Conecte-se agora

Na CPI do Busão, Angelim diz que foi ameaçado de morte por empresários do transporte coletivo

Publicado

em

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do transporte público ouviu, na tarde desta terça-feira, 3, o ex-prefeito de Rio Branco Raimundo Angelim, na Câmara de Vereadores. O ex-prefeito contou suas experiências, modelos de gestão que levaram Rio Branco ao auge do transporte coletivo, mas que também trouxe desavenças e até ameaça de morte.

Angelim compõe a lista de ex-prefeitos e ex-gestores da municipalidade que devem ser convocados para prestar esclarecimentos sobre a crise no sistema de transporte da capital. Na leitura do seu relatório, Angelim destacou que a crise no sistema público vem de longa data, porém, o gestor relatou que mesmo com as tentativas de boicote no início de seu mandato, ele teve pulso e fez por meio de medidas jurídicas, que as empresas da época cumprissem o acordado no contrato firmado na gestão do ex-prefeito Isnard Leite (MDB).”Eu me reuni com eles [empresários] dizendo que eles teriam que cumprir o contrato do processo licitatório. Se ganharam é porque tem condições de cumprir”, relembrou.

Porém, as empresas se mostraram propensas a continuarem descumprindo os termos e ele decidiu entrar com uma ação na justiça. “Quando procurei a justiça eles quiseram conversar. Eles assinaram um termo de conduta e se comprometeram a cumprir os termos. Nós conseguimos na nossa gestão e implantamos a bilhetagem eletrônica que facilitou o troco, depois trouxe transparência. Implantamos um centro de controle operacional, onde cada ônibus tinha um GPS para saber quanto tempo vai demorar”, ressaltou.

Em meio ao seu discurso, o ex-prefeito afirmou que o que torna o sistema eficiente é a trafegabilidade e cumprimento do horário. “Não é só ônibus novos, o que faz o sistema ser eficiente”, indagou.

Angelim disse ainda que após as implantações do sistema resolveu cobrar renovação de frota de veículos, na ocasião, das quatro empresas, três cumpriram e uma delas, a São Roque, se negou a renovar a frota. Com a negativa, ele emitiu um decreto de caducidade que é a extinção de contrato de maneira unilateral, causando a ira dos empresários e até ameaças de morte. “Cheguei a ser ameaçado até de morte, mas eles foram embora do Acre. Eu fui ao Ministério Público do Trabalho (MPT) para que as empresas absorvessem os trabalhadores da empresa extinta”, comentou.

O petista aproveitou a oportunidade para, indiretamente, alfinetar o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom. De acordo com ele, em sua gestão houve a renovação de 95% da frota de veículos novos. “Esse aqui é zerado que veio. Exigimos que trouxesse ônibus adaptados. Na minha gestão não houve contratação de novas empresas”, declarou.

O vereador Emerson Jarude (MDB) fez questão de enaltecer a presença do ex-prefeito Raimundo Angelim que, segundo ele, deu uma aula de ‘gestão’, especialmente ao atual prefeito da capital, Tião Bocalom (Progressistas). “Está mostrando que é possível fazer a coisa correta. Coisa que o atual prefeito deveria ter feito. Estamos tendo problemas com esses ônibus no Rio de Janeiro. É triste ver nossa cidade desse jeito”, comentou.

A presidente da comissão, vereadora Michele Melo, questionou se na época da gestão de Angelim, as empresas que assumiram as linhas de ônibus cumpriram os acordos trabalhistas da antiga empresa. Em sua resposta, o petista garantiu que não houve contrariedade dos trabalhadores.

Destaque 4

Escola já identificou quem praticou bullying contra estudante autista e pais serão convocados

Publicado

em

Após a divulgação do caso do estudante autista da escola Pedro Martinello que sofreu bullying de colegas dentro e fora da sala de aula, a coordenação da unidade de ensino falou com o ac24horas.

De acordo com Elizângela Cristina de Oliveira, coordenadora de ensino da escola, foram identificadas duas situações diferentes de prática de bullying contra o estudante e nos dois casos as providências já foram tomadas. “O vídeo que a mãe postou onde o filho foi sujo de corretor não aconteceu em sala de aula e sim no caminho de volta para casa. Mesmo assim, nós identificamos os alunos que praticaram o ato e estamos chamando os pais para uma conversa. A mesma coisa estamos fazendo com os colegas de sala que teriam praticado bullying contra o estudante. Assim que identificamos esse problema, já chamamos os pais e tomamos as providências”, afirma.

Elizângela afirma que o aluno possui uma moradora e que a mãe já foi informada das medidas. “A mãe foi na escola, nos procurou e eu deixei bem claro que iríamos tomar todas as providências. Esse alunos tem uma mediadora, esperamos que isso não aconteça mais e vamos redobrar a atenção para que esses fatos não voltem a ocorrer nem com ele, nem com qualquer outro aluno da escola”, explica.

Continuar lendo

Destaque 4

Criminosos em carro atiram em adolescente na Baixada da Sobral, em Rio Branco

Publicado

em

Uma adolescente de 17 anos foi vítima de uma tentativa de homícidio após ser ferida a tiros em via pública na noite deste sábado, 30, na rua Major Glauber, no bairro Boa Vista, região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

De acordo com informações da Polícia, a vítima estava caminhando na rua quando criminosos em um veículo HB20 de cor cinza se aproximaram e em posse de armas de fogo efeturam vários tiros na direção da adolescente que foi atingida com dois projeteis, um na perna e outro nas costas. Mesmo ferida, a mulher ainda conseguiu correr, entrar numa residência, pular o muro e caiu no terreno de uma outra casa localizada na rua Orleir Cameli.

Durante a ação dos bandidos, uma motocicleta foi atingida com um projétil no tanque de combustível. Os criminosos ainda atiraram em uma residência de supostos membros de uma organização criminosa e em seguida fugiram.

Populares ao verem a garota ferida acionaram a ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam a vítima ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

A Polícia Militar esteve no local e fez patrulhamento em busca de prender os autores dos crimes, porém não obteve êxito.

O caso será investigado pela Polícia Civil, que acredita que o ataque está relacionado a guerra entre facções.

Continuar lendo

Destaque 4

Jorge Viana diz que ainda aguarda pelo PSB e que não teme candidatura de Alan Rick

Publicado

em

O ex-governador e ex-senador Jorge Viana afirmou durante entrevista ao programa Gazeta Entrevista, na tarde desta sexta-feira, 29, que ainda aguarda por uma aliança com o PSB e diz que a demora na decisão em anunciar sua candidatura é um processo normal de quem está fora do poder.

“Esse foi um caminho normal, não é que demorou muito, é que nós não temos governo, não temos senado e os outros estão com tudo, então é preciso pensar bem o que você vai fazer, afinal, é a sua vida. Na nossa nota tem um pedido para o PSB, não existe desavença, desde o começo ficou colocado do PSB apresentando uma candidatura para disputar o governo e a minha para o Senado. O Jenilson está há mais de um ano como pré-candidato e, inclusive, fez até plano de governo”, disse.

Com o anúncio de que Jéssica Sales (MDB) não será mais candidata ao senado, surgiu nos bastidores a possibilidade do deputado federal Alan Rick, anunciado como vice de Gladson, voltar a ser pré-candidato ao senado em uma aliança com Mara Rocha para o governo. Perguntado, Viana afirmou não temer a possível composição. “Quanto mais cabra, mais cabrito. Estou é doido para conversar com as pessoas sobre eleição, mudança, temos a possibilidade de ganhar a presidência da República daqui a 60 dias e isso é muito legal porque seremos os condutores da políticas públicas que estão desativadas. Então tenho que está tranquilo, botando a minha candidatura com esperança de ter essa boa relação do Acre com o governo federal”, disse Jorge.

Continuar lendo

Destaque 4

Motoristas envolvidos em acidente que matou 5 mulheres trocam acusações perante delegado

Publicado

em

O delegado titular da Delegacia de Xapuri, Gustavo Neves, falou ao ac24horas sobre o inquérito que investiga o acidente ocorrido na BR-317, na última quarta-feira, 27, que culminou com a morte de cinco mulheres após a colisão de uma van e um caminhão próximo ao Araxá, na localidade do município de Capixaba, interior do Acre.

O delegado responsável pela investigação afirmou que já foram ouvidas em torno de seis pessoas. “Estamos investigando, já ouvimos cerca de seis pessoas, entre elas, os dos motoristas envolvidos no acidente e algumas vítimas”, disse.

Gustavo Neves afirma que o resultado da perícia feita pela Polícia Técnica com mais oitivas, o inquérito deve ser concluído e encaminhado ao judiciário. “A perícia da Polícia Civil esteve no local e assim que seja concluída, além de mais oitivas e de outras provas que estamos levantando, vamos concluir. O objetivo é apurar quem foi responsável pelo acidente, descobrir quem invadiu a preferencial”, afirma o delegado.

O motorista do caminhão foi identificado apenas pelo apelido de Canjerê e durante muitos anos foi motorista de ônibus circular em Rio Branco. Já o motorista da VAN é diretor operacional da Cageacre Jean Lopes de Oliveira Júnior. A Cageacre publicou uma nota afirmando que Jean foi afastado de suas funções.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!