Conecte-se agora

Justiça ensina como mudar o nome no Título de Eleitor de forma simples

Publicado

em

Casou ou se divorciou e precisa mudar o nome no título de eleitor? Ou quer colocar o nome social no título? Para alterar, é simples, rápido e tudo pode ser feito pelo Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O primeiro ponto é verificar se você está em dia com a Justiça Eleitoral. Na página principal do site do TSE, na coluna à direita, logo abaixo de Autoatendimento do Eleitor, clique em “Situação Eleitoral” e, depois, digite o nome, o CPF ou o número do título. Tudo ok? Passe para a frente. Tem pendência? Volte uma casa: regularize sua situação.

Com tudo certo, a segunda etapa é preparar a documentação. Como você vai precisar digitalizar ou tirar fotos de alguns documentos, é melhor já deixar tudo organizado: Documento oficial de identificação com foto (frente e verso); Comprovante de residência recente; Certificado de quitação de serviço militar (para homens, no ano em que completam 19 anos).

Para a atualização do nome por motivo de casamento ou divórcio, é preciso apresentar um documento que comprove a mudança dos dados, como certidão de casamento ou sentença judicial.

Desde 2018, pessoas transgênero podem incluir o nome social no título de eleitor. A apresentação de documento anterior em que conste o nome social é opcional, pois, para a Justiça Eleitoral, a autodeclaração é suficiente.

Também é preciso tirar uma selfie, segurando, ao lado da face, o documento oficial de identificação, exibindo o lado que contém a foto.

Com a documentação pronta, siga para a próxima fase.

Na página principal do Portal do TSE, na coluna à direita, acesse o campo “Autoatendimento do Eleitor”, clique no menu “Atendimento ao Eleitor” e, depois, na opção “Atualize seus Dados Pessoais”. Na imagem que aparecer na tela, clique em “Sim”, quando perguntado se você deseja prosseguir. Aí é só selecionar o serviço “Autoatendimento do Eleitor – Título Net”, na parte central da página. Você pode também acessar diretamente o Título Net. Agora, é só selecionar sua unidade da Federação (UF) e clicar em “Próximo”.

Na página seguinte, após conferir a lista dos documentos necessários, selecione a opção “Tenho, mas os dados não conferem”, no item “Título de Eleitor”.

Para incluir o nome social, o atendimento também é pelo Título Net. Desta vez, na parte “Título de Eleitor”, selecione “Tenho e sei o número”. Após inserir as informações sobre o título já cadastrado, será exibida a tela “Requerimento – Dados Pessoais”.

Preencha todos os dados e inclua a documentação até aparecer na tela a opção “Você tem um nome social?” e prossiga com a solicitação.

Preencha então todos os campos obrigatórios e finalize o processo, fazendo o download dos documentos no momento em que for solicitado.

Não se esqueça de anotar o número do protocolo ao concluir o atendimento para acompanhar o status do requerimento pelo Título Net. Para isso, Acesse o Autoatendimento do Eleitor – Título Net e selecione o botão “Atendimento ao Eleitor”. Em seguida, selecione “Acompanhe uma solicitação”.

Cotidiano

Inscrições para venda de alimentos no Carnaval de Rio Branco começam na segunda

Publicado

em

As inscrições para os interessados em comercializar produtos e alimentos durante o Carnaval da Família, na Arena da Floresta, em Rio Branco, estarão abertas a partir da próxima segunda-feira, 06.

Para participar é preciso demonstrar interesse até o dia 08 de fevereiro na sede da Secretaria de Indústria, da Ciência, do Comércio, do Empreendedorismo e do Turismo (Seicetur).

As vagas serão preenchidas por meio de sorteio, que ocorrerá no dia 10 de fevereiro, às 10h, no Quadrilhódromo do Arena da Floresta.

O Carnaval na capital inicia dia 17 de fevereiro, com a escolha da Realeza, e se estende até a quarta-feira de cinzas. Além de diversos shows de artistas locais, a programação conta ainda com um baile infantil e outro da melhor idade.

Continuar lendo

Cotidiano

Mais de 6 toneladas de carne podem não ter sido entregues no presídio da capital

Publicado

em

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN) decidiu abrir um procedimento para apurar a denúncia de que a empresa fornecedora de alimentação para os detentos estaria mandando a proteína, seja carne bovina, ave ou peixe fora do que é estipulado pelo contrato.

