Conecte-se agora

Movimento de Mulheres do Acre promove encontro sobre enfrentamento ao feminicídio

Publicado

em

O Instituto Mulheres da Amazônia promove nesta terça-feira, 28, em Rio Branco, o grande encontro “Nem Pensem em Nos Matar”. Realizado em parceria com o Levante Feminista do Acre e a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE/Bahia), o evento vai reunir lideranças feministas dos mais diversos segmentos e organizações.

Durante o encontro, o Movimento de Mulheres vai debater estratégias de enfrentamento ao alto índice de feminicídios no estado e a violência contra as mulheres. Há quatro anos consecutivos, o Acre lidera o ranking nacional de feminicídios [homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher].

Nos primeiros seis meses de 2022, foram registrado oito casos de feminicídios. Em 2021, foram registrados 13 assassinatos de mulheres por questão de gênero. Ao que tudo indica, o Acre pode liderar pelo quinto ano consecutivo o ranking nacional de feminicídios, sendo um dos lugares mais perigosos para mulheres viverem.

“Nós precisamos traçar estratégias de cobrança de políticas públicas, nem que a gente tenha que ir para a rua denunciar o descaso do governo federal e a ineficácia das políticas estaduais para conter esse índice de violência contra as mulheres e contra a sociedade de maneira em geral”, destaca a presidente do IMA, Concita Maia.

O encontro acontece a partir das 15 horas no Clube dos Engenheiros.

Cotidiano

Previsão aponta segunda-feira quente e ensolarado, com baixa umidade do ar no Acre

Publicado

em

A previsão para este início de agosto, segunda-feira, 1, será de tempo quente, com muito sol e nuvens, mas com chances de chuvas rápidas e pontuais.

Rio Branco, Brasileia, Sena Madureira e regiões próximas, será ensolarado com baixa umidade relativa do ar, os ventos sopram entre fracos e calmos.

O mesmo deve ocorrer em Cruzeiro do Sul, Tarauacá e microrregiões do centro e oeste acreano.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 31 e 33ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Capixaba, Assis Brasil e Santa Rosa do Purus, com mínimas oscilando entre 16 e 18ºC, e máximas, entre 31 e 33ºC;

– Plácido de Castro e Acrelândia, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 32 e 34ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 32 e 34ºC;

– Tarauacá e Feijó, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC;

– Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Jordão, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC.

Continuar lendo

Cotidiano

Censo 2022: coleta de informações no Acre começa nesta segunda-feira, 1º de agosto

Publicado

em

O IBGE dá início hoje, 1º de agosto, à coleta domiciliar do Censo Demográfico 2022. Nos próximos três meses, os recenseadores do IBGE visitarão 89 milhões de endereços, sendo 75 milhões de domicílios. A estimativa é de que sejam contadas cerca de 215 milhões de pessoas.

O Censo brasileiro é uma das maiores operações censitárias do mundo. No auge da operação, em torno de 183 mil recenseadores irão de porta em porta em todos os 5.570 municípios do país. Ao todo, são 452.246 setores censitários urbanos e rurais, 5.972 localidades quilombolas, 624 terras indígenas, 11.400 aglomerados subnormais e 5.778 grupamentos indígenas.

Programado para ser realizado inicialmente em 2020, mas adiado devido à pandemia, e em 2021 por questões orçamentárias, o Censo 2022 marca 150 anos do primeiro recenseamento feito no país.

No Censo 2022, há dois tipos de questionário: o básico, com 26 quesitos, leva em torno de 5 minutos para ser respondido. Já o questionário ampliado, com 77 perguntas e respondido por cerca de 11% dos domicílios, leva cerca de 16 minutos. A seleção da amostra que irá responder o questionário ampliado é aleatória e feita automaticamente no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC) do recenseador. O questionário básico traz os seguintes blocos de perguntas: identificação do domicílio, informações sobre moradores, características do domicílio, identificação étnico-racial, registro civil, educação, rendimento do responsável pelo domicílio, mortalidade.

Já o questionário da amostra, além dos blocos contidos no questionário básico, investiga também: trabalho, rendimento, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, pessoas com deficiência, migração interna e internacional, deslocamento para estudo, deslocamento para trabalho e autismo.

Todas as informações coletadas são confidenciais, protegidas por sigilo e usadas exclusivamente para fins estatísticos, conforme estabelece a legislação pertinente: Lei nº 5.534/68, Lei nº 5.878/73 e o Decreto nº 73.177/73. Já a Lei nº 5.534, de 14 de novembro de 1968, dispõe sobre a obrigatoriedade de prestação de informações estatísticas.

Este ano, além da coleta presencial e do autopreenchimento pela internet, será possível responder ao Censo também pelo telefone. A entrevista presencial é muito importante.

Para ser recenseador do IBGE, após a aprovação no processo seletivo, é preciso ainda fazer um treinamento específico, com etapas à distância e presencial. Só depois de aprovados no treinamento os recenseadores estão aptos a cumprir sua função de visitar os lares brasileiros.

