Conecte-se agora

Definido: Jorge Viana disputará o governo e Jenilson o senado

Publicado

em

APÓS uma conversa entre o ex-senador Jorge Viana (PT), que será candidato a governador; e o deputado Jenilson Leite (PSB),  ficou definido que o deputado será o candidato a senador da federação formada pelo PT-PV-PCdoB. 

Jenilson confirmou na noite de ontem ao BLOG que a reunião aconteceu, e que está inclinado a abdicar de disputar o governo e ser candidato a senador. Acha que com o Jorge Viana fora do páreo a eleição para o Senado ficará equilibrada e sem um amplo favorito. Terá em torno da sua candidatura, numa aliança, o PT-PV-PCdoB-PSB. 

E, tudo caminha para o desfecho já anunciado por este BLOG, que a chapa do grupo será formada por Jorge Viana (PT) ao governo, Jenilson Leite (PSB) para o Senado, e César Messias (PSB), como vice.

NO APITO FINAL

O ANÚNCIO da chapa acontecerá na convenção do PT, no próximo dia 30, numa festa no diretório do partido.

OTIMISTA E EUFÓRICA

CHEGA a ser contagiante o otimismo, a alegria e a fé da deputada federal Jéssica Sales (MDB), quando fala da sua candidatura ao Senado, que é fato decidido. Estará na convenção do MDB do próximo dia 5. Jéssica está otimista que ganhará a eleição. É um exemplo de vida para que enfrentou um tratamento contra um Câncer de mama.

DISPUTA BRABA

A DISPUTA pela única vaga do Senado será braba. 

CANDIDATURA NA RUA

Quem está com a candidatura ao Senado na rua, é o advogado Sanderson Moura (PSOL), um nome que por certo vai tornar o debate ainda mais qualificado.

MÃOS PARA OS CÉUS

UM DOS principais assessores do candidato do PSD ao governo, senador Sérgio Petecão, comemorava ontem numa roda o fato da prefeita de Senador Guiomard, Rosana Gomes, estar apoiando a candidatura à reeleição do governador Gladson Cameli: “Já coloquei as mãos para os céus em agradecimento. Se ela apoiasse o Petecão, o seu alto desgaste cairia todo no seu colo”.

VIRADA DE JOGO

JÁ o ex-vereador Gilson da Funerária, que foi adversário do grupo do senador Petecão (PSD), na eleição passada para a prefeitura de Senador Guiomard, está lhe apoiando. Na política o jogo é do perde e ganha.

CONVERSA NA PAUTA

COMO O PT terá a candidatura do ex-senador Jorge Viana ao governo, os prefeitos dissidentes Jerry Correia (Assis Brasil); Isaac Lima (Mâncio Lima) e Fernanda Hassem (Brasiléia) serão chamados para uma conversa.

ACABOU O ARGUMENTO

É QUE, não existe mais o argumento de que apoiaram o Gladson Cameli, por o PT não ter candidato ao governo.

CANDIDATO COMPETITIVO

O PSDB tem um candidato competitivo a deputado estadual. É o Cícero Furtado, um quadro qualificado.

FOI PARA O SAL

A PUBLICITÁRIA Charlene Lima, conta quem com ela conversou, que se encontra desolada por não vir mais os recursos prometidos pela direção nacional ao PL, no montante projetado. Tinha chapa completa para a ALEAC e Câmara Federal no PTB, e largou tudo por pensar que, ao desembarcar no PL, estava indo para o paraíso. A tendência da chapa de Federal é ir para o sal.

TÁ FICANDO DOIDO!

A PARADA foi cômica. Um candidato a deputado estadual pelo PL, ligou para o Sérgio Petecão (PSD), com o seguinte apelo: “Petecão, você é amigo do presidente do PL, Valdemar Costa, pede para ele mandar recursos para a gente não morrer de sede”. Resposta do Petecão: “Tu é doido? Pedir para mandar dinheiro para vocês pedirem votos para o Gladson, só dia de São Nunca”.

PLANO B

QUEM transita pelos bastidores do poder contou ontem ao BLOG que, o senador Márcio Bittar (União Brasil) já está avisado que a Márcia Bittar (PL) não será a vice na chapa do Gladson Cameli. Pesquisas e pressões levaram ao desfecho. Falava-se ontem que, o Márcio Bittar tentaria como Plano B indicar o filho João Paulo a vice.

