Conecte-se agora

Berço da Florestania, Xapuri tem primeira derrota de um candidato ao governo pelo PT desde 1998

Publicado

em

Desde que o Partido dos Trabalhadores chegou ao poder no Acre, em 1998, com o engenheiro florestal Jorge Viana iniciando o ciclo de 20 anos de hegemonia no estado, um candidato do PT ao governo não perdia em Xapuri, cidade considerada como o berço da Florestania.

Essa escrita teve fim apenas na eleição deste último domingo, 2 de outubro, com a vitória acachapante do atual governador, Gladson Cameli, do Progressistas, sobre o mesmo Viana que abrira a longa permanência petista no Palácio Rio Branco na etapa final da década de 1990.

Com uma votação histórica, Cameli venceu a disputa em 20 dos 22 municípios acreanos e um dos que deram supremacia ao atual governante acreano foi exatamente a terra de Chico Mendes, que é considerada como um dos últimos bastiões petistas do estado, administrada por um prefeito do partido.

Dos quatro municípios administrados pelo PT no estado, Gladson venceu em todos, mas em Xapuri pode ser dado um valor a mais ao triunfo pelo fato de o prefeito Bira Vasconcelos ter sido o único gestor petista a ter se mantido na trincheira vermelha. Os demais se aliaram abertamente ao vencedor.

Na atual eleição, a vitória de Gladson Cameli em Xapuri foi ainda mais esmagadora que no estado como um todo. Ele obteve 65,04% dos votos válidos, num total de 5.932, em um universo um pouco superior a 11 mil eleitores. O candidato do PT alcançou 29,01% dos votos válidos – 2.646 confirmações na urna eletrônica.

A votação de Cameli em Xapuri superou até mesmo a do presidente Jair Bolsonaro, que obteve mais da metade dos votos dos eleitores xapurienses, mas que ficou na marca dos 54,94%, o que correspondeu a 5.142 votos depositados ao ícone do Bolsonarismo contra 40,32% ou 3.774 votos dados a Lula.

O resultado não deixou de causar impacto nas hostes petistas. O prefeito Bira Vasconcelos se manifestou nas redes sociais e disse não ter ficado triste com o desfecho da eleição, mas indignado com o uso da máquina pública para fins eleitoreiros, abuso do poder econômico e compra de votos.

“Minha indignação é de constatar que a mentira e o dinheiro ainda ganham eleição no Acre, em detrimento do sonho, da esperança, do trabalho e da verdade! A nossa luta é maior do que ganhar uma eleição, nossa luta é a transformação de uma sociedade que tem como base a transformação das pessoas!”, postou Bira.

É válido registrar que na eleição passada, em 2018, quando também foi eleito no primeiro turno, Gladson já ensaiou vencer a votação em Xapuri. Naquela ocasião, ele perdeu para Marcus Alexandre por apenas 85 votos de diferença – 4.381 votos do petista contra 4.296 de Cameli.

Destaque 4

Ex registra boletim contra Rodrigo Damasceno, que afirma que acusação tem viés político

Publicado

em

O ex-prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno, está sendo acusado de calúnia e difamação pela ex-esposa, Úrsula Prado, com quem ele disputa a guarda dos filhos na justiça.

A mulher registrou boletim de ocorrência, nesta sexta-feira, 25, na delegacia de Tarauacá, após Damasceno postar nas redes sociais print de uma conversa entre eles no WhatsApp.

A postagem expõe uma negativa de Úrsula para que o filho, Bernardo, assistisse a uma partida do Brasil na Copa do Mundo com o pai. Após a divulgação do diálogo, Rodrigo postou um vídeo no qual comenta a situação.

“E ai galera, bora torcer pelo Brasil! Tão falando para eu retirar a postagem sobre o Bernardo, mas quem vai falar por ele, se não vai ser eu, quem vai falar por ele?”, diz Damasceno, que chora em um trecho do vídeo.

Em seu relato à polícia, Úrsula diz que se sentiu extremamente ofendida com as postagens do ex-marido, que lhe fizeram parecer ser uma “péssima mãe”, motivo pelo qual requereu medidas contra Rodrigo, pela prática dos crimes de calúnia e difamação.

O litígio entre o casal não é recente. Consta que, em 2020, a justiça já havia deferido uma medida protetiva em favor da ex-esposa e até da mãe de Damasceno, Francisca Soares, por crimes de injúria e prática de ameaça psicológica.

Procurado pelo ac24horas, Rodrigo Damasceno afirmou que sobre os fatos de 2020 está buscando provar que houve deturpação ou manipulação dos fatos, que vazaram para a imprensa com uma velocidade fora do normal.

