Conecte-se agora

Safra de melancia deve crescer 25% em 2022, aponta previsão

Publicado

em

A safra de melancia em 2022 no Acre deve ser ao menos 25% superior a do ano passado, segundo prevê a Secretaria de Produção e Agrinegócio.

Em 2021 foram plantados 1.341 hectares da fruta no Estado do Acre -e a produção foi generosa: 17.704 toneladas. “Em uma previsão pessimista, a safra deve crescer 25%”, disse Edvan Maciel, titular da Sepa.

Se confirmado serão pelo menos 22 mil toneladas em 2022.

A irrigação é o fator que vem alavancando as safras mas há pedras nesse caminho, segundo o ex-secretário de Agropecuária, José Carlos Reis, hoje produtor rural, um fenômeno que encarece a melancia para o consumidor final e em muitos casos leva à grandes perdas.

“A melancia tem um problema sério no Acre que é a comercialização. Os supermercados fazem contrato e trazem parte da melancia de fora. Outra parte, compram daqui mas o setor é cheio de intermerdiários e o produtor não consegue vender direto”, analisa Reis, que vê falha na concessão de crédito.

As terras do Acre são excelentes para melancia. Com a irrigação, é possível ter colheita praticamente o ano inteiro. Um dos grandes e pioneiros na área, a família Petelim, é também precursosa da modernização do cultivo.

Há um interesse oficial nesse mercado: recentemente foram repassados maquinários a produtores da Baixa Verde como apoio ao cultivo de melancia entre outros produtos.

Em um momento importante da cultura, em 2015, o governo da época propagandeava a melancia: “Ótima aceitação no mercado, retorno rápido ao agricultor, boa produtividade e lucro garantido. Essas são algumas das vantagens da produção de melancia”.

Destaque 7

Prefeitos evitam falar sobre quem vão apoiar nas eleições

Publicado

em

Os prefeitos petistas de Brasiléia e Assis Brasil, Fernanda Hassem e Jerry Correia, consideraram de maneira muito clara, nos meses que antecederam a definição das candidaturas ao governo do estado, que poderiam estar do lado do governador Gladson Cameli, candidato à reeleição no pleito deste ano.

No fim de julho, a prefeita Fernanda Hassem declarou à repórter Sandra Assunção, em Cruzeiro do Sul, que estava propensa a apoiar Cameli, principalmente pelo fato de o seu partido não ter, até aquele momento, candidato definido ao governo.

“As coisas podem mudar, mas a minha tendência é caminhar com o governador Gladson Cameli, até porque meu partido não tem candidato ao governo”, disse.

Já Jerry Correia, da tríplice fronteira, declarou em pelo menos duas oportunidades apoio ao atual governador: em maio passado, em entrevista ao jornal O Alto Acre, de Brasiléia, e no começo de julho, ao Blog do Crica.

No entanto, diferentemente do prefeito petista de Mâncio Lima, Isaac Lima, que manteve a palavra de apoio a Cameli mesmo após a convenção que confirmou o nome de Jorge Viana como candidato ao governo, as declarações de Fernanda Hassem e Jerry Correia ocorreram antes desse veredicto.

O ac24horas fez várias tentativas de falar com os dois prefeitos a respeito do assunto após a realização das convenções, tanto de maneira direta quanto por meio de assessores, mas não conseguiu manifestação dos gestores a respeito dos seus posicionamentos neste momento, com a peças postas no tabuleiro.

Uma fonte muito conhecedora dos bastidores da política na regional do Alto Acre disse à reportagem que o momento é delicado para ambos os prefeitos que neste momento preferem não se manifestar. A confirmação de última hora de Viana como candidato ao governo mexeu com decisões que certamente já haviam sido tomadas.

“Estremeceu com muita coisa, eles agora estão naquele momento de não se manifestar, de decidir, enfim. Conversas estão acontecendo, e não são poucas, mas o caminho que eles seguirão talvez não seja assumido junto ao público”, disse a fonte que pediu para ser mantida no anonimato.

Já em Rio Branco, outro petista que também terá a identidade preservada disse que ambos os prefeitos seguirão o partido. “Eles irão com JV, só não irão ao público”.

O ac24horas também tentou falar com o presidente Manoel Lima, do Diretório Estadual do PT, mas não obteve êxito.

Resta aguardar.

Continuar lendo

Destaque 7

Gladson e Márcio se encontram no Palácio da Alvorada e trocam gargalhadas

Publicado

em

As principais lideranças do Acre estão esta semana em Brasília viabilizando politicamente e financeiramente suas campanhas para as eleições de 2022, tanto que algumas agendas com o presidente Jair Bolsonaro já foram expostas pelas assessorias dos candidatos nas redes sociais, como foi o caso Márcio Bittar (União Brasil), que esteve na quarta-feira, 10, com o chefe da nação junto com a sua ex-esposa, a candidata ao senado Márcia Bittar.

