Menu

Pesquisar
Close this search box.

Mulher que degolou marido para se defender de agressão será julgada na próxima semana

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A justiça da capital acreana marcou para o próximo dia 19 de abril o julgamento da dona de casa Rosilda Souza da Silva, de 33 anos, acusada de ter matado o próprio marido, Adriano Magalhães do Nascimento, de 31 anos, degolado com uma facada no pescoço. O crime teria acontecido durante uma bebedeira na residência da família, situada no Conjunto Laélia Alcântara, região do bairro Novo Calafate, em Rio Branco.


A sessão está marcada para iniciar às 8h30min, no plenário da 1ª Vara do Tribunal do Júri. Conforme a denúncia, no dia 20 de setembro de 2020, Rosilda e Alexandre ingeriam bebida alcoólica na casa onde residiam quando no início da noite, já embriagados, iniciaram uma discussão com troca de ofensas.

Anúncios


Ao perceber que seria agredida pelo marido, Rosilda pegou uma faca e ficou segurando a arma branca. Mesmo percebendo que a mulher estava armada, Adriano foi para cima da mesma com o intuito de espancá-la, quando foi surpreendido com uma única facada na garganta.


Socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), morreu quando era medicado na emergência do pronto-socorro. Presa em flagrante, Rosilda foi autuada na Delegacia de Flagrante e recolhida ao presídio. Por força de uma Habeas Corpus, foi colocada em liberdade e agora vai enfrentar o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri. A defesa acredita na absolvição da ré, e vai defender a tese de legítima defesa.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido