Menu

Pesquisar
Close this search box.

Mototaxista assassinado havia feito pedido à esposa para ser enterrado ao lado da mãe

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O mototaxista Alderlan da Silva Lima, de 31 anos, que era natural da Brasiléia, estava pressentindo que ser assassinado. Prova disso é que na última vez em que falou com sua companheira, ele pediu para que esta o sepultasse ao lado de sua mãe, no cemitério de sua cidade natal.


A confirmação foi feita na manhã desta segunda-feira, 25, pela viúva Maria José do Nascimento, enquanto aguardava a liberação do cadáver que estava sendo autopsiado no Instituto Médico Legal. Alderlan foi executado nesta madrugada com um tiro na cabeça após pegar um passageiro.


“Ele foi atraído para o local da execução por uma pessoa que ele conhecia, que por pelo menos três vezes ligou para que fosse fazer uma corrida. Meu marido estava desconfiado e pressentindo que algo de ruim iria acontecer”, comentou a mulher.

Anúncios



Segundo Maria José, na noite deste domingo (24), o mototaxista estava em casa quando recebeu três ligações de uma pessoa pedindo para fazer uma corrida. Nas duas primeiras ele recusou, mas na terceira, diante da oferta de R$, aceitou.


“Foi a última vez que o vi com vida”, lamenta a viúva.


Em conversa com a polícia, Maria José disse que nos últimos dias Aldelan vinha com uma conversa estranha a pedindo por diversas vezes para que o sepultasse ao lado de sua mãe, no cemitério de Brasiléia.


“Ele não me disse, porém tenho certeza de que estava sendo ameaçado”, disse Maria ao finalizar.


Investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa DHPP), já tem em mãos o nome de um possível suspeito de ter matado o mototaxista.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido