Menu

Pesquisar
Close this search box.

Após 10h de audiência, Vara da Criança irá decidir se bebê volta ao convívio dos pais

Foto: Gilmara Furuno e Leandro Oliveira  - Whidy Melo/ac24horas
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Ocorreu nessa segunda-feira, 4, na Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), a audiência sobre o caso do bebê que foi retirado do convívio dos pais e levado para um abrigo após uma denúncia de maus tratos.


LEIA AQUI: Casal tenta provar inocência após ter filho de 1 mês tomado pela justiça do Acre

Anúncios


A audiência durou cerca de 10 horas e ouviu os pais, Gilmara Furuno e Leandro Oliveira, profissionais que atenderam a criança e familiares. Após os depoimentos, a juíza da Vara da Criança e da Juventude deve, no prazo de 48 horas, se manifestar sobre o pedido de retorno da guarda da criança pelos pais.


O caso veio à tona após a própria família iniciar uma campanha nas redes sociais após o bebê, que tem menos de dois meses de vida, ser levado para o Educandário Santa Margarida.


A denúncia de maus tratos, negada pelos pais, partiu do Hospital Santa Juliana e a criança foi levava para o abrigo em 17 de agosto.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido