Conecte-se agora

BMW lança duas novas versões para a R1250 GS, o mais popular modelo Motorrad no mundo

Publicado

em

Mais do que simplesmente a moto mais vendida da marca no Brasil, a BMW R 1250 GS é o modelo mais popular da divisão Motorrad no mundo inteiro, tendo vendido mais 60 mil unidades globalmente ao longo do ano passado. E isso ocorre mesmo com um detalhe pesado para o bolso: seu preço básico por aqui começa a partir da casa dos R$ 109 mil.

Enquanto a geração seguinte não chega, o que deve acontecer no fim deste ano, podendo se chamar BMW R 1300 GS, a marca apresentou uma nova versão para as duas variantes da moto que é montada em Manaus (AM): R 1250 GS e R 1250 GS Adventure Triple Black que, como o nome diz, apostam em um visual escurecido.

As R 1250 GS Triple Black são, no momento, exclusividade do mercado brasileiro. Essa nova linha traz o pacote: OPTION 719. O Option 719 Billet Pack Shadow I e II, diferenciam a R 1250 GS da versão padrão da Triple Black.

As grandes novidades são:

– Farol adaptativo

– Piscas multifuncionais

– Modos de pilotagem PRO

– Bancos aquecidos

– Faróis Auxiliares de LED

Os poderosos faróis auxiliares de LED fazem parte do pacote de opcionais Premium da R 1250 GS Adventure e garantem melhor visibilidade para o motociclista por proporcionar uma iluminação diferenciada da pista.

*Todos os acessórios originais BMW comercializados nas concessionárias autorizadas do Brasil são homologados.

O pack Option 719 Shadow traz destaque ao caráter esportivo da moto com componentes de alta qualidade de alumínio em preto/prata. O pacote inclui uma tampa frontal da carcaça do motor e as tampas das válvulas, a tampa da bobina de ignição e o parafuso de enchimento de óleo.

Seu MOTOR É BOXER BICILÍNDRICO – Gerando 136cv de potência, e 14,3 kgfm de torque.

O pacote Shadow II, possui componentes em alumínio anodizado em preto/prata, que também realçam a esportividade do modelo. Os manetes e os pedais são de grande valor, e adaptam-se perfeitamente. As tampas do depósito de compensação e os retrovisores combinam estilo e funcionalidade.

De acordo com a fabricante, o preço público sugerido para a BMW R 1250 GS Triple Black é de R$ 116.500,00 ou R$ 6.550,00 a mais sobre o preço base da moto. Já pela R 1250 GS Adventure Triple Black cobram-se R$ 131.500,00 ou R$ 7.000,00 a mais sobre a tabela básica da moto, que é de R$ 124.500,00.

Com informações das páginas Motor1.com e BMW Motorrad.

Assista ao Mundo France no ac24horas:

video

Acre 01

Nível do Rio Acre volta a ficar abaixo dos 4 m após ter ultrapassado 6,50 m em Rio Branco

Publicado

em

Na última sexta-feira (20), o Rio Acre atingiu os 6,52 metros depois de, cinco dias antes (15/5), ter atingido os 3,24 metros, a cota de estiagem mais baixa dos últimos 7 anos, segundo os dados divulgados pela Coordenadoria de Defesa Civil Municipal de Rio Branco (COMDEC).

Nesta segunda-feira (23), o manancial voltou a ficar abaixo da casa dos 5 metros – precisamente 4,96 metros na medição das 6 horas da manhã. A razão do “sobe e desce” foram as chuvas acima de 50mm, ocorridas no início da semana no curso do rio, como consequência da onda polar que chegou à região.

De acordo com o tenente-coronel Falcão, coordenador da Defesa Civil Municipal de Rio Branco, as chuvas que provocaram a elevação repentina do rio aconteceram fora do município de Rio Branco. Segundo ele, esse fenômeno foi um ponto fora da curva.

O coordenador da Defesa Civil Municipal também chamou a atenção para o cenário fora do rio, que continua o mesmo, com relação à situação de seca e, inclusive, com início de queimadas tanto urbanas quanto rurais. Na zona rural constatamos essa situação, com poços e represas secando.

“Tivemos essa anomalia, com aumento do nível do rio. Essa água veio como onda chegando aqui na nossa região já quase no fim de semana, o que consideramos, digamos, um ponto fora da curva. Porém o cenário não se alterou, não aconteceu nada fora do rio, continuamos com o clima muito seco, com risco muito alto de fogo”.

Nos municípios de Assis Brasil, Brasiléia e Xapuri o nível do Rio Acre está abaixo dos 3 metros nesta segunda-feira (23), de acordo com os dados da plataforma da Agência Nacional de Águas (ANA). Nas duas primeiras cidades, o rio está em Alerta Máximo de estiagem.

Sobre a previsão de chuvas para o período de 23 a 39 de maio, o prognóstico do NCEP-GFS/USA* é de um volume acumulado na semana de 5 mm até 50 mm para todo o estado, com indicativo de anomalia negativa, onde as chuvas deverão ficar abaixo do esperado para o período.

