Conecte-se agora

Operação Héstia: MP denuncia 15 por lavagem de dinheiro e associação criminosa

Publicado

em

Em dezembro do ano passado, as forças de segurança do Acre realizaram a Operação Héstia, cujo objetivo era desarticular uma organização criminosa sediada no estado com ramificações no Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro.

Naquela oportunidade, foram efetuadas várias prisões de envolvidos e apreensões de valores. O grupo usava pessoas de baixa renda como laranjas para esconder o verdadeiro patrimônio ganho com o dinheiro do tráfico de drogas.

Quatro meses depois, 15 pessoas foram denunciadas à justiça pelo Ministério Público e agora serão réus no processo.

De acordo com as investigações feitas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e Polícia Civil, o grupo era liderado por um empresário de Rio Branco e um traficante do Rio de Janeiro. A organização atuava principalmente na lavagem de dinheiro e usando pessoas de baixa renda como laranjas.

Para ter-se uma ideia, uma mulher que tinha trabalhado pela última vez em 1998, e que durante todo esse tempo não tinha uma única renda, aparecia como dona de uma mansão em um bairro de elite na capital. Na casa dela, os policiais encontraram um recibo de compra e venda de R$ 850 mil. Mais tarde, foi comprovado que a casa custou na realidade a bagatela de R$ 1,7 milhão.

Outro caso foi o de um humilde trabalhador, funcionário de um supermercado onde ganhava R$ 1.045,00 e que morava em um prédio de luxo localizado à rua Juvenal Mário, no Centro de João Pessoa, no estado da Paraíba, cujo aluguel era de R$ 1.500,00. Esse cidadão, inclusive, tinha sido preso há pouco tempo com oito quilos de cocaína.

No dia 1º de dezembro de 2021, as forças de segurança em atuação conjunta deflagraram a Operação Héstia, culminando com a prisão de quase todos os membros e a apreensão de grande parte do patrimônio conseguido com a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

Dentre os presos denunciados pelo MP, e que agora são réus, está um cliente do conceituado advogado Jair de Medeiros, que aparece como proprietário de uma grande fazenda com centenas de cabeças de gado.

“Eu não o considero acusado de lavagem de dinheiro, no máximo foi usado como laranja, pelo menos é o que diz o inquérito. Estou tentando colocá-lo em liberdade”, comentou o advogado.

Cotidiano

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 27 milhões neste sábado

Publicado

em

A Mega-Sena sorteia neste sábado, 13, às 20h no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo, o prêmio de R$ 27 milhões para quem acertar as 6 dezenas.

As apostas podem ser feitas até as 19h, no horário de Brasília, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal.

No último concurso, realizado na quarta-feira, 10, ninguém acertou os números sorteados e o prêmio acumulou. A quina teve 47 ganhadores e a quadra, 2.560.

Para fazer uma aposta simples, com 6 dezenas, é cobrado o valor de R$ 4,50. Os jogos da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados.

Continuar lendo

Cotidiano

Previsão aponta tempo quente e ensolarado neste sábado no Acre

Publicado

em

O tempo firme, seco e ensolarado, com noite amena, predomina no Acre neste sábado, 13. Os termômetros marcam a máxima de 35°C na maioria dos municípios.

Não deve chover nas microregioes de Rio Branco, Brasileia e Sena Madureira, o dia tem ventos que sopram entre fracos e calmos. O mesmo ocorre em Cruzeiro do Sul e Tarauacá.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 32 e 34ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Capixaba, Assis Brasil e Santa Rosa do Purus, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC;

– Plácido de Castro e Acrelândia, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC;

– Tarauacá e Feijó, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 33 e 35ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 32 e 34ºC;

– Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Jordão, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 32 e 34ºC.

Continuar lendo

Cotidiano

Crie disponibiliza vacina contra poliomielite neste sábado em Rio Branco

Publicado

em

O Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) vai realizar neste final de semana uma campanha de vacinação contra a poliomielite.

A intenção do centro, que fica na Avenida Getúlio Vargas, no Bosque, na capital acreana, é contribuir para o aumento do percentual de vacinação entre o público alvo que tem como meta atingir 95% das crianças menores de cinco anos. Para se ter uma ideia, no ano passado o percentual no Acre ficou apenas em 35,46%.

Além da imunização contra a poliomielite, estarão disponíveis as outras vacinas disponíveis no calendário da saúde.

A campanha acontece no sábado, 13, e no domingo, 14, das 9 horas da manhã às 15 horas. A equipe de saúde orienta que os pais levem a carteira de vacinação de seus filhos para atualização do esquema vacinal.

Continuar lendo

Cotidiano

1º longa de cinema do Acre estréia na mostra competitiva de Gramado neste domingo

Publicado

em

O filme de ficção Noites Alienígenas que foi produzido no Acre e aborda a vida na Amazônia urbana terá sua première nacional na Mostra Competitiva do Festival de Gramado, com sessão neste domingo, 14. Com produção da Saci Filmes e com distribuição da Vitrine Filme, a pelicula traz no elenco Chico Diaz, Gabriel Knoxx, Adalino, Gleici Damasceno, entre outros.

Dirigido por Sérgio de Carvalho, com parceria de Camilo Cavalcante e Rodolfo Minari, o filme parte de seu livro homônimo, de 2011. Ele retrata o lado urbano de Rio Branco, por meio de uma história de personagens cujas vidas são marcadas pela mudança da rota do tráfico que começa a passar pela região.

“Aquela periferia de Rio Branco já era completamente diferente porque, nesse meio tempo, chegaram as facções do Sudeste do Brasil e a realidade se transformou completamente. O Acre hoje é muito mais violento. A gente começou a viver situações que só nas cidades grandes a gente via, como no Rio e São Paulo”, explica o cineasta.

O diretor também destaca que sua ficção de estreia aborda questões contemporâneas, especialmente aquelas ligadas à Amazônia urbana, da qual se fala pouco, especialmente no cinema. “O filme fala de um Brasil bélico, de um Brasil que se arma, de um Brasil que cada vez mais se torna violento e violência de todos, em todos os sentidos. A violência contra a juventude e a violência contra indígenas”.

Ao contar a história de um menino que se recusa a matar, Sérgio explora um Brasil em transformação. “O filme, de certa maneira reflete esse momento que vivemos. E também trata das questões de identidade, que o Brasil vive hoje, de reafirmação de suas culturas originárias, de seus povos tradicionais. Fala também de uma juventude que está aí nas periferias, sendo resistência a tanta coisa e vítima de tanta coisa ao mesmo tempo, pontua Carvalho ”

Fazer a primeira sessão do filme no país em Gramado é para Sérgio uma honra e uma responsabilidade em representar o estado no Festival. Nascido no Rio, o cineasta está radicado no Acre há quase 20 anos. “É esse marco no audiovisual do estado do Acre, e com a certeza, também, de que ele só está acontecendo por conta de políticas públicas pensadas para descentralização do audiovisual, que possibilitaram que o Norte, a Amazônia, produzisse cada vez mais”, concluiu

Sinopse

Noites Alienígenas aborda o confronto entre cidade e floresta. Onde as duas se encontram, se confundem e se distanciam. Com um toque de realismo mágico ao abordar o universo da cultura periférica de Rio Branco, cidade amazônica. O filme fala de resistência, esperança e juventude.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!