Conecte-se agora

Forças de segurança vão fazer uso de drones no acompanhamento das eleições no Juruá

Publicado

em

Além da Polícia Militar e o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), a Polícia Federal e o Exército vão atuar no esquema de segurança nas eleições deste domingo, 2, no Vale do Juruá.

As forças estarão em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo. A Polícia Federal, inclusive, vai usar drones.

Segundo o comandante do 6° Batalhão da Polícia Militar, coronel Edivan Rogério, serão empregados 250 homens no domingo em todo o Vale do Juruá. “Segundo a Legislação devemos estar a cem metros das urnas. Mas se houver necessidade ou formos solicitados por mesários ou membros da justiça eleitoral agiremos. Faremos o policiamento ostensivo geral para garantir a segurança das eleições”, afirmou o comandante.

O coordenador do Gefron, coronel Evandro confirmou a presença do Grupo no pleito de domingo na região.

O Exército Brasileiro também estará nas ruas de Cruzeiro do Sul. Segundo a Assessoria de Comunicação, o 61° Batalhão de Infantaria e Selva (BIS), participa da Operação de Garantia da Votação e Apuração Eleitoral (GVAE), com um efetivo total de mais de 200 militares, em 11 municípios, tanto no Estado do Acre como no Estado do Amazonas. “Contemplando assim 6 Zonas Eleitorais que contam com o apoio do Exército Brasileiro”.

Segundo o delegado Vinícius Almeida, só em Porto Walter haverá atuação de policiais civis. “Aqui no Juruá estaremos apenas em Porto Walter. O restante é da PF”, pontuou.

A Delegacia da Polícia Federal de Cruzeiro do Sul informou que recebeu reforços e que “deverá empregar todos os meios e equipamentos disponíveis, incluindo drones nas eleições de domingo”.

Na rede

Cresce o envolvimento de mulheres com o tráfico de drogas no Vale do Juruá

Publicado

em

Nos últimos dois meses, houve aumento no número de prisões de mulheres por tráfico de drogas no Vale do Juruá. As forças de segurança fizeram várias apreensões de maconha, cocaína e seus derivados, sendo transportados por mulheres, a maioria na BR-364 entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco.

Na maioria jovens, as mulheres são usadas por traficantes como mulas para transportar entorpecentes na tentativa de levantar menos suspeitas das forças de segurança.

“Foram mais flagrantes envolvendo mulheres, mas a prática já é comum. Muitas ingressaram no mundo do crime, especialmente no tráfico de drogas”, diz o tenente coronel Edivan Rogério, comandante do 6° Batalhão da Polícia Militar, que abrange Cruzeiro do Sul e os outros 4 municípios do Vale do Juruá.

Nesta terça-feira, 6, uma mulher de 20 anos, T.O.C., foi presa pela Polícia Militar em uma parada de ônibus na Boulevard Thaumaturgo, região central de Cruzeiro do Sul, com mais de um quilo e meio de maconha em uma bolsa. A mulher, que já responde a um processo criminal por tráfico de drogas, afirmou que estava levando a maconha para a casa dela, que fica no município de Guajará, no Amazonas.

Também na terça-feira, uma menor de idade foi presa transportando drogas em um ônibus entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco. Ela embarcou no coletivo na rotatória de Rodrigues Alves e policiais militares que estavam no veículo como passageiros, ao notar um comportamento suspeito, revistaram a bolsa da jovem onde a droga foi encontrada. A PM não informou a quantidade de entorpecentes apreendida.

Na noite de segunda-feira, 5, na comunidade Lagoinha na BR-364, dentro do ônibus que faz a rota entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco, a Polícia Militar apreendeu 43 quilos de maconha e 2,4 quilos de oxidado de cocaína com uma mulher, R. A. A., de 20 anos.

Na madrugada de domingo, 4, também na BR-364, uma mulher de 18 anos foi presa levando quase 10 quilos de cocaína e maconha, de Cruzeiro do Sul para Rio Branco, na garupa de uma motocicleta. A ação foi das guarnições dos grupos Tático e de Policiamento com Cães do 7º Batalhão da Polícia Militar de Tarauacá, que já tinham informações de que um casal estaria traficando entorpecentes com a ajuda de um “batedor”, que seguia na frente na tentativa de garantir o sucesso do transporte da droga.

No dia 10 de novembro, uma mulher de 20 anos, M. I. S. S., foi presa na BR-364 com 5,35 quilos de cocaína dentro do ônibus que fazia o trajeto entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco.

No dia 22 de novembro, duas mulheres foram presas na BR-364 pela Polícia Militar com mais de 40 quilos de skunk durante a abordagem a um ônibus que fazia o trajeto de Cruzeiro do Sul para a capital.

Este ano, mais de 600 quilos de entorpecentes foram apreendidos no Vale do Juruá pelas forças de segurança.

Continuar lendo

Na rede

Ladrões arrombam prefeitura de Cruzeiro do Sul para roubar caixa eletrônico

Publicado

em

Na madrugada desta terça-feira, 7, três homens invadiram a sede da prefeitura de Cruzeiro do Sul, no bairro Miritizal.

Os criminosos amarraram dois vigias e tentaram roubar o caixa eletrônico do Banco Santander, instalado no local. Mas o alarme disparou e os criminosos não conseguiram levar o dinheiro.

Os ladrões arrombaram o cadeado do portão da frente da prefeitura e com uma furadeira, tentaram abrir o dispositivo onde fica o dinheiro, mas com barulho do alarme, eles fugiram sem levar nada.

Ninguém foi preso até o momento e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Continuar lendo

Na rede

Cruzeiro do Sul registra 80 novos casos de Covid-19

Publicado

em

O município Cruzeiro do Sul registrou mais 80 novos casos de Covid-19 nesta terça-feira, 6, mas não há nenhum paciente internado com a doença no Hospital Regional do Juruá.

No último boletim, divulgado no dia 1° de dezembro, havia 31 pessoas com o coronavírus em Cruzeiro do Sul e uma pessoa estava internada na Clínica Médica do Hospital do Juruá com a doença.

Até agora, em Cruzeiro do Sul foram confirmados 18.933 casos de Covid-19 com 18.600 pacientes recuperados e 209 mortes causadas pela doença.

Continuar lendo

Na rede

Alegando força da lei, prefeito de Marechal Thaumaturgo dispensa 40 colaboradores

Publicado

em

Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado do Acre desta quarta-feira, 7, o prefeito do município de Marechal Thaumaturgo, Valdélio Furtado, exonerou 40 colaboradores comissionados da prefeitura.

Valdelio, que assumiu a prefeitura em abril deste ano, quando Isaac Piyãko deixou o cargo para concorrer a um mandato de deputado federal pelo PSD, disse que precisou fazer as demissões para se adequar à lei.

“Estou sendo obrigado a suspender temporariamente seus vencimentos para que eu possa cumprir com os 25 por cento da educação”, citou o prefeito, sem explicar se os colaboradores serão renomeados e quando isso poderá ocorrer.

De acordo com a Constituição Federal, os municípios são obrigados a aplicar no mínimo 25% da receita resultante de impostos e proveniente de transferências da União e Estados, na manutenção e desenvolvimento do ensino e valorização dos profissionais da educação.

O município de Marechal Thaumaturgo fica no Alto Rio Juruá e tem cerca de 19 mil habitantes.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.