Dado extraído do Boletim Hidrometeorológico da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Políticas Indígenas (Semapi).

Continuar lendo

Acre 01

Alan Rick diz que escolha de Gladson consolida trabalho e espera que seu nome agregue mais

Publicado

em

O deputado federal Alan Rick (União Brasil) falou ao ac24horas sobre seu nome ter sido citado pelo governador Gladson Cameli como o escolhido para disputa da vaga ao Senado da República.

Alan disse que a escolha é fruto do trabalho que vem fazendo ao longo dos dois mandatos de deputado federal. “Eu fiquei muito feliz com a declaração dada pelo Gladson. Isso consolida um trabalho que temos feito e que, graças a Deus, pontua muito bem nas pesquisas. Ao longo dos últimos meses meu nome tem pontuado muito bem e espero que até as convenções possamos apenas consolidar essa chapa majoritária com o nome do nosso governador à reeleição e o nosso nome para essa vaga ao senado”, disse Alan.

Conhecedor de todo o desgastante processo até que Gladson anunciasse seu nome, Alan Rick faz questão de afirmar que espera que seu nome agregue e deixa claro a necessidade do apoio de todos. “Mas é claro que nós precisamos agregar, precisamos muito do Senador Márcio Bittar que é fundamental nesse processo, é presidente do União Brasil, foi relator do orçamento e colocou muito recurso no estado e é um parlamentar muito respeitado em Brasília.

Alan Rick falou ainda da senadora Mailza (Progressistas) e lembrou da reunião do ano passado quando foi pactuado que o melhor nas pesquisas seria o nome escolhido para a candidatura ao Senado. “Da mesma forma é a Senadora Mailza, tivemos uma reunião no ano passado e nós pactuamos que quem estivesse melhor nas pesquisas seria o candidato. A Maílza é honesta e atuante e eu preciso do apoio da Mailza e o Acre precisa dela. Mailza precisa ter o mandato também. Acho que o Progressistas precisa ser pacificado. O momento é de ter humildade para ajudar o Acre”, explicou Alan.

Continuar lendo

Acre 01

Promotor diz que “Caso Jonhliane” é simbólico e que decisão da justiça foi a esperada pelo MP

Publicado

em

O promotor de justiça Efrain Henrique Mendoza Mendivil Filho, que esteve à frente da acusação na ação penal que resultou na condenação dos dois acusados da morte de Jonhliane Paiva de Souza, Ícaro Pinto e Alan Araújo, cuja sessão foi encerrada na última quinta-feira (19), afirmou que o resultado ocorreu dentro do que o Ministério Público esperava.

Para ele, a condenação se deu conforme a pronúncia, ou seja, para o acusado Ícaro as acusações de homicídio simples, de não ter prestado socorro à vítima e de embriaguez ao volante, e para o réu Alan a acusação única de homicídio simples, tendo os jurados aceitado a tese que o MP defendeu, conforme as provas existentes nos autos.

“Para mim o resultado foi bastante justo, pois tudo o que constava na pronúncia foi recebido pelos jurados, então eles foram condenados pelo que constava na pronúncia. Sendo assim, houve o sucesso do MP pelo acatamento da sua tese pelos jurados, e por isso a gente parabeniza não o nosso trabalho, mas à sociedade”, disse o representante do Ministério Público.

Quanto a um questionamento relacionado à possibilidade de as penas terem sido consideradas baixas, o promotor disse que nos crimes de trânsito a doutrina, a jurisprudência não entende que as qualificadoras são aplicáveis, o que faz com que as penas sejam realmente baixas, mas em respeito à legislação vigente, que prevê para o caso a denúncia por homicídio simples.

“Assim, a pena é de fato baixa, pois começa de seis anos indo até vinte e a tendência é sempre se partir da pena mínima e fazendo a individualização, considerando as circunstâncias do crime é que se vai aumentando até atingir as penas que foram aplicadas a cada um dos acusados. Então, de fato, a pena se torna baixa, mas é em respeito à legislação vigente”, ressaltou.

Efrain enfatizou que o MP está satisfeito com a decisão dos jurados e também disse que mesmo que ocorram recursos tanto da defesa quanto da acusação, não acredita na anulação do julgamento, caso haja apelação para isso, e que talvez tenha sucesso a reforma da pena que mesmo assim não vai aumentar muito nem diminuir muito”, acrescentou.

Por fim, o promotor considerou que o caso Jonhliane é simbólico, pois não acredita que não se tenha notícia de outro crime resultante de um racha no Acre. Para ele, a decisão vai abrir precedentes. Quanto a terem ficado presos durante todo o tempo da ação penal, o que também não é comum nesse tipo de ocorrência, ele justificou pela gravidade do fato.

“A respeito de quanto tempo eles ficaram presos, isso até me surpreendeu, principalmente quando caíram as qualificadoras. Mas eu entendo que o que preservou a prisão dos dois foi a gravidade do fato, a questão da velocidade que foi empregada, 150km/hora chama a atenção, no ponto da batida 155 km/h. Foi por isso que eles ficaram presos”, concluiu.

