Conecte-se agora

Magoado com velhos aliados, Manoel Machado canta, toca e desabafa no Bar do Vaz

Publicado

em

O velho Mané está de volta. É isso mesmo: o ex-deputado Manoel Machado está anunciando a sua pré-candidatura ao cargo de deputado estadual pelo Partido Solidariedade. Aos 79 anos e dono de um bom humor invejável, Machado é um dos políticos mais tradicionais e folclóricos do Acre. Para quem já foi vereador por Tarauacá uma vez, cinco vezes eleito deputado estadual pelo MDB e até governador interino, Machado diz que nunca acumulou fortuna e que hoje vive de uma aposentadoria de servidor público, muito embora tenha tentado incorporar uma aposentadoria de governador, o que foi negada pelo Superior Tribunal de Justiça.

De vida simples e lamentando a ausência de “amigos” do poder, hoje o “antigo boêmio” cuida da esposa acamada. “O Flaviano hoje não me dá nem bom dia. Quando foi governador a primeira coisa que ele fez foi colocar um cara no Incra que mandou me tomar uma colônia que eu tinha”.

Num bate papo no Bar do Vaz, ocorrido na quarta-feira, 20, Machado contou ao jornalista Roberto Vaz que “apesar de tudo, é um homem feliz”. E para provar, tocou e cantou velhas canções dos tempos de farras.

Vale a pena conferir a entrevista:

video

Bar do Vaz

Jéssica Sales conta detalhes da luta contra o câncer e como pretende trabalhar nas eleições 2022

Publicado

em

Não tem como esconder: a deputada Jéssica Sales é osso duro de roer e vai dar muitas dores de cabeça aos concorrentes à única vaga ao senado no Acre, nas eleições deste ano. Apesar do momento delicado que vive devido ao tratamento de câncer de mama ao qual se submete, ela demostra uma alegria fora do comum e garante que preparou com sua equipe médica um plano para estar firme e forte no período eleitoral, quando pretende visitar cada pedacinho do estado em busca de apoio e voto.

Numa entrevista de 38 minutos ao jornalista Roberto Vaz, no Bar do Vaz, ocorrida na quarta-feira, 6, Jéssica fala de como está enfrentando a doença, dos desencontros políticos com o governador Gladson Cameli e da parceria que passou a formar com a deputada federal Mara Rocha, que migrou para o MDB se colocando como pré-candidata ao governo.

Ao final da entrevista, uma certeza: Jéssica tem foco, força e fé. Assista o bate-papo na integra:

video

Continuar lendo

Bar do Vaz

Paulão, o zagueiro carioca que adotou o Acre e se tornou um dos grandes nomes do futebol amador

Publicado

em

Ele chegou em janeiro de 1976 vindo do Rio de Janeiro e se tornou um dos maiores zagueiros da história do futebol amador do Acre.

Paulo Roberto Modesto Cunha, conhecido nos campos de futebol como Paulão, foi um craque que vestiu as camisas de Juventus, Independência e Atlético, três dos times mais tradicionais do Acre.

Aos 66 anos, Paulão não se afastou do futebol e hoje possui uma tradicional escolinha de futebol para crianças e jovens, onde é feito um bonito trabalho social que precisa de ajuda.

Convidado do Bar do Vaz, o carioca relembrou as histórias dos tempos gloriosos do nosso futebol, contou como foi o choque de realidade ao mudar do Rio de Janeiro para o Acre de 40 anos atrás e revelou que nunca foi reserva em nenhum dos clubes onde jogou.

Assista a entrevista na íntegra:

video
Continuar lendo

Bar do Vaz

Deputado Jenilson, o médico que sobe os rios do Acre: “A saúde piorou nos últimos anos”

Publicado

em

O deputado estadual e médico infectologista acreano Jenilson Leite (PSB) é o convidado do programa Bar do Vaz desta sexta-feira, 11, no ac24horas. Ao jornalista Roberto Vaz, o parlamentar que já se colocou como pré-candidato ao governo, contou sobre suas inúmeras viagens ao interior do Acre e subidas de rio em busca de levar saúde aos moradores de comunidades mais remotas. Além de conversar sobre seu trabalho nos últimos anos e sua expectativa para 2022, Leite comentou o que tem observado sobre a atual gestão do governo estadual, principalmente no quesito saúde, sua especialidade.

Para Jenilson, o governo atual tem sido tímido nas ações com relação à saúde. “Não houve uma grande novidade. Tivemos uma pandemia e o governo atuou de uma maneira ponderada, por ser a favor da vacina, que já significou muito nessa conjuntura. Mas as mudanças no sistema de saúde não vimos muito”, declara.

Questionado, o deputado não teve dúvidas e respondeu que a saúde no estado está pior que nos 4 anos atrás. “Nos últimos anos começamos a ter problemas que já havíamos superado, que é a falta de médico no interior. Já tínhamos passado essa página”, comenta.

Para ele, o governo precisa se preocupar com essa questão. “Os recursos também estão sendo mal direcionados, o sistema está mal organizado, precisamos criar um referenciamento melhor. Está faltando planejamento de governo”. O parlamentar destacou que o governo passou a maior parte do tempo demitindo e colocando secretário na pasta da saúde, o que indica uma situação ruim. “Gladson patinou muito nos últimos 3 anos”, aponta.

Assista a entrevista ao vivo:

video
Continuar lendo

Acre 01

Ícone da crônica esportiva no Acre, Manoel Façanha conta trajetória e destaque nacional

Façanha é dono de um grande acervo fotográfico com boa parte da história esportiva acreana

Publicado

em

O historiador, jornalista, bancário, fotógrafo e cronista esportivo Manoel Façanha é o convidado do programa Bar do Vaz desta semana. Apesar de estar deixando a Associação dos Cronistas Esportivos do Acre, continua na ativa acompanhando boa parte da história do esporte no estado e fora dele também.

Aos 51 anos, Manoel Façanha continua se dedicando a essa área que tanto gosta. Está prestes a completar 26 anos de carreira. Nesse período, escreveu livros, atuou na imprensa, participou de encontros e congressos e se tornou conhecido no campo do esporte, principalmente do futebol, que sempre acompanhou com maior destaque.

“Comecei a escutar jogo de futebol no rádio da minha mãe no ano de 1978, quando tinha 7 anos”, contou ao jornalista Roberto Vaz. Mesmo sem querer, virou jornalista. Para ele, a crônica tem no esporte uma importante ferramenta no processo de mudança e movimentação na sociedade.

Ele viveu a crônica esportiva como pouco. Antes de formar uma família, dedicava 100% de seu tempo ao esporte. No início trabalhava pela necessidade, mas hoje atua mais pelo prazer. “Vivenciava o esporte de domingo a domingo, manhã, tarde e noite”.

Durante a entrevista, chegou a se emocionar ao falar de sua trajetória profissional. “A crônica esportiva do Acre busca ser profissional o máximo possível, o que dificulta é o fator econômico, mas segue na labuta em busca de informação, de fazer o melhor, de buscar o torcedor para a arquibancada, o empresário e o poder público para investir no esporte”.

Façanha acredita que o cronista esportivo é o grande conselheiro dos dirigentes esportivos, dos clubes, fazendo um elo importante ao buscar fazer a crítica no sentido de melhorar.

Assista a entrevista:

video
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!