Conecte-se agora

Acre é contemplado com apenas um profissional do novo programa Médicos pelo Brasil

Publicado

em

O governo federal oficializou nesta semana a contratação dos primeiros profissionais do programa Médicos pelo Brasil, que foi anunciado em 2019 e substituirá o Mais Médicos, lançado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

A iniciativa visa ampliar o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), nos municípios mais vulneráveis. No entanto, o estado do Acre foi contemplado com a menor fatia dos primeiros 529 aprovados já foram convocados.

De acordo com o Ministério da Saúde, até o fim de abril, outros 1.400 candidatos aprovados serão convocados. Os profissionais devem apresentar a documentação necessária, sendo obrigatório o registro no CRM (Conselho Federal de Medicina).

O que muda com a transição

De acordo com a pasta, uma das principais diferenças entre os dois programas está na estruturação. Enquanto o Mais Médicos era uma atuação conjunta entre os ministérios da Saúde e da Educação, o Médicos pelo Brasil é uma iniciativa apenas da Saúde.

O programa foi lançado em 2019 com o objetivo de estruturar a carreira médica federal para locais com dificuldade de provimento e alta vulnerabilidade. Já o Mais Médicos tinha o objetivo de atender regiões do país com baixa cobertura médica.

Agora, no entanto, segundo o governo de Bolsonaro, o programa Médicos pelo Brasil prevê a autorização para atuação apenas mediante a aprovação no exame Revalida, que valida o diploma obtido em outro país.

Médicos pelo Brasil

O primeiro edital do programa Médicos pelo Brasil foi publicado no último dia de 2021 e teve 16.357 médicos inscritos, segundo o ministério. Dos candidatos que compareceram às provas, foram aprovados 8.518 para as 4.652 vagas disponibilizadas inicialmente.

O programa contempla 1.911 municípios brasileiros, além de 26 Distritos Sanitários Indígenas integrantes de 114 macrorregiões de saúde das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste.

Para preencher as outras vagas, a pasta informa que os convocados serão chamados ao longo do ano de 2022, considerando a disponibilidade de vagas indicadas pelos gestores municipais de saúde e pelo Ministério da Saúde.

Confira a quantidade de médicos que cada estado deve receber na primeira leva de contratação:

Acre: 1

Alagoas: 12

Amazonas: 4

Bahia: 68

Ceará: 59

Espírito Santo: 7

Goiás: 25

Maranhão: 15

Minas Gerais: 48

Mato Grosso do Sul: 3

Mato Grosso: 5

Pará: 7

Paraíba: 26

Pernambuco: 34

Piauí: 18

Paraná: 30

Rio de Janeiro: 19

Rio Grande do Norte: 17

Rondônia: 7

Rio Grande do Sul: 33

Santa Catarina: 30

Sergipe: 13

São Paulo: 41

Tocantins: 7

*Com informações da CNN Brasil.

Destaque 3

Friale prevê chegada da mais forte friagem do ano no Acre, a partir desta quinta-feira (18)

Publicado

em

Segundo o portal O Tempo Aqui, do pesquisador meteorológico Davi Friale, o calor continua até a quinta-feira, 18, no Acre, mas a temperatura mudará bruscamente e acentuadamente com a chegada de uma forte onda de frio polar.

A famosa e típica friagem da Amazônia Ocidental, deixará os termômetros oscilando entre 10 e 13ºC, no leste e no sul do Estado.

De acordo com o boletim divulgado nesta segunda-feira, 15, o fenômeno poderá ser o mais forte do ano, até o momento. Tudo isso após a capital registrar calor recorde, com 35,5°C, no último domingo, 14.

“Alertamos para a alta probabilidade de ocorrência de temporais entre quinta-feira e sexta-feira, com chuvas fortes, raios e ventos, cujas rajadas poderão passar de 50km/h, em alguns pontos”, informa.

Continuar lendo

Destaque 3

Propaganda eleitoral começa na próxima terça-feira (16) e horário gratuito no rádio e TV dia 26

Publicado

em

O mês de agosto marca o início oficial da campanha eleitoral 2022 e nesta segunda-feira, 15, encerra o prazo para os registros das candidaturas.

Na terça, 16, começa o período de propaganda dos candidatos que disputarão as eleições, a ação acontecerá até 01 de outubro.

Durante a data, também será realizado atos políticos em todo o país como caminhadas, carreatas ou passeatas, distribuição de materiais gráficos, panfletagem, divulgação na internet, comícios, somente nos horários das 08h às 22h, entre outras ações.

Já em 26 de agosto, estreia o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão, que irá até 30 de setembro, para os candidatos que concorrem ao primeiro turno.

No dia do pleito, em 2 de outubro, qualquer propaganda poderá ser caracterizada como crime de boca de urna, com pena de reclusão de até 4 anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa.

Continuar lendo

Destaque 3

Acre é o estado com mais reclamações sobre comparação de preços de combustíveis

Publicado

em

Segundo dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), o Acre é o estado com o maior número de reclamações de consumidores sobre comparação de preços dos combustíveis.

A medida está sendo realizada em relação a lei complementar 194, que alterou as alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis.

No canal de reclamações aberto em julho, os consumidores de todo o país, podem preenche um formulário, colocar o nome do posto, a localização e se o estabelecimento está informando em área visível o preço dos combustíveis cobrado no dia 22 de junho e o preço atual para que os consumidores possam comparar.

Além disso, é possível ainda anexar uma foto do local denunciado e especificar cada valores, na página denuncia-combustivel.mj.gov.br.

O último resultado foi divulgado na quarta-feira, 10 de agosto, destacando o Acre em 1° lugar com 480 registros e o Ceará em 2°, com 179 denúncias. Roraima e Amapá foram os que menos registraram reclamações, com 1 e 3, respectivamente.

Continuar lendo

Destaque 3

Acre já apresenta tendência de queda nas síndromes respiratórias graves, diz Fiocruz

Publicado

em

Divulgado nesta segunda semana de agosto, o novo Boletim InfoGripe, da Fiocruz, mostra que a maioria dos estados do país já apresenta sinal de queda nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

O estudo aponta manutenção de queda em grande parte das unidades federativas do Sudeste, Centro-Oeste e Sul; sinal predominante de interrupção do crescimento com alguns estados já iniciando queda no Nordeste; e manutenção do indícios crescimento no Norte.

Três das 27 capitais apresentam indícios de crescimento na tendência de longo prazo até a SE 31: Belém, Boa Vista e Recife. Nas demais, há predomínio de sinal de queda, com sete capitais apresentando estabilidade nesse indicador.

Em oito dos 27 estados, observa-se ao menos uma macrorregião de saúde com sinal de crescimento na tendência de longo ou curto prazo: Acre, Amazonas e Roraima no Norte; Piauí e Sergipe no Nordeste; Espírito Santo e São Paulo no Sudeste; e Mato Grosso no Centro-Oeste.

A análise mostra queda nas tendência de longo (últimas seis semanas) e curto prazo (últimas três semanas). Nas últimas quatro semanas epidemiológicas, a prevalência entre os casos positivos foi de 1,9% para influenza A; 0,2% para influenza B; 5,9% para vírus sincicial respiratório (VSR); e 79,1% Sars-CoV-2 (Covid-19).

Os dados referentes aos resultados laboratoriais por faixa etária seguem apontando para amplo predomínio do vírus Sars-CoV-2, especialmente na população adulta. No grupo de 0 a 4 anos, o volume de casos associados à Covid-19 se mantém acima do observado para o VSR nas últimas quatro semanas.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!