As condenações

Alan Araújo, que tinha 20 anos à época dos fatos, foi condenado por homicídio simples, cuja pena vai de 6 a 20 anos de reclusão. Na dosimetria, o juiz Alesson Braz fixou a pena-base de 9 anos e 6 meses de reclusão. Em razão de o réu ser menor de 21 anos, como é previsto em lei, o magistrado atenuou a pena em 1/6, tornando-a definitiva em 7 anos e 1 mês de reclusão em regime semiaberto.

Ícaro também foi condenado por homicídio simples. Para ele, a pena-base para o crime de homicídio foi fixada em 13 anos de reclusão. Em razão de ter confessado o crime, ele foi beneficiado com a redução de 1/6 da pena, que se tornou definitiva em 10 anos e 10 meses de reclusão em regime fechado.

Ícaro também foi sentenciado às penas de 6 meses e 22 dias de detenção por deixar de prestar socorro à vítima (crime previsto no artigo 304 do Código de Trânsito Brasileiro) e de 11 meses e 15 dias de detenção por embriaguez ao volante (crime previsto no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro). Ele também teve negado o direito de recorrer em liberdade.

Os dois réus também foram sentenciados a indenizar a mãe da vítima, Raimunda Salony, por danos morais em R$ 150 mil (R$ 100 mil para Ícaro e R$ 50 mil para Alan), além de pagar pensão mensal, a título de reparação material, correspondente a 2/3 do salário-mínimo vigente à época dos fatos divididos tal qual nos danos morais.

O acusado Ícaro Pinto vai pagar, a título de pensionamento, o importe de R$ 977,77 – equivalente a 88,88 % do salário-mínimo vigente à época dos fatos e o acusado Alan Araújo quantia de R$ 488,88 – que representa o valor de 44,44% do salário-mínimo vigente à época dos fatos. O prazo é até a data em que a vítima completaria 76,8 anos ou até o falecimento da beneficiária.

Continuar lendo

Acre 01

Defesa de Alan Araújo diz que recorrerá da sentença para tirar dele “pecha de assassino”

Publicado

em

Foto: Cedida

Um dia depois do encerramento do julgamento dos acusados pela morte de Jonhliane Paiva de Souza, um dos mais longos e de maior repercussão em mais de dez anos no Acre, os advogados de defesa de um dos condenados na ação penal, Alan Araújo de Lima, se manifestou a respeito da decisão dos jurados, alcançada no terceiro dia de trabalhos.

Helane Christina da Rocha Silva e Carlos Venícius Ferreira Ribeiro Júnior encaminharam uma breve nota ao ac24horas na qual dizem que respeitam a soberania do júri e as decisões do Judiciário, mas que discordam da pena aplicada ao seu cliente por entenderem que ele não é um assassino e que recorrerão da sentença para que a própria Justiça tire dele essa “pecha”.

“A defesa de Alan respeita a soberania do júri e principalmente as decisões proferidas pelo Poder Judiciário, porém, não concorda com ela. Alan não é um assassino. Por isso vamos apresentar os recursos devidos sabendo que somente o judiciário pode tirar essa pecha de assassino dele”, disseram os dois advogados na manifestação enviada à reportagem.

Alan Araújo, que tinha 20 anos à época dos fatos, foi condenado por homicídio simples, cuja pena vai de 6 a 20 anos de reclusão. Na dosimetria, o juiz Alesson Braz fixou a pena-base de 9 anos e 6 meses de reclusão. Em razão de o réu ser menor de 21 anos, como é previsto em lei, o magistrado atenuou a pena em 1/6, tornando-a definitiva em 7 anos e 1 mês de reclusão em regime semiaberto.

Ícaro também foi condenado por homicídio simples. Para ele, a pena-base para o crime de homicídio foi fixada em 13 anos de reclusão. Em razão de ter confessado o crime, ele foi beneficiado com a redução de 1/6 da pena, que se tornou definitiva em 10 anos e 10 meses de reclusão em regime fechado.

Ícaro também foi sentenciado às penas de 6 meses e 22 dias de detenção por deixar de prestar socorro à vítima (crime previsto no artigo 304 do Código de Trânsito Brasileiro) e de 11 meses e 15 dias de detenção por embriaguez ao volante (crime previsto no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro). Ele também teve negado o direito de recorrer em liberdade.

Os dois réus também foram sentenciados a indenizar a mãe da vítima, Raimunda Salony, por danos morais em R$ 150 mil (R$ 100 mil para Ícaro e R$ 50 mil para Alan), além de pagar pensão mensal, a título de reparação material, correspondente a 2/3 do salário-mínimo vigente à época dos fatos divididos tal qual nos danos morais.

O acusado Ícaro Pinto vai pagar, a título de pensionamento, o importe de R$ 977,77 – equivalente a 88,88 % do salário-mínimo vigente à época dos fatos e o acusado Alan Araújo quantia de R$ 488,88 – que representa o valor de 44,44% do salário-mínimo vigente à época dos fatos. O prazo é até a data em que a vítima completaria 76,8 anos ou até o falecimento da beneficiária.

A reportagem não conseguiu contato com os advogados de Ícaro.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!