Conecte-se agora

Sargento do Trisal vai a júri popular por tentativa de homicídio contra estudante de medicina

Publicado

em

O sargento da Polícia Militar do Acre, Erisson de Melo Nery, que se tornou muito conhecido nas redes sociais por ser um dos protagonistas do “trisal acreano”, cuja rotina era compartilhada com seguidores, vai ser submetido ao conselho de sentença por ter atirado contra o estudante de medicina Flávio Endres de Jesus Ferreira.

O crime aconteceu na madrugada do dia 28 de novembro de 2021, em um bar na cidade de Epitaciolândia, no interior do estado. De acordo com denúncia do Ministério Público, o sargento estava com suas duas companheiras no espaço público, quando houve uma confusão entre a vítima e uma das duas esposas do denunciado, o que evoluiu para uma briga.

O episódio se transformou em uma grande confusão que começou dentro do estabelecimento e terminou na rua da frente, quando o sargento Nery teria sacado de uma arma de fogo, atirado e atingido o estudante pelo menos quatro vezes, tendo em seguida agredido com chutes a vítima que estava baleada no chão.

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Epitaciolândia determinou que o sargento Nery vai ser submetido a Júri Popular. Ele responde por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, além dos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e lesão corporal grave.

A defesa, que chegou a pedir a suspeição da juíza do caso, argumentou que o suspeito agiu em legítima defesa, pedindo a desclassificação do crime para lesão corporal e ainda solicitou que não houve apreensão da arma de fogo, por isso, não sendo possível determinar a ilegalidade do porte.

Na decisão, que foi divulgada nesta segunda-feira (19) no Portal do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), a juíza Joelma Ribeiro, titular da unidade judiciária, analisou pedido preliminar de insanidade mental do militar, mas relatou que a demanda já tinha sido negada tanto pelo 1º, quanto pelo 2º grau.

A magistrada ainda verificou na decisão que existem materialidade e indícios de autoria dos crimes cometidos contra o jovem, emitindo sentença de pronúncia contra Erisson Nery. O processo está em segredo de justiça.

“Nesse diapasão, nota-se que os depoimentos produzidos à luz do contraditório indicam que o acusado, em tese, tentou ceifar a vida da vítima em decorrência de uma desentendimento banal e insignificante havido entre o réu, a vítima e o grupo de amigos da vítima, momentos antes”, assinalou a juíza na sentença que submete o réu ao julgamento pela sociedade.

O sargento Nery está preso desde o dia posterior ao crime no Batalhão de Operações Especiais (Bope) em Rio Branco. Ele também responde pela morte de um adolescente de 13 anos, crime ocorrido em novembro de 2017, na capital acreana, quando o menino tentou, junto com outros envolvidos, furtar a casa do militar.

Destaque 2

Aleac autoriza Gladson a contrair mais R$ 250 milhões em empréstimos do Bird

Publicado

em

A Assembleia Legislativa do Acre aprovou nesta terça-feira (6), o projeto de lei que autoriza o Governo do Acre contratar operação de crédito no no Banco Interamericano de Desenvolvimento (Bird) valor de até US$ 45 milhões (R$ 250 milhões na cotação atual) com garantia da União para modernização da tecnologia fazendária do Estado.

O deputado Jenilson Leite pediu que fosse repensado o financiamento e apresentou emenda destinando 10% do recurso para criação de polo de desenvolvimento de tecnologia. “Por que não criar um polo em nosso Estado?”, questionou o parlamentar do PSB.

De seu lado, o Líder do Governo na Aleac, Pedro Longo, reconheceu a boa intenção de Jenilson Leite, mas recomendou a rejeição da emenda alegando que as finalidades do PL do Bird já tem uma formatação.

O deputado Edvaldo Magalhães disse que seria mais um pedido de autorização legislativa para financiamento junto ao Bird, indicando a possibilidade de um teto de US$45 milhões. Ele leu a justificativa do PL e observou que o projeto é para o governo aderir a um programa de modernização da máquina pública para sistemas de combate à sonegação fiscal, melhorando a arrecadação.

“É um software que já está pronto. Estamos fazendo a discussão do endividamento do Estado para contratar software pronto e contratar consultoria já credenciada”, disse, ressaltando a emenda de Jenilson Leite e criticando a orientação para rejeitá-la.

Segundo ele, já são R$1,7 bilhão em contratações de financiamentos no governo de Gladson Cameli mas quase nada foi usado. “Pede autorização para investir na atividade meio e nada na atividade fim”, condenou. “Não vamos aqui nos transformar na bancada do cheque em branco”.

A emenda foi rejeitada com nove votos. O autor protestou mas votou favorável ao crédito. O PL foi aprovado por 14 dos 16 votos.
Aprovado também projeto que dispõe sobre limites nas taxas do Poder Judiciário. Outro que altera legislação acerca da ausência justificada de servidor público.

Também aprovado o PL que incorpora decisões judiciais repetitivas em relação às normas do ICMS; dois PLs da Defensoria Pública que dispõe sobre a Lei Orgânica da DPE.