“E apenas publiquei o print da nossa conversa. Se ela foi insensível e grossa com as palavras, a responsabilidade é dela. Como pode ser calúnia e difamação se foram as palavras dela que foram reproduzidas?”, questionou.

Damasceno alega que há quase 1 mês sem ter acesso aos seus filhos (Malu e Bernardo) e que está tentando, via judicial, há mais de um ano o direito a ter a convivência com eles.

“O estopim foi o dia do jogo, mas como ela mesmo falou, libera os meninos quando quer, demonstrando que para isso me faz um favor. É certo um pai padecer dessa situação?”, voltou a perguntar.

Por fim, Rodrigo Damasceno afirmou que por trás da situação que ele enfrenta no litígio com a ex-mulher há um viés político. Segundo ele, a intenção é tirá-lo do debate político relacionado com sua intenção de ser pré-candidato à prefeitura de Tarauacá.

“Tentam me atingir e me tirar do debate político mais uma vez. Mas dessa vez não vou recuar em ser pré-candidato. A advogada dela no processo anterior é filha do Chico Batista, atual presidente da Câmara, e que foi acusado de nepotismo com a atual prefeita, Maria Lucinéia.

Como foi citada por Rodrigo Damasceno, a prefeita Maria Lucinéia foi contatada pela reportagem para se manifestar a respeito da relação que ele fez entre a questão com a esposa e uma possível intenção de prejudicá-lo politicamente.

“Essas declarações do Rodrigo Damasceno não têm sentido algum. Ele mesmo expõe a família dele e tenta me ligar de alguma maneira, sendo que eu não tenho nada a ver com seus problemas familiares. Se tem uma coisa que eu não admito na política é mexer com a família independente da ideologia ou do posicionamento”, disse.

“Ninguém nunca me viu em redes sociais ou em grupos de WhatsApp, falando da família de ninguém. Lamentável que tais declarações do Rodrigo são uma forma clara de tirar o foco de suas atitudes ao expor a sua ex-mulher e o seu filho nas redes sociais. Que Deus o abençoe!”, acrescentou a prefeita.

O ac24horas tentou manter contato com o presidente da Câmara de Tarauacá, Chico Batista, também citado por Damasceno, mas não conseguiu encontrá-lo até o fechamento desta publicação. O espaço permanece à disposição dele, caso deseje se manifestar.

Continuar lendo

Destaque 4

Avança PEC que permite cessão de servidor ser paga por órgão onde ele vai trabalhar

Publicado

em

Em audiência conjunta, as Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Serviço Público aprovaram da Assembleia Legislativa aprovaram nesta terça-feira (29) a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que promove algumas mudanças na Constituição do Estado do Acre, tratando da cessão de servidor público e transforma para lei ordinária a estruturação básica da administração, medida que atualmente requer Lei Complementar e revoga o caráter honorífico nos mandatos dos conselhos estaduais e municipais, permitindo pagamento de jeton para conselhos.

O ponto mais polêmico é a mudança da Lei Complementar para lei ordinária, a estruturação do governo. Já os demais pontos foram aprovados sem ponderações. “Não vai pagar, mas permitir que se pague”, explicou o líder do governo na Aleac, deputado Pedro Longo (PDT), acerca da possibilidade de jeton aos conselheiros.

De acordo com a PEC, no caso da cessão de servidor, o ônus passará ao órgão após período de ajuste de um ano. Hoje há desestruturação de algumas carreiras, como a de contador, no Poder Executivo, devido à cessão desses profissionais. “Na medida em que você abre mão de algumas alterações diminui o quórum dessas mudanças”, disse o deputado Edvaldo Magalhães, observando que o Legislativo tem sua importância diminuída com essa PEC. “Não é bom para a democracia”, completou.

Edvaldo lembrou que matéria semelhante foi apresentada há mais de vinte anos, no governo de Jorge Viana, e foi retirada após forte discurso contrário do então deputado João Correia.

Magalhães apelou por uma conversa entre parlamentares e a Mesa Diretora da Aleac, uma vez que a cessão de servidores tem a ver com a gestão do Poder Legislativo, o que foi acatado.

Continuar lendo

Destaque 4

Caseiro mata patrão em Xapuri e foge para Epitaciolândia, onde confessou o crime

Publicado

em

O crime aconteceu no seringal Cachoeira, colocação Vista Alegre, na divisa entre os dois municípios, um local distante e de difícil acesso. Francisco Campos Barbosa, conhecido popularmente por ‘Chico Abreu’, de 57 anos, foi encontrado morto após 48 horas de desaparecimento. O corpo tinha perfurações de bala.

