Conecte-se agora

Mâncio Lima reduz em 80% os casos de malária do tipo falciparum

Publicado

em

A partir de várias ações, a prefeitura de Mâncio Lima consegui reduzir em 80% os casos de malária do tipo falciparum este ano com relação à abril de 2021. Este mês dos 80 casos de malária detectados no município, apenas quatro são deste tipo, que é a mais letal.

Os dados são animadores com relação à doença de um modo geral e os números são os menores dos últimos 15 anos. Em 2017 a média mensal de casos de malária era de 800 e, em 2020, a média mensal no mesmo período ficou em torno de 200.

O número de casos segue em baixa graças ao trabalho constante da equipe de Vigilância Epidemiológica com a identificação e eliminação de criadouros, limpeza e manutenção dos corpos d’água, diagnóstico precoce, acompanhamento dos pacientes, orientação e educação.

“O controle da malária se resume no diagnóstico e tratamento imediato e adequado. As demais ações, como a distribuição do cortinado, entrega da medicação, o tratamento feito de maneira correta e o acompanhamento, é uma complementação para termos o controle desta doença. A malária não vai acabar por ser uma doença tipicamente da região amazônica, contudo, o uso do cortinado, cuidados com os horários de pico, eliminação dos focos de reprodução do mosquito, orientação dos agentes, é a garantia do controle desta doença”, destacou Francisco Melo, Gerente de Endemias.

A maior parte dos casos de malária em Mâncio Lima, está concentrada na zona rural com destaque para as comunidade Pentecostes e Belo Monte.

A secretária Municipal de Saúde, Joice Gonçalves, diz que o empenho das equipes é fundamental para a redução de casos de malária em Mâncio Lima.

” Já vivemos cenários críticos em que chegamos a ter 1.200 casos mensais e, chegar com o número de 80 casos é motivo de comemoração. Tudo isso só é possível graças ao trabalho incansável da equipe de endemias desde o Gerente Melo a toda sua equipe que tem feito um trabalho de bloqueio com a detecção de casos, acompanhamento e orientação. Essas ações têm sido fundamental para termos os números atuais”, destacou.

A aposentada Rosa Rodrigues Ramos de Lima tem 102 anos de idade, por muito tempo morou na Comunidade São Domingos e, nunca havia sido contaminada pelo mosquito transmissor da malária. Mas no dia 11 de abril foi diagnosticada com o Plasmodium Vivax. Tão logo a Secretaria de Saúde identificou o caso deu início ao tratamento e acompanhamento da paciente.

Marieta Ramos, filha da aposentada diz que a assistência recebida por parte da secretaria de Saúde de Mâncio Lima faz toda a diferença para a cura da anciã.

“É a primeira vez que ela pega a doença e pela idade exige uma atenção especial que não faltou até hoje. Mamãe teve reações fortes nos primeiros dias, porém, com a medicação certa e no horário indicado hoje ela já está bem, se alimentando e conversando. Os agentes tem estado presentes, o médico vem sempre que solicitado e isso é fundamental para que ela esteja bem e se recuperando muito rápido”, contou.

A malária é uma doença infecciosa febril aguda transmitida pela picada da fêmea do mosquito Anopheles, infectada pelo microrganismo Plasmodium.

A malária e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS

Uma das metas da Organização das Nações Unidas Nações Unidas até 2030, é acabar com as epidemias de AIDS, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, e combater a hepatite, doenças transmitidas pela água, e outras doenças transmissíveis. Essa meta é parte da Agenda 2030 e do ODS 3, Boa Saúde e Bem Estar, assegurando uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Na rede

Cai o número de novos casos de Covid-19 em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Caiu de 79 para 50 os novos casos diários de Covid -19 de terça para quarta-feira, 10, em Cruzeiro do Sul. Mas 10 pessoas seguem internadas com a doença na clínica médica do Hospital do Juruá. Não há ninguém na Unidade de Terapia Intensiva- UTI e a última morte causada pela Covid-19 foi em abril deste ano.

A prefeitura de Cruzeiro do Sul segue vacinando crianças a partir de 3 anos e adultos a partir de 18 contra a Covid-19. As crianças estão sendo imunizadas nas escolas e os adultos, a partir de 18 anos, podem buscar as Unidades de Saúde para a vacinação.

Continuar lendo

Na rede

Inscrições para a cavalgada da ExpoJuruá 2022 já estão abertas

Publicado

em

Já estão abertas no Sindicato Rural e Senar, que funcionam no mesmo prédio da Associação Comercial de Cruzeiro do Sul, as inscrições para quem quiser participar da Cavalgada da ExpoJuruá 2022 em cavalos, quadriciclos e comitivas.

Ao contrário de Rio Branco, em Cruzeiro, a cavalgada da ExpoJuruá não abre o evento e será realizada no último dia da festa em 4 de setembro, um domingo.

