Conecte-se agora

Prefeito de Epitaciolândia fecha gabinete do vice e lhe toma o carro de trabalho

Publicado

em

O que parecia um casamento perfeito deu um passo decisivo para o divórcio na cúpula do Poder Executivo de Epitaciolândia. O vice-prefeito, Professor Soares, do PROS, acusa o prefeito Sérgio Lopes, do PSDB, de retirar os móveis e trocar a fechadura do seu gabinete, além de lhe tomar o veículo de serviço.

De acordo com Soares, o motivo da desavença é, principalmente, o fato de não seguir o mesmo caminho do prefeito nas negociações políticas relacionadas às eleições de outubro próximo. Lopes apoia o ex-vereador Daniel Dorzila, do MDB, para a Assembleia Legislativa, opção não cogitada pelo educador.

O professor Soares contou ao ac24horas que ao retornar de um compromisso no Centro de Idosos, em Brasiléia, encontrou seu gabinete com a fechadura trocada sem que a ele tivesse sido dada nenhuma explicação. Além disso, o prefeito também teria procedido a retirada do carro oficial que estava à sua disposição.

“Depois da minha decisão de não caminhar com ele nessas eleições, o prefeito trocou a fechadura da porta da minha sala, tirou os computadores que eu utilizava para trabalho, pediu o carro e me inviabilizou. Ele diz que não há nenhum problema, mas quem for lá verá que não sou eu mais quem está trabalhando o local”, afirmou.

Soares também diz que após o fechamento de seu gabinete não foi chamado por Sérgio Lopes para conversar. O vice-prefeito ainda afirma que não havia entre eles nenhum compromisso de seguirem juntos na eleição estadual e que em nenhum momento sinalizou que apoiaria o mesmo candidato que Lopes apoiasse.

Perguntado sobre se existe a possibilidade de reconciliação com o prefeito, o vice disse que não guarda nada de pessoal contra o ex-aliado e que crê que a recíproca seja verdadeira. Segundo ele, por ser um problema estritamente político, a situação é considerada superável, desde que a sua opinião seja respeitada.

“A questão é de respeito e de se saber separar as coisas, até mesmo porque nós fomos eleitos para gerir uma cidade e cuidar bem da nossa população não tem nada a ver com politicagem e é isso o que o prefeito está fazendo nesse momento”, desabafou o professor Soares.

Procurado pela reportagem, o prefeito Sérgio Lopes disse, inicialmente, que não tinha a intenção de responder às afirmações do vice-prefeito. Porém, questionado sobre o fechamento do gabinete de Soares, afirmou que as atribuições do vice-prefeito se restringem a substituir o titular na sua ausência.

A respeito da retirada do carro que o vice-prefeito usava para trabalhar, disse que foi uma medida administrativa tomada em razão de a Secretaria Municipal de Meio Ambiente estar precisando do veículo. De acordo com ele, foi um caso de sobreposição do interesse coletivo ao particular.

Perguntado se a decisão de Soares em não o acompanhar politicamente nas eleições de outubro não teria influência nas divergências entre os dois, ele negou dizendo que jamais houve qualquer acordo para isso e que o compromisso entre ambos se resumia à eleição municipal.

“Têm se dito muitas coisas que não são verdade e fatos inverídicos têm sido criados, como o que saiu em um jornal daqui, recentemente, falando em acordos. Não há nenhum acordo sendo descumprido e eu não tenho o que falar contra o meu vice-prefeito, pois não tenho nada contra ele”, disse Lopes.

O prefeito Sérgio Lopes também negou que tenha dito, como, segundo ele, foi afirmado em algumas publicações, que a contribuição de Soares para a sua eleição não tenha correspondido a 100 votos. “A ajuda dele foi muito importante e essas afirmações são inverídicas”, concluiu o gestor de Epitaciolândia.

Destaque 6

MEC divulga resultado da 1ª chamada do ProUni 2022/2

Publicado

em

O Ministério da Educação divulga nesta terça-feira (9) o resultado da primeira chamada do Progama Univesidade para Todos, o ProUni 2022/2 . Tanto a lista com os selecionados quanto o resultado individual ficarão disponíveis para consulta no Portal Único de Acesso.

Os selecionados terão até o dia 17 deste mês para comprovarem as informações enviadas no ato da inscrição. Já o resultado da segunda chamada será divulgado em 22 de agosto, com matrículas entre 22 e 31 de agosto.

Para aqueles que não forem selecionados nas chamadas regulares, o programa oferece ainda a oportunidade de participar da lista de espera. Para isso, o estudante deve manifestar o interesse nos dias 5 e 6 de setembro. A divulgação do resultado da lista de espera sai no dia 9 de setembro e as matrículas deverão ser realizadas entre 10 e 16 de setembro.

ProUni

O ProUni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Nesta edição, mais de 190 mil bolsas serão ofertadas. É preciso que o candidato tenha feito as edições de 2021 ou de 2020, ou ambas, do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação. Outra exigência é não ter participado do Enem na condição de treineiro. Será considerada a edição do Enem com a melhor média de notas.

Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

O público-alvo do programa é o estudante sem diploma de nível superior. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa exclusiva para os cursos de licenciatura e pedagogia, destinados à formação do magistério da educação básica. Nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Continuar lendo

Destaque 6

Segunda edição do Fies 2022 abre inscrições hoje

Publicado

em

Estão abertas as inscrições para a segunda edição de 2022 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo o Ministério da Educação, mais de 44 mil vagas serão ofertadas na atual edição do programa voltado a estudantes interessados em financiar cursos superiores oferecidos por instituições de educação privada.

