Friale vê eclipse anular do sol às margens do Rio Acre: “vai demorar para se repetir”

Pesquisador Davi Friale acompanha eclipse anular do sol às margens do Rio Acre - Foto Jardy Lopes

Receba notícias do Acre no grupo de WhatsApp do ac24horas.

Uma das figuras mais populares de Rio Branco pelo trabalho que faz na área de previsão do tempo, o pesquisador Davi Friale marcou como ponto de observação para o eclipse anular do sol, que ocorreu neste sábado, 14, o Tereré Suprema, às margens do Rio Acre, na área central da capital.


Com nuvens espessas em alguns momentos, Friale disse que chegou a ser possível ver o fenômeno sem o uso de um material escuro para proteger a visão.


No entanto, é altamente recomendável não abrir não de um amparo para a vista, como ele fez com uma espécie de filme plástico no ápice do eclipse, quando a lua encobriu o sol deixando apenas um anel em torno do astro.

Anúncios

O pesquisador disse que o Amazonas foi o estado mais privilegiado do Brasil, podendo observar o fenômeno na sua totalidade. No Acre, apesar das nuvens, também foi possível ver bem o eclipse, que segundo Friale vai demorar muito a se repetir por aqui.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido