Conecte-se agora

Alimentos e combustíveis podem faltar no Acre a partir de quarta-feira

Publicado

em

Os atos antidemocráticos que seguem bloqueando a BR-364 em Rondônia já podem afetar o abastecimento no Acre a partir do meio desta semana, segundo informações da Associação Acreana de Supermercados (ASAS) e do Sindicato do Comércio de Derivados de Petróleo do Estado do Acre (Sindepac).

O presidente da ASAS, empresário Adem Araújo, afirmou ao ac24horas que os supermercados acreanos já poderão ter falta de produtos hortifrutigranjeiros a partir da próxima quarta-feira (23), limite para a margem estimada por ele para a duração dos estoques nos estabelecimentos.

Com relação a outros produtos alimentícios, como os não perecíveis, Adem estima um limite para a duração dos estoques de cerca de 10 dias. Contudo, a situação, segundo ele, preocupa de imediato, pois o estado não possui alternativas de rotas terrestres e não tem produção própria que minimize a situação.

“O nosso estado é o mais prejudicado com os bloqueios, pois somos quase que totalmente dependentes do que vem de fora e não há alternativas para que os produtos cheguem até aqui que n]ao seja a estrada. Nós seguimos acompanhando e torcendo para que a situação se resolva logo”, disse.

Já o presidente do Sindepac, Delano Lima, disse que ainda não há, segundo as informações que o sindicato possui, postos registrando falta de combustíveis nesta segunda-feira (21). Segundo ele, não é fácil estimar a duração dos estoques no estado, mas acredita que ainda nesta semana falta o produto caso os bloqueios persistam.

“É difícil a gente prever, pois cada posto tem uma capacidade diferente de armazenamento. Via sindicato, ainda não temos notícia de falta de combustíveis nesta segunda-feira, mas é certo que no decorrer da semana comece a faltar caso a situação dos bloqueios da BR entre Porto Velho e Rio Branco continue”, afirmou.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF/RO) há 7 bloqueios na BR-364 naquele estado. Há registros de violência por parte dos manifestantes e até saques a carretas que transportam alimentos. Pelo menos um veículo de transporte de produtos foi incendiado por manifestantes. Oito pessoas foram presas.

Os bloqueios que afetam a chegada de combustíveis ao Acre são os que ocorrem entre Porto Velho e Rio Branco, uma vez que a capital rondoniense possui bases de distribuição que são abastecidas por via fluvial. Segundo a PRF, há bloqueio nesse trecho em Extrema e Nova Califórnia.

Acre

Árvores da Praça da Catedral são cortadas por engano em Rio Branco

Publicado

em

Na manhã desta quarta-feira, 23, algumas árvores da praça da Catedral Nossa Senhora de Nazaré, conhecida também como praça dos tocos, no Centro de Rio Branco, foram derrubadas. Segundo a prefeitura, a ação foi realizada por engano.

Em conversa com à assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) foi informado que o ocorrido teria acontecido por um erro humano, que ao invés de serem cortadas, as plantas deveriam ser podadas.

“A Semeia está realizando a poda das árvores do centro da cidade e lamenta o ocorrido, foi um erro e apenas uma árvore foi cortada. Para tentar amenizar o equívoco, será plantando, no mesmo local, uma árvore do mesmo porte”, disse um dos representantes.

O funcionário da equipe que realizou o corte, foi afastado e será aberto um processo administrativo interno para apurar quais medidas poderão ser tomadas a respeito da situação.

Em um vídeo nas redes sociais, o fotojornalista Diego Gurgel chegou a flagrar o momento.

Continuar lendo

Acre

Acre emite alerta contra ameaça tripla de Covid, influenza e vírus VSR

Publicado

em

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) emitiu um alerta nesta quarta-feira, 23, recomenda os devidos cuidados para evitar a proliferação de três doenças que estão em iminência em todo o país. Neste mês de novembro houve aumento de casos de covid-19, influenza e vírus sincicial respiratório (VSR) nas américas. Não existe vacina para o vírus VSR, mas as estratégias utilizadas para limitar a propagação da covid-19 podem ser as mesmas, como o uso de máscaras e o distanciamento social.

A covid-19 circula desde o final de 2019, já a influenza e o VSR existem há muito tempo. A suspeita dos especialistas em saúde é que muitas pessoas não foram expostas a esses vírus durante o período de isolamento social contra a covid-19 nos dois últimos anos.

De acordo com o coordenador da Rede de Urgência e Emergência (RUE), Edvan Meneses, é importante falar sobre essa tríade viral que está em circulação em todo o Brasil, que causa síndromes gripais e respiratórias agudas graves. “Dois desses vírus nós já temos vacinas e fazemos um apelo para que a população se vacine, e não contraia dois ou mais desses vírus e ter um quadro infeccioso grave”, salientou Edvan Meneses.

Os três vírus causam sintomas muito parecidos, como febre, coriza, dor de cabeça, dor nos olhos, obstrução nasal, espirros e dor de garganta. Os vírus sobrevivem melhor em temperaturas baixas e, com a temporada de chuvas no estado, a Saúde aconselha todos os cuidados necessários para evitar esses vírus, principalmente em crianças que estão sendo tão afetadas pelo VSR.

“Procure uma unidade de saúde e vacine-se, assim você estará protegido e poderá evitar uma situação mais grave”, completou Edvan.

Com informações da Sesacre

Continuar lendo

Acre

Empresários sugerem decreto de calamidade em bloqueios da BR

Publicado

em

Após dias prestes a entrar em colapso no abastecimento de combustível, perecíveis, mercadoria em geral, empresários do Acre sugeriram ao governo estadual a avaliação da realização de decreto de estado de calamidade pública ou de emergência.

O documento partiu da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (Acisa) ao informar o fim dos estoques do gás de cozinha, caso a Estarda não fosse liberada em de versos pontos da BR-364, em Rondônia. A interdição é provocada por insatisfação de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que perdeu as eleições presidenciais para o candidato Lula, do PT.

O relatório da Acisa informava que as empresas associadas não estavam conseguindo contratar transportadoras ou transportadores autônomos para abastecimento do Acre.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio) também elaborou um documento prevendo a possibilidade de que alimentos perecíveis e não perecíveis que fazem parte da cesta básica começassem a sofrer desabastecimento entre os dias 26 e 27 de novembro, além do risco de que produtos hospitalares, como medicamentos e oxigênio, entrar em falta caso o bloqueio persistisse ativo.

Os trechos bloqueados na BR-364 no lado rondoniense, que liga o Acre ao restante do país por via terrestre, só foram totalmente liberados na tarde de ontem (22), conforme relatou a Polícia Rodoviária Federal.

Continuar lendo

Acre

Alan Rick diz que STF passou dos limites e assina CPI contra Moraes

Publicado

em

Na sessão da última terça-feira, 22, no plenário da Câmara Federal, o deputado federal Alan Rick (UB), fez duras críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF), sobre um suposto avanço aos demais poderes, Executivo e Legislativo no país.

O parlamentar falou diretamente ao gabinete do ministro Alexandre de Moraes, tanto no STF como no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para o senador eleito, o STF vem passando dos limites em suas decisões. “Nunca antes nós vimos um avanço tão significativo de um Poder sobre o outro, do STF sobre o Legislativo brasileiro. Estamos presenciando uma escalada perigosa e autoritarismo sem precedentes, com a formação de verdadeiros tribunais de exceção, o que é vedado por nosso ordenamento jurídico”, citou.

Como resposta ao momento delicado, Rick assinou um requerimento de autoria da deputada Adriana Ventura que requer a transformação de sessão plenária em comissão para que o legislativo possa debater com o Poder Judiciário e ainda criticou o ministro Alexandre de Moraes. “Assinei o Requerimento de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), proposta para investigar abuso de autoridade praticado por Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Assinei também, o requerimento para para transformar a sessão plenária da Câmara em comissão geral com o objetivo de debater a liberdade de expressão e imunidade dos parlamentares nas redes sociais, com a presença do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Alexandre de Moraes. Chega de censura e autoritarismo contra cidadãos, parlamentares eleitos ou no exercício do mandato. A população não aceita tamanha arbitrariedade”, declarou.

O parlamentar disse ainda que a proposta precisa de 171 assinaturas para a abertura da CPI. “Se você também é contra isso, peça para o seu Deputado assinar o Requerimento CD228980315300”, ressaltou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.