Conecte-se agora

Quase 500 servidores da educação do Acre correm risco de ficar sem salários

Publicado

em

A Secretaria de Educação Cultura e Desporto (SEE) divulgou no Diário Oficial desta terça-feira, 9, uma notificação convocando 470 servidores para a realização do recadastramento obrigatório.

São servidores de vários municípios nascidos no mês de julho e que até o presente momento não fizeram o recadastramento. Com isso, o governo informa que se até a próxima segunda-feira, dia 15, o servidor não comparecer à Coordenação de Vida Funcional da SEE em Rio Branco ou na Representação em seu município, terá o seu salário de setembro bloqueado de acordo com o calendário do governo.

A lista dos servidores da SEE que ainda não fizeram o recadastramento está disponível a partir da página 11 do Diário Oficial de hoje.

Acre 01

“O Acre é realmente um Estado que deixou a esquerda para trás”, diz presidente Bolsonaro

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira, 5, o deputado federal eleito Eduardo Velloso, ao lado do senador Márcio Bittar, publicou um vídeo nas redes sociais durante encontro com o presidente Jair Bolsonaro em Brasília.

Velloso se referiu ao “pessoal do agro” e lembrou do segundo turno das eleições presidenciais, onde Bolsonaro disputa o cargo com o ex-presidente Lula.

Jair Bolsonaro parabenizou o Acre pelas escolhas nas eleições e afirmou que o estado deixou a esquerda para trás. “Um grande abraço ao pessoal do agro, parabéns pelas escolhas, o Acre é realmente um estado que deixou a esquerda para trás. Peço nesse segundo turno uma força a mais para convencer que esteve do outro lado, passe para o nosso lado”, disse Bolsonaro.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre 01

Jéssica, Minoru, Antônio Pedro, Neném e Cadmiel: muitos votos, mas não foram eleitos

Publicado

em

Todas as eleições, surge a discussão sobre o quociente eleitoral que define a quantidade de vagas de cada partido. A polêmica acontece sempre com os eleitores de candidatos que não são eleitos, apesar de terem obtido mais votos do quem acabou conquistando um mandato. Quem perde costuma dizer que o sistema político é injusto.

Quociente eleitoral é um método pelo qual se distribuem as cadeiras nas eleições pelo sistema proporcional de votos em conjunto com o quociente partidário e a distribuição das sobras.

Para descobrir quem são os deputados estaduais e federais, assim os vereadores, que vão compor o Poder Legislativo, deve-se, antes, saber quais foram os partidos políticos vitoriosos para, depois, dentro de cada agremiação partidária que conseguiu um número mínimo de votos, observar quais são os mais votados. Encontram-se, então, os eleitos. Esse, inclusive, é um dos motivos de se atribuir o mandato ao partido e não ao político.

Nas eleições deste ano não foi diferente. Para deputado estadual, por exemplo, Antônio Pedro (União) que concorria ao seu terceiro mandato foi o 15º mais votado no geral com 6.004 votos. Mesmo assim sua votação não foi suficiente para garantir uma cadeira na Aleac.

Outros parlamentares estaduais passaram pela mesma situação. Neném Almeida e Cadmiel Bonfim ficaram na 17ª e 18ª posições entre todos os candidatos e mesmo assim ficaram fora. O deputado menos votado que conquistou uma vaga na Aleac foi Eduardo Ribeiro, que teve 4.810 votos. Se fossem levado em conta apenas os votos nominais seria o 30º colocado. Os atuais deputados Marcus Cavalcante, Bestene e Daniel Zen, que não conseguiram se reeleger, também obtiveram mais votos que Ribeiro.

Na Câmara Federal quarta mais votada não se elege

A mesma situação aconteceu na eleição para Deputado Federal. A distribuição das 8 vagas para a Câmara dos Deputados foi considerada injusta pelos eleitores de quem ficou de fora, mesmo tendo mais votos de quem foi eleito.

A o caso, por exemplo de Jéssica Sales (MDB) que concorria a reeleição. Mesmo sendo a quarta mais votada do Acre com 20.500 votos, não conseguiu a vitória. Jéssica só ficou atrás dos eleitos Socorro Neri, Meire Serafim e Coronel Ulysses.

Quem também foi “vítima” do quociente eleitoral foi Minoru Kinpara. O candidato tucano obteve 19,077 votos, foi o 7º mais bem votado, mas não conseguiu uma das 8 vagas. Já a Perpétua Almeida teve 392 votos a mais que Roberto Duarte, mas não conquistou a reeleição. Duarte, inclusive, foi o que conseguiu uma vaga com menos votos, tendo sido escolhido por 14,522 eleitores.

Continuar lendo

Acre 01

Esquerda se reúne para traçar estratégias no 2º turno e criar o “Comitê – Acre com Lula”

Publicado

em

Na tarde desta terça-feira (4), representantes de partidos de esquerda no Acre (PT, PCdoB, PV, PSOL, PCB, PCO e Rede) se reuniram para debater a agenda de campanha do ex-presidente Lula neste segundo turno das eleições presidenciais. O encontro aconteceu na sede do Partido dos Trabalhadores, em Rio Branco.

A proposta é unificar a atuação desses partidos e ampliar com a participação de sindicatos, associações, federações e outros coletivos, para criar o “Comitê de Luta – Acre com Lula”.

Os partidos ressaltam que possuem um só objetivo, por isso, estarão unidos com o propósito de derrotar Bolsonaro e o que ele representa para o País, ou seja: a fome, a miséria, o racismo, o medo e a violência.

“Lutaremos por um Brasil que cuida das pessoas, que garante comida, emprego, Saúde, Educação e vida aos brasileiros e brasileiras. Pela democracia, pela Amazônia, pelo Acre e pelo Brasil, estaremos nas ruas e na luta!”, ressaltaram os dirigentes partidários.

Continuar lendo

Acre 01

Jorge Viana desiste de acompanhar a apuração com a militância e fica em sua residência

Publicado

em

O candidato a governador pelo Partido dos Trabalhadores, Jorge Viana, desistiu de acompanhar a apuração com a militância na sede do partido e vai acompanhar a contagem dos votos em sua residência acompanhado do vice, Marcus Alexandre. Caso as eleições sigam para o segundo turno, o candidato deve comparecer à sede do partido.

No local, alguns militantes estão concentrados acompanhando a apuração dos votos. A movimentação ainda é pequena.

Jorge Viana, até o momento, é o segundo candidato ao governo mais votado com 26,33% dos votos. Ele perde apenas para o governador Gladson Cameli que tenta a reeleição.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.