CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos), ainda não divulgou relatório preliminar sobre as causas do acidente. Investigadores do Sétimo Serviço Regional de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VII), que estiveram no local do acidente e no aeroporto de Rio Branco reunindo documentos do voo e entrevistando profissionais que tiveram relação com os procedimentos anteriores ao voo, ainda tentam dar sentido ao que foi coletado.


Foto: Investigadores do SERIPA VII e Polícia Civil saem de mata onde avião caiu I Whidy Melo/ac24horas

Publicidade

O que se sabe sobre o avião de matrícula PT-MEE?


O avião Grand Caravan 208B é considerado um dos aviões mais seguros do mundo em sua modalidade. Conhecido pela robustez, o modelo é utilizado em várias partes do mundo.


Em 2008, o mesmo avião sofreu um incidente (quando não há vítimas) ao fazer um pouso de emergência nas margens da rodovia Transamazônica. Segundo o relatório do CENIPA, que foi concluído em 2012, a aeronave realizava uma viagem de transporte de malotes dos Correios no trecho Belém-Altamira-Itaituba, com apenas os dois pilotos a bordo. O problema ocorreu na segunda etapa do percurso, de Altamira para Itaituba. Uma falha da manutenção da aeronave causou a perda de óleo no motor, deixando-o inoperante. A investigação apontou dano grave no motor, na fuselagem, na asa esquerda e na superfície de comandos, mas o avião foi recuperado e passou a operar novamente com todos os certificados válidos e manutenção em dia.


Foto: Clareira aberta durante a queda do avião e peças fumaçando no solo I Whidy Melo/ac24horas

O Grand Caravan 208B é homologado para transportar 9 passageiros, mas levava 10 pessoas no momento do acidente, já que uma criança de apenas 1 ano e 7 meses não ocupava assento e viajava no colo da mãe. Além dos passageiros e bagagem, o avião levava caixas de alimentos. O peso máximo de decolagem do avião era de 3.969 kg, mas o valor pode sofrer alterações dependendo da temperatura do ambiente e pressão atmosférica.


O ac24horas tentou contato com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica questionando sobre os avanços da investigação, mas não obteve resposta até o momento.


Veja, abaixo, a lista de vítimas:


Tripulação: Cláudio Atílio Mortari (piloto) e Kleiton Lima Almeida (copiloto);


Passageiros (as): Francisco Aleksander Barbosa Bezerra; Antônia Elizângela; Jamilo Motta Maciel; Raimundo Nonato Rodrigues de Melo; Francisco Aleksander Barbosa Bezerra; José Marcos Epifanio; Clara Maria Vieira Monteiro e Ana Paula Vieira Alves (mãe e filha); Edinéia de Lima; Francisco Eutimar (único que ainda não foi identificado pelo Instituto Médico Legal).

Publicidade

Veja quem são os passageiros que estavam em voo que caiu no Acre — Foto: Reprodução/Departamento de Arte ac24horas.com

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido