Conecte-se agora

Congresso sobre encarceramento feminino é realizado em presídio de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Parte do Congresso sobre encarceramento feminino, que acontece em Cruzeiro do Sul nesta semana, foi realizado nesta quinta-feira (12), na área da unidade penitenciária Guimarães Lima. É a primeira vez que um evento como este é realizado dentro de um presídio do Acre com a participação das detentas, direção local, policiais penais, gestores do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) e pessoas que viveram situação de cárcere, como a ativista, escritora e cantora Preta Ferreira.

O 1° Congresso sobre Encarceramento Feminino, intitulado “O Acre Existe e Elas Resistem” é realizado pela Associação “Elas Existem”, no Teatro dos Náuas, entre quarta e sexta-feira desta semana. E como parte do evento, o presídio feminino sediou o I Congresso INTRAMUROS do Brasil.

Com direito a emoção, relatos fortes, acolhimento e música, a ação proporcionou momentos únicos para as presas, policiais penais e gestores do sistema prisional do estado. A Associação “Elas Existem”, com sede no Rio de Janeiro, atua nos presídios de Cruzeiro do Sul e Tarauacá, oferecendo orientações jurídicas e sociais, oficinas de autoconhecimento, de reflexão e leitura.

“Nós mostramos que isso aqui pode ser só uma passagem na vida delas e que elas são capazes de mudar a própria realidade”, diz Carol Bispo, uma das representantes da entidade.

As presas de Cruzeiro do Sul participaram do Congresso com trocas de experiências, relatos e perguntas. Sheila Rodrigues, de 22 anos, fez perguntas para a ativista social Preta Ferreira, que ficou presa por 3 meses em São Paulo, e elas cantaram juntas.

“Eu li o livro da Preta aqui dentro do presídio porque a Carol da “Elas Existem” trouxe para a gente. E hoje, estar aqui trocando experiências com ela, que é muito empoderada, é muito importante para mim e para todas”, afirmou.

No livro “Minha Carne: Diário de uma Prisão”, lançado durante o Congresso, a ativista social pela moradia, Preta Ferreira, conta a experiência do cárcere.

Sobre a importância do trabalho social realizado pela Associação Elas Existem, Sheila diz que gosta das oficinas de leitura e dos textos que passou a escrever dentro do presídio. Mas o que considera mais importante é a forma natural como pode agir com o grupo.

“Não preciso colocar as mãos para trás nem baixar a cabeça. Nas atividades, ficamos todas iguais, do mesmo tamanho. Isso não me deixa esquecer que posso pagar o que devo na cadeia e estar de novo na sociedade e ser do tamanho de todos”, relata emocionada.

Realidade exposta

Durante o Congresso, a realidade do presídio e do sistema prisional do Acre foi exposta e debatida, com ênfase no cárcere feminino. 95% das mulheres presas no Acre cumprem pena por tráfico e associação a organização criminosa. Elas recebem menos da metade da visita que os homens encarcerados recebem.

Segundo o diretor executivo operacional do IAPEN, Marcelo Lopes, em Rio Branco as 300 presas recebem 100 visitantes. Em Cruzeiro do Sul, as 19 detentas têm 15 visitantes.

“Os maridos ou companheiros não visitam. Quem visita as presas são as mães delas, irmãs e tias. Eles somem”, relata.

Representando o diretor geral do IAPEN, a ouvidora do Instituto, Macleine Melo, afirmou que a rigidez do sistema “endurece” os operadores.

“A rigidez e a necessária disciplina do sistema prisional nos endurecem e projetos assim oxigenam o trabalho. Acredito que projetos como esse do “Elas Existem” pode reduzir a reincidência criminal”, disse ela.

O diretor Marcelo Lopes reconheceu que teve dificuldades inicialmente em acolher o projeto “Elas Existem” nos presídios do Acre.

“Eu disse logo que não daria certo e que só seria mais trabalho para a gente e iria interferir na segurança. Mas hoje vemos bons resultados e acreditamos”, admite.

Palestrante no 1° Congresso Intramuros, a ativista Preta Ferreira conclamou as mulheres a mudar a realidade delas e não reincidir no crime.

“As prisões estão cheias de presos pretos, pobres e indígenas porque os direitos constitucionais não são garantidos. E esse projeto ressocializa as mulheres de verdade porque trata de cidadania e direitos. Não desistam e resistam que isso tudo passa”, pontuou.

Remissão das penas das presas em Cruzeiro do Sul ainda é tímida

O direito a reduzir a pena por meio do trabalho é novidade para as presas de Cruzeiro do Sul, que não desenvolvem trabalhos que garantam esse benefício a elas. A iniciativa ainda é tímida e só 8 das 19 presas têm acesso ao projeto Presídios Leitores, desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Acre – UFAC.

O diretor do presídio de Cruzeiro do Sul, Elves Barros, disse que apesar da reduzida segurança na unidade prisional feminina, com apenas quatro policiais penais mulheres, a intenção é criar algum trabalho para as presas que também sirva para reduzir a pena delas.

“Há três meses iniciamos a remissão de pena delas com o Projeto de Leitura, mas vamos ampliar essa possibilidade com trabalho para elas”, concluiu o diretor.

Nesta sexta-feira (13), último dia do 1° Congresso sobre Encarceramento Feminino, as detentas vão participar do evento no Teatro dos Náuas, onde farão uma apresentação musical.

Veja o vídeo das presas cantando com Preta Ferreira no presídio de Cruzeiro do Sul.

Na rede

Prefeitura de Cruzeiro do Sul realiza ação social no Remanso

Publicado

em

A prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio da sua Secretaria municipal de desenvolvimento social, realizou nesta quinta, 12, uma ação itinerante de cadastramento para o programa Auxílio Brasil no bairro do Remanso.

O objetivo principal foi desafogar a grande procura que a secretaria vinha recebendo, e facilitar o acesso dos moradores dos bairros mais distantes.

“Desde quando acabou a pandemia e o atendimento voltou a ser sem agendamento, temos tido muita procura. Temos pessoas que chegam a estar com dois anos de cadastro vencido e com o benefício bloqueado. Toda semana teremos um cronograma atendendo os bairros. Começamos pelo Remanso, porque é onde tem uma das maiores procuras. Próxima semana deverá ser o Telégrafo”, explicou a secretária Delcimar Leite.

Devido à grande procura, a secretaria estuda realizar dois dias por semana de atendimento nos bairros mais populosos.

“Hoje já entregamos mais de 90 fichas, mas a quantidade não supre. Por isso, vamos fazer novo cronograma, pelo menos para fazer dois atendimentos por semana. Cada semana vai ser avisado nos bairros do atendimento, para que as pessoas possam estar preparadas”, concluiu a secretária.

“Este atendimento é muito importante para nós moradores do bairro, porque o pessoal precisa fazer a atualização, muitas vezes fica distante ter que se deslocar até a sede da prefeitura no Miritizal e a demanda é muito grande. Vem em boa hora essa ação do prefeito para os bairros mais distantes”, disse José Maria de Amorim Lima, presidente da associação de moradores do bairro do Remanso.

“Não é difícil entender que, por exemplo, para uma dona de casa, mãe de família, muitas vezes é difícil ter que se deslocar para onde quer que seja. As ações itinerantes são uma forma de contornar esse problema, indo até as pessoas, facilitando e garantindo o direito de quem mais precisa do benefício”, disse o prefeito Zequinha Lima.

Continuar lendo

Na rede

Faccionado é preso com mais de oito quilos de drogas em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O faccionado A. M. de C., de 32 anos, vulgo HD, foi preso pela Polícia Civil de Cruzeiro do Sul nesta quinta-feira (12), no bairro Remanso, com mais de 8 quilos de drogas, sendo 7,2 kg de cocaína e 1 kg de maconha. Parte da droga estava escondida em um fogão e o restante em uma bananeira.

O homem que havia chegado do Peru com a droga vai responder pelos crimes de tráfico de drogas e por promover, constituir, financiar ou integrar organização criminosa.

Segundo o delegado Everton Carvalho, a equipe do núcleo Draco/Denar, juntamente com agentes da Sejusp, investigavam a localização de um carregamento de drogas que estaria sendo mantido em depósito numa residência localizada no bairro do Remanso.

“Foram levantadas informações que levaram a um suspeito e também a localização da residência, tendo a equipe ido até o local, onde foi realizada a abordagem policial aos indivíduos que lá estavam e dentre eles, o HD”, explicou o delegado.

“Após buscas no local a droga foi encontrada e, diante da situação de flagrante delito, foi dada voz de prisão ao autor, que foi conduzido até a Delegacia Geral de Polícia Civil para lavratura dos procedimentos cabíveis”, concluiu a autoridade policial informando que o prejuízo para o crime foi de R$ 76 mil.

Continuar lendo

Na rede

Prefeitura de Rodrigues Alves e Deracre realizam operação tapa-buraco nas ruas do município

Publicado

em

A prefeitura de Rodrigues Alves e o Deracre realizam o serviço de tapa-buraco nas ruas do município. A operação tem objetivo proporcionar um trânsito seguro, com a melhoria da trafegabilidade nas vias.

A secretaria de Obras do município tem feito um trabalho contínuo de manutenção das ruas , com pavimentação asfáltica e serviço de tapa-buraco, além do serviço de limpeza pública, que é reforçado agora com o apoio do governo do Estado, por meio do Deracre.

O prefeito Jailson Amorim acompanhou o serviço. ” Estamos aproveitando o verão para fazer o serviço de tapa-buraco das ruas, realizar a pavimentação asfáltica e melhorar cada vez mais as ruas de Rodrigues Alves. Também quero agradecer ao Governo do Estado pela parceria dessa ação na nossa cidade”, disse o gestor municipal.

Continuar lendo

Na rede

Técnicos da aeronáutica deixam o Acre após ouvirem testemunhas de queda de helicóptero

Ainda não há previsão para o resultado da perícia ser divulgado

Publicado

em

Os peritos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) da Aeronáutica do Brasil, já ouviram os adultos que estavam no helicóptero que caiu em Cruzeiro do Sul no último domingo , 9, com duas crianças indígenas a bordo. Também ouviram pessoas da comunidade do Rio Crôa, local da queda. Os militares da aeronáutica que já estiveram no local da queda da aeronave, vão embora do município nesta quinta-feira (12).

A perícia no local do acidente foi feita na terça-feira com apoio do Ciopaer. Os militares, um major, um capitão e um sargento da aeronáutica estudaram o cenário, entraram e pegaram em peças da aeronave e tiraram fotos.

O objetivo da perícia é indicar as causas e prevenir novos acidentes. O processo compreende a reunião e a análise de informações e conclusões, incluindo a identificação dos fatores contribuintes para a ocorrência, visando a formulação de recomendações sobre a segurança. Ainda não há previsão para o resultado da perícia ser divulgado.

A aeronave estava a serviço do Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Juruá – Dsei e caiu com 7 pessoas a bordo: o piloto Rodrigo Castro, o mecânico Jorge Figueiredo, o técnico em enfermagem João Gomes e um casal e duas crianças de um ano e quatro meses da etnia Kulina, que não tiveram os nomes divulgados. A aeronave havia ido de Cruzeiro do Sul até uma Terra Indígena no Alto Envira para buscar as crianças com suspeita de pneumonia e na volta caiu.

Mecânico passará por cirurgias

O mecânico Jorge da Silva Figueiredo, que foi a vítima que mais sofreu traumas na queda do helicóptero, está no Pronto-Socorro de Rio Branco e deverá passar por dois procedimentos cirúrgicos para corrigir sequelas das queimaduras e a lesão na coluna.

Segundo a assessoria de comunicação da secretaria de Saúde (Sesacre), Figueiredo foi avaliado pela ortopedia e neurologia e após exames de imagem do crânio e coluna foi diagnosticado com fratura de coluna T1. Apresenta também queimaduras de 2° grau no dorso e glúteo além de derrame limiar do tórax. “Está sob cuidados da neuro, foi reavaliado pela equipe médica que fará indicação de cirurgia”, citou a assessoria.

O médico e diretor do Hospital de Cruzeiro do Sul, Alcimar Reis, já havia adiantado a necessidade de uma neurocirurgia no mecânico de voo, por isso foi pedida a transferência dele para Rio Branco por meio do Tratamento Fora do Domicílio – TFD.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!