As inscrições devem ser feitas no Portal Acesso Único entre 9 e 12 de agosto, e os resultados serão divulgados em chamada única, no dia 16 próximo. Os inscritos que não forem selecionados na chamada serão automaticamente incluídos na lista de espera.

“Podem concorrer a um financiamento todos os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de qualquer edição desde 2010, e obtido média mínima de 450 pontos nas provas do exame, além de nota superior a zero na redação”, informa o MEC.

Acrescentou que “é vedada a inscrição para quem tiver feito o Enem como treineiro”. Para obter o financiamento, “é necessário comprovar renda mensal familiar per capita (por cabeça) de até três salários mínimos”.

Voltado a conceder financiamento para acesso a cursos superiores, o Fies é realizado duas vezes por ano. Segundo o MEC, as duas edições deste ano vão ofertar  110.925 vagas.

Roteiro

Cronograma da segunda edição de 2022 do Fies:

– De 9 a 12 de agosto: inscrição

– Dia 16 de agosto: resultado da chamada única e lista de espera

– De 17 a 19 de agosto: prazo para complementação das inscrições dos pré-selecionados na chamada regular

– De 22 de agosto a 22 de setembro: prazo para convocação dos pré-selecionados por meio da lista de espera

Continuar lendo

Destaque 6

Índice Nacional da Construção Civil sobe 1,48% em julho

Publicado

em

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) avançou 1,48% em julho, o que significa um recuo de 0,17 ponto percentual em relação ao apurado em junho: 1,65%. O acumulado de janeiro a julho é de 9,11%, mas, nos últimos 12 meses, atingiu 14,07%. Esse percentual é um pouco abaixo dos 14,53% registrados nos doze meses imediatamente anteriores.

Os dados fazem parte do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) de julho, divulgado hoje (9), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O gerente do Sinapi, Augusto Oliveira, explicou que o segundo semestre começa com o terceiro maior índice do ano. A influência, mais uma vez, é da alta nas duas parcelas que o compõem: material e mão de obra.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, chegou a R$ 1.652,27 em julho. Desse valor, R$ 987,88 correspondem a materiais e R$ 664,39 à mão de obra. No mês anterior, o custo nacional tinha fechado em R$ 1628,25.

Em relação a junho, a taxa da parcela de materiais alcançou 1,38%, o que significa alta de 0,19 ponto percentual. Naquele mês tinha ficado em 1,19%. Na comparação com o índice de julho de 2021, que era de 2,88%, houve queda de 1,50 ponto percentual.

“A parcela dos materiais apresentou alta em relação ao mês anterior. Quando comparado ao índice de julho de 2021, temos uma queda significativa”, disse o gerente.

Acrescentou que, apesar dos acordos coletivos de trabalho firmados no período, a parcela da mão de obra registrou, em julho, variação de 1,62%, caindo 0,73 ponto percentual em relação a junho.

Os materiais acumularam variação de 8,56% de janeiro a julho de 2022 e 9,92% para mão de obra. Em 12 meses ficaram em 15,82% e 11,52%, respectivamente.

Estados
A maior taxa entre os estados foi anotada no Paraná. Lá, houve avanço na parcela de materiais e reajuste para as categorias profissionais, o que contribuiu para a variação mensal de 5,18%.

A região Sul, onde também houve acordos de categorias profissionais no Rio Grande do Sul, foi a que teve a maior variação regional em julho: 3,33%. Na região Norte, 0,85%, no Nordeste, 1,50%, no Sudeste, 1,05% e no Centro-Oeste, 1,24%.

Já os custos regionais, por metro quadrado, atingiram R$ 1.622,08 no Norte; R$ 1.546,52 no Nordeste; R$ 1.723,94 no Sudeste; R$ 1.717,01 no Sul e R$ 1.658,26 no Centro-Oeste.

“Neste mês, o Paraná destacou-se com a maior taxa entre os estados. Com o Rio Grande do Sul apresentando a terceira maior taxa do mês, a região sul registrou a maior variação em julho”, observou Oliveira.

Finalidade do Sinapi
O objetivo da pesquisa, uma produção conjunta do IBGE e da Caixa, é produzir séries mensais de custos e índices para o setor habitacional, e, ainda, séries mensais de salários medianos de mão de obra e preços medianos de materiais, máquinas e equipamentos e serviços da construção para os setores de saneamento básico, infraestrutura e habitação.

Segundo o IBGE, as estatísticas do Sinapi “são fundamentais na programação de investimentos, sobretudo para o setor público. Os preços e custos auxiliam na elaboração, análise e avaliação de orçamentos, enquanto os índices possibilitam a atualização dos valores das despesas nos contratos e orçamentos”.

Continuar lendo

Destaque 6

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago nesta terça-feira

Publicado

em

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta terça-feira (9) a parcela de agosto do Auxílio Brasil e do Auxílio Gás. Recebem hoje os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 1. Esta é a primeira parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme o emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda constitucional também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que uma nova proposta de emenda à Constituição seja aprovada. Tradicionalmente, as datas do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês. No entanto, uma portaria editada no início deste mês antecipou o pagamento da parcela de agosto para o período de 9 a 22.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!