CHAPA ENFRAQUECIDA

O COMENTÁRIO ontem no PP era de que o deputado Manoel Moraes (PP) não disputaria a reeleição; e que, o candidato seria o seu filho Cristian, pelo REPUBLICANOS. O deputado Gérlen Diniz (PP) anunciou ontem que será candidato a deputado federal. Com isso, a chapa do PP para a ALEAC, que tinha projeção de eleger cinco parlamentares, quebrou as pernas, e ficou bem enfraquecida.

PEGOU CORPO

JÁ a chapa do PP para a Câmara Federal, que era anêmica, se vitaminou com as candidaturas do vereador Samir Bestene (PP) e do deputado Gérlen Diniz (PP).

O BOCA JOGOU DURO

CONTA QUEM PARTICIPOU da reunião do prefeito Tião Bocalom com o secretariado, que o velho Boca jogou duro. Falou que não admitirá secretário que não trabalhe as candidaturas do senador Petecão (PSD) ao governo e da Mailza Gomes (PP) para o Senado. E que, a tolerância será zero com quem apoiar o Gladson Cameli.

EXTENSIVO À NABIHA

QUEM passou ontem a informação ao BLOG, comentou que o recado foi extensivo à secretária municipal de Educação, Nabiha Bestene, uma camelista juramentada.

NOMES PARA FEDERAL

OS CANDIDATOS que terão apoio do secretariado para deputado federal, são o vereador Samir Bestene (PP), Normando Sales (PSDB) e Artur Liborino (PODEMOS).

LEGENDA GARANTIDA

O DEPUTADO Luiz Gonzaga (PSDB) exibiu ontem gravações dos dirigentes nacionais do MDB lhe dando a garantia de que, ele terá legenda para disputar a reeleição. Não tinha sentido brecar um candidato que tende se eleger e ajudar o PSDB a fazer mais deputados.

CONTAS DE QUEM ENTENDE

UM PARLAMENTAR que sabe tudo de política e mexe bem com os números eleitorais fez ontem um cálculo para o BLOG, com projeção de que o coeficiente para a Câmara Federal ficará em torno de 58 mil votos. Neste teto, o mínimo que um candidato poderia ter para começar a disputar a eleição (não é para ganhar) seria ter na largada 11 mil e 600 votos. Sem isso, nem disputa.

NÃO VAI TER MIXARIA

ESCUTO muito antes de fazer um comentário. A deputada federal Vanda Milani (PROS) não terá a baixa votação para o Senado, que os adversários apregoam.

“SABEMOS COMO CONVERSAR”

UM NOTÓRIO cacique da extinta Frente Popular do Acre, comentava ontem que, muitos dos dissidentes do PT voltarão para se engajar na candidatura do Jorge Viana (PT) ao governo. “Sabemos como conversar com eles”, disse ao BLOG.

O CACHIMBO DEIXOU A BOCA TORTA

POLÍTICO de um município do Alto Acre do grupo do Gladson fez um comentário ontem ao BLOG, que é pertinente. “Três assessores do governo vieram aqui, falaram bonito, mas não falaram o principal, que o recurso da campanha. Sem isso, ninguém vai para a rua. Conversa não dá voto”. Um detalhe: é ocupante de cargo de confiança. O uso do cachimbo deixou a boca torta.

CLIMA DE EUFORIA

O CLIMA entre os políticos da federação, formada pelo PT-PSB-PV e ainda o aliado PSB, é de euforia com a candidatura do Jorge Viana ao governo.

CONVERSAS ABERTAS

OS bastidores fervem com conversas para sedimentar a unidade de todos da oposição, contra o governador Gladson no segundo turno. Na oposição não há dúvida de que o governador Gladson estará no segundo turno.

TUDO ZERADO

PARA o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), o jogo para saber quem vai para o segundo turno enfrentar o governador Gladson Cameli ficou zerado, com a candidatura do Jorge Viana para o Palácio Rio Branco.

FRASE MARCANTE

“O tempo é um grande professor, mas infelizmente ele mata todos os seus discípulos.” Hector Berlioz

 

Acre 01

Pauta ambiental e agronegócio marcam discurso entre candidatos ao governo do Acre

Publicado

em

Embora tenha sido suspenso por decisão judicial na noite desta terça-feira, 28, o debate entre candidatos ao governo do Acre ocorrido na Rede Amazônica ainda rendeu dois blocos: um de perguntas e respostas com temas livres e outro envolvendo temas pré-selecionados, incluindo infraestrutura, crise humanitária, sistema penitenciário, administração, diversidade e segurança pública.

Assim como em encontros anteriores de debate e sabatinas, a discussão principal e mais marcante entre os discursos dos candidatos girou em torno de dois assuntos, sendo eles meio ambiente e agronegócio. O governador e candidato à reeleição, Gladson Cameli (Progressistas), abriu a rodada de perguntas dirigindo ao candidato Marcio Bittar (União Brasil).

Cameli abordou a temática de geração de emprego e renda e Bittar argumentou que não há outra maneira de gerar riqueza se não for utilizando os recursos naturais. “Precisamos destravar o empreendedor, ou vamos nos eternizar pobres”, enfatizou. Na réplica, Gladson afirmou que sua nova proposta é reduzir o desemprego no Acre através da infraestrutura e conclusão de obras.

Marcio Bittar foi um dos que levantou a questão ambiental ao questionar o candidato Sérgio Petecão (PDT) se a preocupação ambiental não acaba travando o potencial acreano. Petecão disse que até faz sentido, mas que é um tema que precisa, de fato, de uma atenção especial. “Houve exageros, mas acredito que é preciso se preocupar com o meio ambiente. Por isso investir em tecnologia para que os produtores possam fortalecer esse meio”.

Petecão indagou a candidata Mara Rocha (PSDB) sobre a agricultura. Rocha respondeu que irá, caso eleita, abraçar a produção rural e garantir a compra da produção familiar baseada em três pilares: agronegócio, regularização fundiária e assistência técnica.

Mara perguntou para o candidato do PSOL, Nilson Euclides, o que o mesmo achava da gestão de saúde no atual governo. O candidato rebateu: “o eleitor tem que avaliar. Acredito que o governo Gladson é desastroso. Não há uma área em que o governo tenha se destacado”. O professor seguiu retrucando a afirmação de Mara sobre o agronegócio e comunismo. “Um discurso ultrapassado, do século XX. Floresta não traz pobreza, a gente tem que se livrar de ideologias que nunca trouxeram melhorias para o Acre”.

O candidato do PT, Jorge Viana, pediu avaliação da produção sobre um possível erro na condução do primeiro bloco, onde ele não respondeu perguntas de nenhum concorrente. Em sua fala, aproveitou para questionar Nilson Euclides sobre educação. Para Viana, a educação do Acre virou caso de polícia no atual governo.

Segundo bloco

O primeiro tema sorteado foi o de infraestrutura. Gladson perguntou para Petecão quais as propostas para recuperar estradas e rodovias do estado. Petecão garantiu que seu plano é construir 2 mil casas populares, criar a coordenação central de recursos a projetos e um programa de construção de pontes de alvenaria.

A crise humanitária foi a segunda temática sorteada, onde Nilson se direcionou à Mara Rocha, que aproveitou para alfinetar o comunismo e a crise na Venezuela. “Não respondeu minha pergunta”, retrucou o professor.

Sobre o sistema penitenciário, o candidato Gladson foi questionado por Mara. Para ele, sua gestão trabalhou como pôde nesse quesito. “Temos a reforma da unidade penal de Tarauacá, estamos criando serviço de trazer o preso para a sociedade novamente, renovando toda a frota penal e elaborando concursos públicos”.

No tema acerca de administração, Jorge Viana questionou Marcio Bittar sobre recursos federais vindos para o Acre. “Para onde foi o dinheiro que disseram que vinha para cá?”. Bittar respondeu: “qual a dificuldade de ver que as obras estão sendo feitas?”.

No assunto diversidade, Petecão se dirigiu à Nilson, que alegou ser um tema de relevância. “O governo tem que ter políticas educacionais e projetos que envolvam as comunidades em defesa do direito de ser livre da forma que quiser”.

No último tema abordado antes da suspensão do debate, que foi sobre segurança pública, Bittar perguntou para Jorge Viana, que disse: “a violência chegou a propriedades rurais. Não tem mais paz para ninguém. Tem de ter paz de novo nas famílias”. Em sua réplica, Bittar disse acreditar na punição para coibir a criminalidade.

Continuar lendo

Acre 01

Liminar garante David Hall no debate, mas TV Acre veta participação e candidato se revolta

Publicado

em

A desembargadora Denise Bonfim, do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, concedeu decisão liminar favorável ao candidato ao governo do Acre, David Hall (AGIR) que havia sido vetado do debate da TV Acre, afiliada Rede Globo e Rede Amazônica na noite desta terça-feira, 27.