A ocorrência foi atendida pelo delegado Luís Tonini, de Epitaciolândia, mas em seguida repassada para a Delegacia de Xapuri, pois o local onde o corpo foi encontrado está dentro dos limites deste último município. Os primeiros indícios apontavam para a possibilidade de latrocínio – roubo seguido de morte.

Horas depois, Benigno Queiroz Sales, de 36 anos, conhecido como ‘Banana’, que já vinha sendo investigado por um crime de estupro em Epitaciolândia e que estava trabalhando com caseiro na propriedade da vítima, foi preso como suspeito por uma guarnição da Polícia Militar de Epitaciolândia.

Na delegacia, ele confessou o crime e informou a localização da arma, da moto e de outros pertences da vítima. Ao ser conduzido para Xapuri, ele mostrou onde estavam escondidos os objetos roubados, no bairro José Hassem, em Epitaciolândia. A arma usada no crime estava escondida às margens da BR 317.

Segundo o delegado Luis Tonini, foi constatado que além do tiro nas costas, foi identificado no Instituto Médico Legal – IML – em Rio Branco que a vítima ainda foi enforcada pelo acusado. O caso agora está sob a tutela do delegado de Xapuri Gustavo Neves, que deve pedir a prisão preventiva do suspeito ao Judiciário.

Continuar lendo

Destaque 4

“Até os 8 anos, os pais precisam escovar os dentes dos filhos”, diz cirurgiã-dentista

Publicado

em

A cirurgiã-dentista e ortodontista, Rayana Olímpio participou nesta segunda-feira, 28, do Programa da Jô – Edição Podcast e contou as novidades da profissão, deu dicas para manter o sorriso perfeito e saudável e falou ainda de momentos especiais de sua vida.

Natural do Espirito Santo, em Vitória, a profissional veio para o Acre há 9 anos atrás, para trabalhar, mas acabou ficando de vez e como disse, veio “para desbravar, com a intenção de ir embora, mas quem bebe da água do rio Acre, fica”.

A mais nova solteira na pista, falou que não está aberta a relacionamentos amorosos no momento, pois terminou uma relação duradora recentemente e prefere agora cuidar mais de si.

“Estou solteira há 06 meses e atualmente estou investindo mais em mim, tentando me conhecer melhor, porque 12 anos de casamento, não são 12 dias. Então, estou tentando me reconectar, ter um amadurecimento e viver a minha paz”, comentou.

Em relação ao que tem de mais atual em sua área de trabalho, Rayana afirmou que o digital está mais presente na odontologia e na ortodontia, os aparelhos invisíveis ou transparentes, chamados de invisalign, são os mais pedidos. A profissional foi uma das principais responsáveis por trazer o modelo para o Estado.

“Eu fui uma das pioneiras no invisalign e hoje em dia trabalho como mentoria para alguns colegas daqui. Foi um desafio desbravar e é muito gratificante trazer o que há de melhor do Brasil para o Acre”, apontou.

Sobre escovação infantil, foi explicado que crianças de até 8 anos precisam ter o apoio dos pais com ajuda na limpeza completa e correta dos dentes, para que não ocasione problemas futuros.

“Até os 8 anos, papai e mãe tem que pegar a criança, levar no banheiro e escovar os dentes, porque se só mandar, ou eles não vão ou irão escovar de qualquer jeito. Então pelo menos 1 vez no dia, você tem que ajudar seus filhos a fazer uma boa escovação”. Abordou.

Olímpio falou ainda sobre o mal hálito e quais são os maiores causadores. Para ela, não escovar a língua é uma das causas e que em algumas pessoas a situação é tão triste que até mesmo de máscara já sentiu o ruim odor.

Questionada se um problema dental pode provocar doenças cardíacas, ela afirmou que se existe bactérias ou precisa ser realizado um canal e não há a procura, pode acontecer uma endocardite bacteriana.

“As pessoas não sabem o que é, não procura um dentista. Tem vários casos de famosos que já tiveram isso. Muitos subestimam o dentista e deixam por ultimo e tem sim muita importância de você estar com sua saúde bucal okay, dentes bem cuidados. É saúde, gente”, disse.

A dentista falou ainda sobre o que é preciso para extrair dentes, o uso de próteses, implantes e lentes, clareamento e quando é necessário retirar o siso. Para isso, abordou que nem todos os pacientes tem a obrigação.

“Se você tiver espaço e os sisos estiverem sem carie, tudo saudável, eu não recomendo retirar. Tenho vários pacientes que tem. Eu vou acompanhando, se não tiver dor, se estiver tudo certinho, pode manter o resto da vida”, comunicou.

Assista o Podcast da Jô completo.

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.