Conecte-se agora

Vendas do varejo caíram 0,1% no Acre em maio, segundo o IBGE

Publicado

em

Em maio de 2022, o volume de vendas do comércio varejista variou negativamente no Acre, caindo 0,1%, frente a abril. Na comparação com o resultado de maio de 2021 a variação é de 0%, algo incomum.

Entre abril e março o resultado foi positivo, mas voltou a cair mesmo com as vendas típicas de maio, Mês da Mães e das Noivas. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada nesta quarta-feira (13) pelo IBGE. Os fatores que puxaram o resultado negativo no período são a inflação do mobiliário, que subiu 10,1% em mai-2021, contra 21,2% em mai-2022; da alimentação no domicílio: 15,43% em maio de 2021, contra 16,36% em maio de 2022; e do material de Construção:15,44 % em mai-2022

Além de tudo, houve aumento na taxa de juros: 4,25% em mai-2021, contra 13% em mai-2022. No País, média móvel trimestral cresceu 0,7%. Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista variou -0,2% frente a maio de 2021, primeira taxa negativa após três meses de altas. O acumulado no ano chegou a 1,8% e o acumulado nos últimos 12 meses, a -0,4%.

No comércio varejista ampliado, que inclui veículos, motos, partes e peças e material de construção, o volume de vendas variou 0,2%. A média móvel ficou em 0,2%. O acumulado no ano foi 1,0% e o acumulado em 12 meses, 0,3%.

Em maio, o comércio varejista brasileiro, na margem, apresenta estabilidade (0,1%) em relação a abril, registrando cinco meses consecutivos no campo positivo: 2,3% em janeiro, 1,4% em fevereiro, 1,4% em março e 0,8% em abril. Com isso, o patamar da série histórica ajustada sazonalmente está 6,0% acima do mínimo local, que foi em dezembro de 2021.

Frente a maio de 2021, o comércio varejista nacional variou -0,2% com resultados negativos em dez das 27 UFs, com destaque para: Amapá (-10,6%), Bahia (-7,4%) e Pernambuco (-7,0%). Por outro lado, pressionando positivamente, figuram 17 das 27 UF, com destaque para Roraima (11,0%), Alagoas (9,7%) e Mato Grosso do Sul (7,9%).

Considerando o comércio varejista ampliado, a variação entre maio de 2022 e maio de 2021 mostrou um recuo de 0,7% com resultados negativos em 11 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Amapá (-11,1%), Pernambuco (-10,9%) e Bahia (-6,6%). Por outro lado, pressionando positivamente, estão 16 das 27 UFs, com destaque para Sergipe (11,2%), Roraima (8,2%) e Tocantins (7,2%).

As principais influências sobre o varejo, em maio, vieram de Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria e Tecidos, vestuário e calçados, no lado positivo, e Móveis e eletrodomésticos e Outros artigos de uso pessoal e doméstico, no lado negativo.

Seis das oito atividades avançaram, na série com ajuste sazonal

A variação de 0,1% no volume de vendas do varejo, em maio de 2022, na série com ajuste sazonal, foi acompanhada de taxas positivas em seis das oito atividades, com destaque para: Livros, jornais, revistas e papelaria (5,5%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (3,6%), Tecidos, vestuário e calçados (3,5%), Combustíveis e lubrificantes (2,1%), Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (2,0%) e Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,0%).

Acre

Jéssica Ingrede acompanha treino do Brasil e tira foto com jogadores

Publicado

em

Cobrindo os bastidores da Copa do Mundo, a acreana Jéssica Ingrede compareceu com o time de influenciadores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no treino da seleção brasileira, que ocorreu nesta terça-feira, 6.

A blogueira aproveitou o momento para tietar os jogadores e tirou fotos com Thiago Silva, Pedro Guilherme, Fabinho, Alex Sandro, entre outros e não perdeu as esperanças de encontrar com Neymar. “O grande dia vai chegar, fé”.

Após o treino, Ingrede aproveitou a folga do goleiro Weverton e saiu com ele e sua família em um shopping do Catar.

Continuar lendo

Acre

Ludmila grava video xingando seguidores e depois apaga

Publicado

em

Em um vídeo publicado nas redes sociais, nesta terça-feira, 6, a Influenciadora digital, Ludmilla Cavalcante desabafou e chegou a xingar alguns de seus seguidores.

Completamente abalada, a blogueira inicia a gravação dizendo não aguenta mais todo mundo falando mal de tudo o que faz, dessa vez se referindo ao cabelo, que por ter mudado o visual, estaria recebendo opiniões negativas.

“Não quero saber de ninguém falando do car*lh* do meu cabelo. Eu não pedi a opinião de ninguém, não sou obrigado a ficar aguentando gente escrota o dia inteiro. Eu vou mandar para put* que pariu, tomar no c*, não sou mais obrigada a aguentar”, expressou.

Por estar em São Paulo, ela afirma que algumas pessoas estão cobrando uma visita à filha Antonella, que mora no estado com o pai e se desespera por não querer que falem de sua maternidade.

“Eu estou em São Paulo há 5 dias trabalhando, se eu pudesse ir naquela cidade, eu já tinha ido. Estou gastando o dinheiro que eu tenho com advogado, me matando dentro de um processo judicial e eu não admito gente vir falar que eu sou uma mãe isso ou aquilo”, esclareceu.

Em diversos momentos Ludmilla afirma que está cansada, exausta e irritada e mantém o diálogo com várias palavras obscenas. Após poucos minutos, a publicação foi excluída.

ASSISTA AO VÍDEO EXCLUÍDO NA ÍNTEGRA:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Acre

Defesa Civil prevê que Rio Acre alcance 16 metros em 2023

Publicado

em

O início do mês de dezembro tem sido marcado por fortes chuvas em Rio Branco. Além dos transtornos que o aguaceiro tem ocasionado, já que estão vindo acompanhados de fortes ventos, se tornado temporais, a população dos bairros mais baixos da capital acreana já começa a pensar na possibilidade de uma alagação nos primeiros meses de 2023.

A preocupação da população é justificada pelo monitoramento da Defesa Civil de Rio Branco. O trabalho de análise das chuvas atuais e das previsões para o início do ano ligam o sinal de alerta das autoridades. “Neste início de dezembro tem sido muito chuvoso e as chuvas não têm acontecido apenas em Rio Branco, ocorrem também nos municípios e essa água acaba desaguando aqui. Por isso, trabalhamos sim com a possibilidade de uma enchente no ano que vem”, afirma Cláudio Falcão, coordenador da Defesa Civil.

O monitoramento aponta para uma provável enchente considerada de média para grande, com o nível do Rio Acre atingido cerca de 16 metros, o que poderia afetar quase mil famílias. “A gente trabalha com um limite de 16 metros, que é considerada de média para grande enchente. Por exemplo, se o rio atingir entre 15,70 ou 15,80m, teríamos umas 600 famílias atingidas, com a necessidade de remoção de cerca de 100 famílias. De qualquer maneira, a Defesa Civil trabalha com o pior cenário, esperando que o melhor sempre aconteça”, enfatiza Falcão.

Com a chuva registrada nesta última segunda, o nível do Rio Acre subiu mais de três metros em Rio Branco em 24 horas e na medição desta manhã estava com 8,74 metros.

Continuar lendo

Acre

Acre registra mais de 200 casos de Covid-19 nesta terça-feira

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 205 novos casos de coronavírus nesta terça-feira, 6 de dezembro. O número de infectados notificados é de 154.941 em todo o estado.

Nenhum óbito foi notificado nesta terça, 6, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 2.032 em todo o estado.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.