Conecte-se agora

Os desafios de Gladson

Publicado

em

Em meio a tensão política no país – ainda longe de acabar -,  o governador Gladson Cameli (PROGRESSISTA) tem muitos desafios a enfrentar em seu novo governo. O equilíbrio das contas públicas sempre será o maior, muito embora poucos saibam disso. Continuar mantendo os salários dos servidores em dia, geração de emprego e renda, controlar a violência, desfazer os gargalos da saúde, readequar a educação com novos investimentos, além de realização de obras. É o que está posto para este início de ano.

No plano político se movimenta muito bem. Construiu uma base sólida na Aleac, vem alinhando o discurso de gestão com o governo federal e vai ter que azeitar o relacionamento com os três senadores Sérgio Petecão (PSD), Alan Rick e Márcio Bittar, ambos do União Brasil. Em relação aos deputados federais, o desafio será o mesmo.

Gladson também montou uma equipe para pensar a política com vistas às eleições municipais (2024) e sua própria sucessão (2026). O governador vai querer fazer o sucessor e alguns nomes já são comentados e avaliados nos bastidores do Palácio Rio Branco, por exemplo, do deputado Nicolau Júnior (PROGRESSISTA), reeleito com mais de quinze mil votos. O da vice-governadora Mailza Gomes, também é mencionado nos bastidores.

“Ir para um presídio não é o mesmo que ir para uma colônia de férias”. (Ministro Alexandre de Morais)

. O Brasil está assim:

. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

. Inaceitável qualquer atentado contra a democracia e o estado democrático de direito por violência política.

. A clava forte da justiça se manifesta.

. E não adianta tentar conversar com uma pessoa radicalizada em sua trincheira mental de que não houve fraude na eleição porque é perda de tempo.

. Vale lembrar que toda essa demência coletiva está acontecendo porque um dia, lá atrás, políticos praticaram corrupção e os que deveriam investigar, denunciar e julgar dentro da lei corromperam-se também.

. Porém, não adianta explicar mais nada.

. O espaço de fala, de diálogo está fechado com portas e travas de chumbo.

. Corações endurecidos, amargos e ressentidos.

. Até Jesus Cristo foi envolvido na sanha política de agora.

. Invadir e depredar a sede dos poderes da república em nome de Jesus Nazaré, de Deus…

. Acho que ele não faria isso, sei lá!

. Ou faria?!

. O “amai os vossos inimigos” se perdeu no tempo, levado pela brisa que soprava na montanha às margens do mar da Galileia, em um dia qualquer de verão.

. Só para reflexão, cada um faz e vive sua vida como bem deseja, amor e ódio são faces da mesma moeda.

. O certo é que Bolsonaro semeou em muitos corações uma semente de desconfiança da justiça, do sistema eleitoral, da política…chegou o tempo da colheita.

. “Agora quem for podre que se quebre, quem não quiser cair que se deite, quem…”

. Calma! Calma! Até tu, Macunaíma!

. Bom dia!

Coluna do Astério

A decadência política e o vazio existencial 

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Eles não usam Black Tie

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Sobre Gladson e Lula: É só seguir o líder!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

A tragédia Yanomami; quando te vimos com fome, Senhor?

Publicado

em

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.