Minutos antes do debate, Hall chegou a emissora com a decisão liminar na mão e a TV inicialmente havia acatado a decisão, que inclusive foi divulgada pela emissora no intervalo da novela Pantanal. Porém, minutos depois, a direção da TV resolveu barrar a participação do candidato. A multa para descumprimento da decisão judicial é de R$ 100 mil

Revoltado, Hall e o candidato ao senado pela sua chapa, Dimas Sandas, resolveram radicalizar e protestar contra a decisão da empresa de comunicação já que havia uma decisão em mãos. “Isso é censura”.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson ficará ao lado de JV: veja como fica a distribuição das posições no debate da TV Acre

Publicado

em

Faltando pouco mais de uma hora para o início do debate da TV Acre, afiliada da Rede Amazônica e Rede Globo no Acre, na noite desta terça-feira, 27, a distribuição das posições dos candidatos ao governo já está definida.

O ac24horas teve acesso a sequência de posições onde o governador Gladson Cameli (PP), candidato a reeleição, ficará centralizado ao lado do também candidato professor Nilson Euclides (PSOL). Cameli ainda terá ao seu lado o candidato do PT, Jorge Viana, que será ladeado pela candidata do MDB, Mara Rocha. Na outra ponta do cenário estarão Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (União Brasil).

A sequência da esquerda para direita ficará da seguinte forma: Petecão, Bittar, Nilson, Gladson, Jorge e Mara.

O debate vai ao ar a partir das 21:30, após a transmissão da novela Pantanal. O debate terá 4 blocos. No primeiro e no terceiro as perguntas deverão ser sobre temas de livre escolha dos candidatos. No segundo e no quarto bloco, os temas serão determinados por sorteio. Também no quarto bloco os candidatos terão um tempo para as suas considerações finais.

No primeiro e no segundo bloco todos os candidatos terão de ser perguntados ao menos uma vez. Cada candidato fará sempre a pergunta a alguém ainda não falou. No terceiro e no quarto bloco cada candidato poderá ser escolhido pra responder a, no máximo, duas perguntas. Neste caso, é possível que algum candidato fique sem responder perguntas no bloco.

Participam do debate eleitoral os candidatos cujos partidos têm representatividade no Congresso Nacional, conforme prevê a Lei Eleitoral. O encontro será mediado pelo repórter da Rede Amazônica, Fábio Melo.

Os tempos do debate serão:
30 segundos para pergunta;
1 minuto e 30 segundos para a resposta;
1 minuto para a réplica;
1 minuto para a tréplica.

Continuar lendo

Acre 01

Jorge Viana se diz confiante com 2º turno e enfatiza chance de Lula vencer no 1º turno

Publicado

em

O candidato ao governo do Acre pela Federação da Esperança Acre (PT, P C do B e PV), Jorge Viana, faz última rodada de agendas no Alto Acre nesta segunda-feira, 26. Entre as atividades está caminhada em Epitaciolândia, reunião com apoiadores em Brasiléia, caminhada em bairros de Assis Brasil, encerrando com comício em Xapuri.

Viana percorreu nos últimos dias oito municípios das regionais do Tarauacá-Envira e do Juruá, incluindo os isolados Jordão e Santa Rosa.
“Passei quatro dias visitando oito municípios do Acre e é impressionante como há um desejo de mudança na política acreana, principalmente no interior do Estado. Nossa campanha só cresce. O nosso vira-vira começou. Mas o mais importante é ver que a candidatura do presidente Lula e a nossa cresce junto às populações mais pobres, que querem uma mudança da política para enfrentar a carestia e o abandono pelas políticas públicas. Voltei dessa viagem muito animado. Estive com a Nazaré nessa viagem aos municípios, acompanhado por nossos candidatos a deputado estadual e deputado federal”, declarou.

Nessa reta final da campanha, Jorge Viana vai concentrar as agendas em Rio Branco, maior colégio eleitoral do Acre, onde vai participar de debates e caminhadas em bairros.

“Não tenho dúvidas de que já estamos no segundo turno. Segundo turno é outra eleição. Temos mais um mês de campanha e a população pode fazer sua escolha a partir da comparação entre a nossa chapa, composta por mim e Marcus Alexandre, com nossos adversários”, destacou Viana.

O ex-governador acrescentou que nessa reta final, o ex-presidente Lula registra crescimento nas intenções de votos no Acre. “Lula vai ajudar na nossa ida para o segundo turno. Nossa campanha cresce no momento mais importante, na reta final e essa tendência de crescimento, não tenho dúvidas, vai prosseguir forte até a nossa vitória”, concluiu .

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.