Conecte-se agora

No Acre, nove crianças morreram de síndrome respiratória em menos de dois meses

Publicado

em

A secretária de saúde do Estado, Paula Mariano, concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, 8, no auditório do Pronto-Socorro de Rio Branco, para falar dos crescentes índices de crianças com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Segundo os dados, somente nos últimos dois meses, 9 crianças – entre 2 meses e 4 anos – morreram vítimas do vírus “sincecial respiratória”.

De acordo com a gestora de saúde, o que chama atenção em relação ao vírus é a intensidade no agravamento dos sintomas das crianças. “Mês passado já tivemos 5 mortes por síndrome gripal grave. Já esse mês, foram 4 mortes, duas delas tinham comorbidade. Não é um vírus novo, estamos vendo agora as relações das crianças. Não é mutação de vírus, está relacionado ao tempo isolado em razão da pandemia e problema de imunidade”, declarou.

Em relação a morte de Theo Dantas – bebê que estava internado no Pronto-Socorro de Rio Branco desde segunda, 6, e aguardava ser transferido para o Hospital da Criança, Mariano contou que não faltou assistência do Poder Publico. “Em relação ao Théo, tinha medicação, havia especialista e equipamentos. A avaliação é a gravidade”, garantiu.

Paula explicou ainda que a gestão estadual solicitou o aumento de leitos no Hospital da Criança, em Rio Branco. “A gente já havia aumentado 10 leitos de semi intensiva no Hospital da Criança. Hoje o local conta com 48 leitos, sendo 9 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, comunicou.

A secretária de saúde admitiu a falta de alguns medicamentos, como por exemplo, a dipirona, porém, ela alega problemas na aquisição de insumos nos laboratórios. “Não há problemas com falta de UTI e sim com medicamentos”, avisou.

Sobre a possibilidade de uma nova greve dos médicos no Acre, Mariano disse que vai conversar com a categoria. “Não conversei com Guilherme, a greve nos preocupa, mas, irei ver os motivos pelos quais pode haver”, encerrou.

Destaque 4

Acreano tem de trabalhar 4 dias ao mês para comprar sacolão, aponta pesquisa

Publicado

em

Todas as pesquisas confirmam que o acreano tem de trabalhar muito para bancar poucos itens de sobrevivência e tem de ralar muito para pagar impostos. Este ano, por exemplo, são necessários 149 dias de trabalho dedicados exclusivamente para o pagamento de impostos e segundo os últimos dados do governo do Acre, em junho deste ano, o número de horas de trabalho necessário para um trabalhador adquirir os produtos da cesta básica alimentar foi de aproximadamente 89 horas e 20 minutos. Ou seja: o acreano precisou de trabalhar praticamente quatro dias do mês visando apenas comprar um sacolão de alimentos.

Para efeito de cálculo das horas de trabalho necessárias para a aquisição da cesta básica, considerou-se um trabalhador assalariado, com
carga horária de 220 horas ao mês e remuneração mensal de um salário mínimo vigente de R$ 1.212,00.

Apresentado em maio deste ano, o estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) mostrou que o brasileiro compromete 40,82% do rendimento médio apenas com o pagamento de tributos. Isso significa que é necessário trabalhar 149 dias do ano para quitar as obrigações.

O cenário piora a depender do salário. O IBPT projeta que uma renda de R$ 3 mil leve 141 dias para atingir o objetivo. Para um faturamento de R$ 10 mil, são necessários 150 dias de trabalho.
Quem ganha de R$ 3 mil a R$ 10 mil, contudo, pode levar 157 dias. Isso porque mudam as alíquotas sobre renda, patrimônio e consumo.

O IBPT constata ainda que entre 2003 e 2022, houve um crescimento percentual quase constante do valor gasto pelos contribuintes com a tributação sobre rendimentos. Assim, o mesmo aconteceu com os dias de trabalho comprometidos com tributos.

Continuar lendo

Destaque 4

Acre começa a semana com 745 novos casos de Covid e 19 internados com a doença

Publicado

em

O estado do Acre confirmou 745 novos casos de coronavírus nesta segunda, 8, de agosto. O número de infectados notificados é de 146.233 em todo o estado. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), nenhum óbito foi notificado nesta segunda, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.021 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 352.057 notificações de contaminação pela doença, sendo que 205.795 casos foram descartados e 29 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 128.882 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 19 continuavam internados até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município

Continuar lendo

Destaque 4

Servidores da Câmara de Cruzeiro do Sul são condenados por improbidade administrativa

Os atos causaram lesão ao erário e violaram os princípios da Administração Pública

Publicado

em

Nove servidores da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul devem devolver R$ 55.261,00 aos cofres públicos. A decisão é da 2ª Vara Cível daquela comarca, os réus foram condenados por danos ao erário, e terão suspensos os direitos políticos por seis anos, além do pagamento de multa civil.

A decisão também determinou a proibição aos réus de contratar com o Poder Público, receber benefícios, ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

Os demandados na ação de improbidade administrativa são: Francisco Ribeiro da Silva, Nicolau Alves de Freitas, Franco Severiano de Melo Gomes, Armando José de Oliveira, Romário Tavares Dávila, Paulo Soriano da Silva, Altemar Virgínio da Silva, Edvaldo Gomes de Oliveira, Raimundo Luís de Souza.

De acordo com os autos, a condenação se refere a irregularidades nas prestações de contas do ano de 2009 da Câmara Municipal. A análise comprovou a utilização indevida de verba de gabinete para o pagamento de “ajuda de custo” e celebração de contratos com valores superiores a R$ 8 mil, sem o devido processo licitatório.

O juiz de Direito Marlon Machado confirmou a ilegalidade perante a ausência de comprovação dos gastos. “Os demandados, por má-fé ou por displicência injustificável, liberaram a verba pública em flagrante descumprimento às normas pertinentes”, afirmou o magistrado.

Um décimo réu já é falecido, contudo, a sanção foi transferida para os herdeiros, uma vez que a Lei de Improbidade Administrativa (Lei n° 8.429/92) prevê que “os sucessores daquele que causar lesão ao patrimônio público ou se enriquecer ilicitamente estão sujeitos às cominações desta lei até o limite do valor da herança.

A decisão está disponível na edição n° 7.117 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 95), da última terça-feira, dia 2. (Processo n° 0002644-86.2012.8.01.0002).

Continuar lendo

Destaque 4

Homem solteiro acima dos 35 anos: o perfil dos filiados aos partidos políticos no Acre

Publicado

em

O PT tem atualmente o maior número de filiados no Acre e vai para esta eleição com 9.075 integrantes. No ranking das maiores filiações, o MDB aparece em segundo lugar com 8.942 integrantes. O PCdoB é o terceiro, com 7.507 filiados.

Os três partidos que tem menos filiados no Acre, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são o PSTU, com 72 membros; PCO (41) e o Novo (22).

No total são 77,5 mil filiados a 31 partidos com informações no TSE, cujos números trazem o perfil de um filiado maduro, com maioria de homens na faixa etária dos 35 aos 59 anos.

A maioria, 39.704 pessoas, está filiada a um partido há mais de dez anos e tem o ensino médio completo. Além disso, 54% disseram ser solteiros.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!