A Aleac rejeitou PL que concede óculos aos portadores de autismo no Acre, e aprovou o acompanhamento de estudantes portadores de TDAH e dislexia.

Foram aprovados as concessões de ao menos 25 Títulos de Cidadão Acreano, Moções de Aplauso, Moções de Pesar e Declarações de Utilidade Pública.

Continuar lendo

Destaque 2

Durante chuva forte, torre cai sobre delegacia e residências em Rio Branco

Publicado

em

A chuva que caiu em Rio Branco na tarde desta segunda-feira, 5, apesar de não ter sido tão intensa como da última sexta-feira, 2, causou estragos.

Imagens mostram uma torre de comunicação que desabou durante a chuva em cima da delegacia e de residências no bairro Apolônio Sales.

O Corpo de Bombeiros informou que está neste momento no local averiguando se há vítimas da queda da torre ou apenas danos materiais.

O bairro foi um dos mais atingidos pela forte chuva. Residências na rua João Correia foram atingidas pela água.

Veja o vídeo:

play-rounded-fill
Continuar lendo

Destaque 2

Bocalom suspende lei que impede que lojista do Shopping Aquiri venda ou transfira empreendimento

Publicado

em

Na última terça-feira, 29, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, recebeu os concessionários de lojas do Aquiri Shopping para conversar sobre a Lei Complementar 92/2020.

Em específico o que trata o artigo 17, que diz que os contratos firmados entre os comerciantes, ficam automaticamente revogados após a inserção no local. Assim, “o concessionário fica impedido de realizar a venda ou transferência onerosa e impedido, no caso de falecimento ou doença incapacitante, de transferir a loja a um familiar”.

Para Bocalom, o item é injusto, por isso decidiu suspender os efeitos da portaria que revogava os contratos dos concessionários com o município.

“Estamos buscando caminhos jurídicos para poder evitar tamanho prejuízo a essas pessoas que estão ali há tantos anos trabalhando e que têm o direito adquirido na nossa Lei Municipal. Então está suspenso, por enquanto, até que tenhamos o parecer jurídico da Procuradoria Geral do Município (PGM)”, explicou o prefeito.

Continuar lendo

Destaque 2

Gana segura a Coreia do Sul e vence a primeira em jogo eletrizante

Publicado

em

Por

Gana venceu na manhã desta segunda-feira (28) a Coreia do Sul por 3 a 2, em partida válida pela segunda rodada do Grupo H. O jogo foi eletrizante do início ao fim. A seleção africana abriu 2 a 0 no primeiro tempo, e os sul-coreanos devolveram o placar na segunda etapa, mas Kudus decretou a vitória ganesa.

Com o resultado, a seleção de Gana pulou para a segunda colocação da chave, com três pontos. A Coreia do Sul é a lanterna, com apenas um ponto somado. Ainda nesta segunda, o líder Portugal, com três, encara o Uruguai, que ocupa o terceiro lugar, também com um ponto.

O jogo

A Coreia do Sul começou melhor, dominando as ações do jogo e explorando exaustivamente cruzamentos em direção à área. Foram sete escanteios a favor dos sul-coreanos nos 20 primeiros minutos de bola rolando.

Mas todo o volume apresentado no começo da etapa inicial pela seleção asiática não foi convertido em gols. Melhor para Gana, que não desperdiçou a melhor chance que teve e abriu o placar. Aos 23, André Ayew cobrou falta em direção à área, e Salisu aproveitou a sobra para estufar a rede.

O gol foi como um balde de água fria para os sul-coreanos, e Gana sentiu que poderia ampliar. Aos 33, Jordan Ayew cruzou em direção à área, e encontrou Kudus livre, que desviou de cabeça e marcou o segundo da seleção africana.

Com a vantagem no marcador, Gana optou por começar a segunda etapa recuada. A ideia do técnico Otto Addo foi chamar a Coreia do Sul para o campo defensivo e tentar golpeá-la nos contra-ataques. Mas não deu certo.

Aos 12, os sul-coreanos diminuíram. Lee Kang-In, que tinha acabado de entrar, roubou a bola de Lamptey pela esquerda e cruzou na medida para Cho Gue-Sung mandar para o fundo do gol. Embalada, a seleção asiática empatou. Aos 15, Kim Jin-Su cruzou, e Cho Gue-Sung balançou a rede novamente.

O jogo dava indícios de que a Coreia do Sul iria virar, mas o futebol prega peças. Aos 22, Mensah cruzou rasteiro para a área, e Iñaki Williams furou. Na sobra, Kudus bateu cruzado e colocou a seleção de Gana novamente na frente do placar.

A Coreia do Sul voltou a ditar as ações do jogo, mas o cansaço falou mais alto. Gana recuou as linhas e repetiu a tática de tentar aplicar um golpe fatal, enquanto os sul-coreanos buscavam retomar a igualdade. O jogo seguiu frenético até o apito final, mas sem alterações no marcador.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.