Eles estarão sempre uniformizados, com o colete do IBGE, boné do Censo, crachá de identificação e o DMC. Além disso, é possível confirmar a identidade do agente do IBGE no site Respondendo ao IBGE ou pelo telefone 0800 721 8181. Ambos constam no crachá do entrevistador, que também traz um QR code que leva à área de identificação no site. Para realizar a confirmação, o cidadão deve fornecer o nome, matrícula ou CPF do recenseador.

Uma série de parcerias foram firmadas entre o IBGE, associações de administradoras de imóveis e condomínios, bem como sindicatos de representações habitacionais. O objetivo é disseminar o máximo de informação e orientação para moradores, síndicos, porteiros e zeladores, garantindo a integridade tanto dos moradores a serem visitados quanto dos recenseadores do IBGE em coleta nas ruas.

Continuar lendo

Cotidiano

Rio Branco FC avança na Série D e vai pegar o ASA de Arapiraca na próxima fase

Publicado

em

Foi sofrido, mas o Rio Branco conseguiu, neste domingo, 31, avançar de fase no Campeonato Brasileiro da Série D. Após um empate em 0 a 0 contra o Pacajus do Ceará no tempo normal, o Estrelão levou a melhor nos pênaltis ao vencer por 5 a 4.

O grande herói do jogo foi o goleiro Evandro Gigante que pegou a última penalidade cobrada por Rayro, levando o time acreano às oitavas de final da competição. A partida registrou o maior público do ano no futebol acreano com mais de mil pagantes no estádio Florestão.

Na próxima fase, o Rio Branco enfrenta o ASA de Arapiraca. O time alagoano é responsável por uma das maiores decepções na história centenária do Rio Branco quando em agosto de 2009 arrancou um empate por 2 a 2 em uma Arena da Floresta lotada e se classificou para a Série B frustrando milhares de torcedores acreanos.

Crédito da foto: Manoel Façanha

Continuar lendo

Cotidiano

Em Brasília, Vanda Milani recebe apoio durante Convenção Nacional do PROS

Publicado

em

Durante a convenção que lançou Pablo Marçal como pré-candidato à Presidência da República pelo Pros, Vanda Milani recebeu o apoio dos colegas de partido para a sua pré-candidatura ao senado.

A deputada federal e pré-candidata ao senado, Dra. Vanda Milani, participou da Convenção Nacional do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) que lançou Pablo Marçal como pré-candidato à presidência, na manhã deste domingo, 31 de julho, em Brasília. Durante a convenção, Vanda Milani recebeu o apoio dos colegas de partido para a sua pré-candidatura ao senado.

O conselheiro nacional do Pros, Márcio Junqueira, reforçou a importância dos pré-candidatos do partido manterem firmeza na disputa dessas eleições por um país melhor. Entre os nomes presentes, Junqueira destacou Vanda Milani como um nome forte e de exemplo no norte do país.

“A eleição foi feita para ser disputada e o Brasil, mais do que nunca, precisa encontrar um caminho que não seja essa loucura aonde temos medo de falar de política sob o risco da agressão e da morte. Aqui temos gente de bem que deseja o novo, o novo de uma melhoria para o nosso país, para todos os brasileiros. E o importante é que nos temos candidatos que vão para cima como a nossa Vanda Milani lá no Acre, no norte”, disse o conselheiro. 

A presidente do Pros no Acre e pré-candidata ao senado, Vanda Milani, destacou o seu empenho em comparecer na convenção e relembrou os seus sonhos de lutar por um país melhor com o apoio da mulher brasileira para ações políticas e sociais no país.

“Fiz questão de vir do Acre para dizer que o Acre existe e que lá nós temos mulheres com garra, força e vontade para fazer e de ajudar esse partido crescer, o nosso Brasil crescer. Eu era menina, ainda com 6 anos de idade, e meu sonho era ser delegada de polícia e eu alcancei o meu sonho. Hoje eu carrego o sonho de ser senadora da república e quero dizer que nós mulheres temos garra e força para chegar lá. Tenho orgulho de dizer que tenho 68 anos de idade e continuo perseguindo o sonho de um país melhor. Vamos à luta, mulherada, que nós havemos de vencer”, afirmou a pré-candidata ao senado, Vanda Milani.

O presidente nacional do Pros, Marcus Holanda, discursou sobre a prioridade do Partido Republicano da Ordem Social em trabalhar por um Brasil soberano, livre e democrático. “Apresentamos os nossos melhores quadros que estarão dispostos a trabalhar pelo nosso Brasil. Trabalhar por nossa soberania, liberdade e nossa democracia. Por um Brasil, não do futuro, mas pelo Brasil do agora”, ressaltou Holanda.

Ainda na convenção, a presidente nacional do PROS-Mulher, Sandra Caparrosa também apontou a importância da presença da mulher na política. “Estar diante de todos vocês, aqui na convenção nacional, tem um significado especial para mim. Tem o significado da palavra que inspira que é prosperar, porque prosperar quer dizer tornar-se grande, e como um país pode desenvolver sem a força e a sabedoria da mulher? O lugar de mulher é na política e precisamos de vocês para vencer”, finalizou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!