Ocorre que enquanto o “casal” Bittar estava reunido com o presidente, a poucos metros dali o governador Gladson Cameli também estava em reunião, mas com o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o General Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Quando os Bittar deixavam a sala do presidente, Cameli também se despedia dos ministros e foi quando os ex-aliados se encontraram na antessala do Palácio da Alvorada. A reação de ambos foi de gargalhadas. Eles se cumprimentaram e se despediram como se não tivessem travando uma guerra fria no Acre pelo poder. Quem presenciou a cena, afirmou ao ac24horas que assessores do Palácio do Planalto que estão por dentro dos últimos acontecimentos no Acre, ficaram perplexos com a frieza de ambos.

O ac24horas apurou que no encontro entre Bittar e Bolsonaro, Cameli foi colocado como um candidato que tivesse em conluio com o ex-senador Jorge Viana. Nesta quinta-feira, 11, ao tomar café com Gladson, o presidente o questionou sobre essa informação e o governador teria respondido: “mas como se o Jorge Viana é o meu adversário , candidato a governador no Acre?”. Após a resposta de Cameli, Bolsonaro fez uma cara de reprovação e continuou a reunião com demais candidatos que estavam à mesa.

Continuar lendo

Destaque 7

Empresários da cerâmica visitam maior feira do setor da América

Publicado

em

Empresários do setor cerâmico do estado do Acre participam, no período de 10 a 12 de agosto, da maior feira da indústria cerâmica da América Latina, a Anfamec Expo 2022, realizada na Expo Dom Pedro, em Campinas (SP). Com apoio da FIEAC, do Sebrae e do Sindicato das Indústrias Cerâmicas do Estado do Acre (Sindicer), a comitiva, formada por empresários e representantes das instituições, espera gerar oportunidades de negócios, bem como se atualizar em novas tendências e no que há de mais moderno em máquinas e equipamentos do mercado.

De acordo com o assessor de Relações Institucionais da FIEAC, Mozani Mariano, o evento é realizado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Máquinas e Equipamentos para Indústria Cerâmica (Anfamec), e reúne fabricantes, ceramistas, fornecedores, estudantes e profissionais renomados de diversas partes do país e do mundo.

“Os empresários acreanos estão tendo oportunidade de acompanhar os lançamentos de máquinas e equipamentos, das principais empresas do setor e as melhores soluções do mercado, e também participando de capacitações e especializações promovidas pelas empresas presentes no evento, com técnicas e conteúdos exclusivos e com excelente oportunidade de se criar uma rede de contatos com os melhores fornecedores e profissionais do meio, para negócios e parcerias”, explica ele.

Segundo informações oficiais, ao todo, o evento conta com cerca de 100 expositores distribuídos em uma área de 7 mil metros quadrados. Esta é a terceira edição, marcando a retomada da construção civil no país.

Com informações do site oficial da Anfamec

Continuar lendo

Destaque 7

Rio Branco registra deflação e custo de vida recua em julho

Publicado

em

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho foi -0,92% em Rio Branco em julho em comparação ao resultado de junho (0,81%). Apesar da deflação de julho, a inflação acumulada em 2022 é de 4,20% e de 9,61% nos últimos doze meses.

O item Alimentação segue em alta em Rio Branco, especialmente o leite e seus derivados, frutas e produtos panificados. Passagens aéreas, óleo diesel e outros produtos não alimentícios mantém trajetória de inflação.

Por outro lado, gasolina, etanol, energia elétrica e outros bens cujos impostos tem sido alvo de ações do poder público, contribuíram para deflacionar o custo de vida.

No País, a inflação recuou 0,68%, ante 0,67% em junho. Foi a menor taxa registrada desde o início da série histórica, iniciada em janeiro de 1980. No ano, o IPCA acumula alta de 4,77% e, nos últimos 12 meses, de 10,07%, abaixo dos 11,89% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2021, a variação havia sido de 0,96%

Em nível nacional, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, dois apresentaram deflação em julho, enquanto os outros sete tiveram alta de preços. O resultado do mês foi influenciado principalmente pelo grupo dos Transportes que teve a queda mais intensa (-4,51%), e contribuiu com o maior impacto negativo (-1,00 ponto percentual) no índice de julho.

Além disso, também houve recuo nos preços do grupo Habitação (-1,05%), com impacto de -0,16 p.p. A maior variação positiva, por sua vez, veio de Alimentação e bebidas (1,30%), que acelerou em relação a junho (0,80%), contribuindo com 0,28 p.p. Vestuário (0,58%) e Saúde e cuidados pessoais (0,49%) seguiram movimento inverso, desacelerando em relação ao mês anterior (quando registraram 1,67% e 1,24%, respectivamente).

Os demais grupos ficaram entre o 0,06% de Educação e o 1,13% de Despesas pessoais, segunda maior variação positiva em julho. O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 30 de junho a 28 de julho de 2022 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de maio a 29 de junho de 2022 (base).

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!