O assunto e a decisão da abertura de um procedimento administrativo foram temas de uma reunião entre os policiais penais, que são os fiscais do contrato, e o representante do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC).
A comida fornecida aos detentos do Complexo Penitenciário Francisco de Oliveira Conde é realizada por uma empresa vencedora de uma licitação, mas conta com o trabalho dos presidiários. Além de nutricionista e outros funcionários contratados, cerca de 40 apenados trabalham no local.

Caso a denúncia seja confirmada, pode significar que em um mês cerca de 6 toneladas de carne deixaram de ser entregues pela empresa. Se feita uma conta simples, colocando a R$ 20 o quilo da proteína, o contribuinte estaria pagando em torno de R$ 120 mil mensais em carne que não chegou na boca dos detentos.

“Os policiais penais me mostraram dezenas de notificações de irregularidades dessa empresa. A mais grave é que no contrato está especificado que a proteína carne tem que vir com uma gramatura e 150 a 180 gramas. De acordo com a denúncia dos fiscais do contrato, a empresa estaria fornecendo apenas 100 gramas. A pequena quantidade de carne já tinha sido objeto de reclamação dos detentos. Isso é seríssimo, já que se for comprovada, a empresa estaria ganhando 200 quilos de carne por dia, já que são mais de 3 mil marmitas fornecidas diariamente. Dependendo do resultado desse procedimento de investigação, o IAPEN pode até rescindir o contrato e assinar com outra empresa”, afirma o promotor de justiça Tales Tranin.

A reportagem do ac24horas procurou também a presidência do IAPEN. Glauber Feitoza confirmou que o instituto vai abrir o procedimento de investigação. “Vamos apurar esse fato. Nossa fiscalização tem sido constante quanto ao controle da alimentação fornecida, assim como a gramatura do que vem especificado no contrato. Na próxima semana, vamos abrir o procedimento administrativo para apuração, cobrando as devidas medidas para que a empresa cumpra com o que está no contrato”, disse.

A empresa que tem o contrato de fornecimento de alimentação para o presídio é a Gran Nutriz, empresa de Brasília. A reportagem tentou entrar em contato com a empresa, mas não obteve êxito. O espaço segue aberto, caso haja interesse em se manifestar.

Continuar lendo

Cotidiano

Sesacre informa duas mortes e 28 novos casos de Covid-19 ao longo da última semana

Publicado

em

Apesar do registro de poucos novos casos, a Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre),informou que dois óbitos causados pela Covid-19 foram registrados da semana que compreende o dia 28 de janeiro até esta sexta-feira, 3 de fevereiro. Agora, o número oficial de mortes pela doença chega a 2.043 em todo o Acre.

As mortes são da paciente M. J. A., de 81 anos, deu entrada no Pronto-Socorro de Rio Branco no dia 14 de janeiro e faleceu no dia 27 do mesmo mês e do paciente J. C. B. R., de 61 anos, deu entrada na Fundação Hospitalar do Acre no dia 14 de janeiro e faleceu no dia 31 do mesmo mês.

O boletim também atualiza o número de novos casos. De acordo com a Sesacre, apenas 28 novos casos foram registrados, o que dá uma média de 4 casos diários.

O número de infectados notificados é de 160.191 em todo o estado.

Continuar lendo

Cotidiano

No Acre, ONG suspende resgate de animais por acúmulo de dividas e pede ajuda

Publicado

em

O abandono de animais é um problema crítico visto em diversos bairros de Rio Branco. Com o intuito de ajudar com essa atribulação, a Sociedade Amor Animal tem feito o resgate dos bichinhos que se encontra ao desalento e muitas vezes doentes.

Um desses casos, é o da gata Tina, que foi encontrada com perfurações nos olhos, após ter sido esfaqueada. Além dos cuidados especiais, o felino precisou passar por cirurgias e medicações.

O espaço, que sobrevive de doações da população, prestou assistência a mais de 250 animais em situação de abandono e maus tratos em 2022, mas precisou suspender os regaste no final de janeiro deste ano, por causa do acúmulo de dividas e a quantidade de bichos que já estão no local.

A universitária Fernanda Évelyn, que administra sozinha o local, pede ajuda para continuar atuando em uma causa que está levando o bem para aqueles que são deixados de lado.

“O Amor Animal está com os serviços suspensos porque tem 20 animais em lar provisórios e mais outros para doação, tem uma dívida de quase R$ 3 mil e pode aumentar, porque foi feito o resgate de um gatinho vítima de atropelamento. Então eu peço ajuda de que queira contribuir e ajudar a salvar esses animais”, declarou.

Um pix solidário foi aberto, no CNPJ 054.423.822-21. É possível depositar qualquer quantia. Mais informações, entrar em contato com o número (68) 992376795.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.