A saída da cavalgada está marcada para as 9 horas da manhã próximo ao antigo primeiro portal da Avenida Mâncio Lima. E a chegada será no local do evento, no Estádio Arena do Juruá.

Para quem for a cavalo é necessário apresentar cópia da Carteira de Identidade do responsável pelo animal, carteira de Vacinação influenza, Guia de transparente – GTA e exames de Anemia infecciosa Equina e de mormo. Quem vai de comitiva deverá apresentar Cópia da Carteira de Identidade do representante legal da comitiva, memorial descrito da estrutura física da comitiva, certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros, que deve ser solicitada com 72h de antecedência no Corpo de Bombeiros ou na OCA.

Quem vai de quadriciclo deve levar para a inscrição, cópia da Carteira de Identidade do condutor e/ou do proprietário do veículo.

ExpoJuruá 2022

A ExpoJuruá será realizada de 1 a 4 de setembro e uma área do Estádio Arena do Juruá, na AC-405 em Cruzeiro do Sul.

As inscrições de expositores da área da indústria, Agro, serviços e comércio em geral, serão feitas na Associação Comercial. O evento contará também com dois dias de rodeio.

Continuar lendo

Na rede

Beatriz Cameli e Maria das Vitórias colocam amizade de 40 anos acima da disputa política

Publicado

em

Em época de eleição são comuns as brigas de amigos e familiares em grupos de redes sociais e há casos em que amizades são encerradas devido à política. Já em Cruzeiro do Sul, a amizade de 40 anos entre duas mulheres resiste às adversidades partidárias.

A ex-primeira-dama de Cruzeiro do Sul e do Acre, Beatriz Cameli, tia do governador Gladson Cameli, é a melhor amiga da senadora Maria das Vitórias, mãe de Tota Filho, vice na chapa de Petecão na disputa pelo governo do Acre.

Beatriz esteve na posse de Vitória em Brasília, quando a então suplente assumiu a vaga de Petecão e é vista em constante companhia da senadora em eventos no Acre. Mas afirma que o apoio dela é para a reeleição do sobrinho Gladson Cameli, a quem também acompanha em eventos.

A empresária diz que é amiga de Maria das Vitórias há cerca de 40 anos, quando as duas chegaram ao Vale do Juruá – ela vinda do Peru e a senadora do Estado do Rio Grande do Norte – estarem em lados opostos políticos (mais uma vez ) não será motivo de acabar com a proximidade.

Beatriz lembra, inclusive, que o próprio Gladson não vê adversários políticos como inimigos.

“Algumas vezes já se manifestou o governador Gladson de que ele não vê como inimigos os candidatos e sim adversários. E o saudoso Ulysses Guimarães dizia que não eram as pessoas que entravam em conflito, que eram as ideias ou opiniões diferentes que entram em conflito por defender objetivos que irão convencer a seus eleitores a votarem neles para mostrar alternativas para um bom governo, com muita vontade de mostrar honestidade e vontade de trabalhar, servir ao povo tão necessitado de saúde, bem-estar, trabalho e moradia”, disse ela.

Beatriz Cameli, também conhecida por Beth, é viúva do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul e ex-governador do Acre, Orleir Cameli. Maria das Vitórias é viúva do ex-prefeito ( biônico) de Cruzeiro do Sul e ex-deputado federal João Tota. Sem afirmar que se referia às duas, Bete lembra de dois políticos da região, que se tornaram inimigos, mas as esposas seguiram a amizade.

“Em outras campanhas políticas, em anos passados da nossa região, vi casos de dois maridos políticos que romperam relações nessas épocas e ficaram inimigos por muito tempo, mas as esposas continuaram amigas. Resumindo, acho que não terei problema nenhum com relação à minha amizade sincera de longas datas com a amiga Maria das Vitórias”, concluiu Beatriz Cameli.

Continuar lendo

Na rede

Cutelaria pega fogo em Cruzeiro do Sul e dono chora ao pedir ajuda para retomar atividade

Publicado

em

Por causa de um curto-circuito na fiação, a oficina de confecção de facas-cutelaria de Cleiton das Neves pegou fogo na madrugada desta quarta-feira (10) no bairro da Cohab, em Cruzeiro do Sul. No local estavam também o carro, a moto e uma bicicleta da família, bem como todas as ferramentas da cutelaria.

“Acordei de madrugada com o estalado e os vizinhos chamando e tudo já estava pegando fogo. Agora não sei o que fazer pra continuar trabalhando porque todas as ferramentas como furadeira de bancada e lixadeira de cinta estavam aí, mas Deus vai dar uma direção. Peço ajuda de quem puder, aqui no bairro da Cohab em Cruzeiro do Sul na cutelaria do irmão Cleiton”, pede ele relatando que a confecção e venda de facas é a única fonte de renda da família e que a esposa acaba de passar por uma cirurgia.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!