Conecte-se agora

Conheça o Neto, trabalhador que teve casa destruída pelo fogo e vive de doações

Publicado

em

O videomaker Kennedy Santos resolveu contar a história do Neto, morador do beco Mangueiral, bairro Boa União, na região da Baixada da Sobral, que teve sua residência consumida pelo fogo no último domingo, 20, em Rio Branco.

Visivelmente emocionado, o morador, que residia no local alugado, conta que é uma ‘situação muito triste’ presenciar as chamas destruindo os bens conquistados ao longo da vida. “Foi 5 minutos e já era toda as partes materiais, porque, graças a Deus, ele nos deixou a vida”, relatou o proprietário do imóvel.

A casa incendiada fica em em meio a outras 8 residências – sendo 4 da mesma família. No dia do acidente, Neto falou que não estava com seus dois filhos – o que evitou a possibilidade de uma tragédia muito maior. Segundo ele, momentos antes, estava em seu vizinho, quando foi avisado do fogo. Diante da situação, todos os momentos da localidade começaram a ajudar a conter as chamas. Clicianne, irmã do morador atingido, disse que Neto perdeu 100% dos bens materiais. “Deus deixou ele vivo porque ele é bom, mas perdeu roupas, cama. Hoje ele está vivendo com doações”, ressaltou.

Neto relembrou que no dia do incêndio, os moradores solicitaram o chamado da equipe do Corpo de Bombeiros, no entanto, os militares não compareceram ao local.

Contudo, o episódio não mexeu apenas com o psicológico do morador, dona Francisca, vizinha de Neto, disse que teve medo do fogo atingir sua residência e também acabar perdendo seus bens. “Eu acho que eu desmaiei, quando vi, já tinha gente perto de mim”, contou.

Neto, após o incidente precisa de ajuda para reconstruir a vida e sua residência e, por essa razão, necessita de doações de madeiras e telhas. Além disso, quem se propuser a ajudar, pode também, doar roupas móveis.

Assista ao vídeo:

video

Destaque 7

Conheça a rotina do maior hospital de urgência e emergência do Acre

Publicado

em

Diariamente, cerca de 25 médicos e 150 enfermeiros e técnicos de enfermagem se revezam para atender a demanda do maior hospital de Urgência e Emergência do Acre.

A unidade, que se chama Hospital de Urgência e Emergência do Acre (Huerb), mas a população chama de Pronto-Socorro, trabalha todos os com a difícil rotina de salvar vidas. O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, passou um dia dentro do PS mostrando o trabalho de médicos, enfermeiros e demais profissionais que atendem e trabalham no local.

O trabalho é em equipe e por atender casos de extrema gravidade, o trabalho é integrado e é preciso que cada um faça sua parte em busca de salvar o paciente. Do primeiro atendimento do paciente pelo SAMU, a chegada da unidade de saúde, segundos preciosos são decisivos para a vida e para a morte.

Veja o vídeo e acompanhe a rotina dos mais de mil servidores que trabalham no PS na capital acreana.

Assista ao vídeo:

video
Continuar lendo

Destaque 7

No Acre, mãe e filho vivem drama de enfrentar o câncer e não ter apoio para tratamento

Publicado

em

O videomaker Kennedy Santos, do ac24horas, conta a história nesta semana dos servidores públicos Francilene Domingos e Kennedy Domingos – mãe e filho, que lutam para tratar um câncer descoberto recentemente.

Dona Francilene disse que dedicou toda sua vida aos pacientes da rede pública que acabou esquecendo da sua própria saúde – momento na qual foi diagnosticada com o câncer. Porém, a matriarca relatou que a pior fase foi descobrir que o filho também adquiriu um problema cancerígeno. “Cuidava tanto das pessoas que esqueci de mim”. Disse.

A servidora ressaltou que pouco tempo depois ela olhou para o filho, Kennedy Domingos e descobriu que ele também tinha a doença, após realização de exames, foi confirmado que Kennedy tinha o mesmo problema da mãe. “Fiquei triste e foi quando eu adoeci. No começo a gente não acredita, mas depois a ficha vai caindo, é difícil se manter firme”.

O militar destacou que o mais difícil, além da doença, é ter que lidar com o descaso na saúde pública. Segundo ele, a demora na marcação da quimioterapia atrapalha o tratamento. “Estou há 2 meses com o tratamento suspenso. Tem me prejudicado porque eu comecei a sentir bastante dores na cabeça e escarrando sangue. Acredito que a doença esteja aumentando”, declarou.

Com isso, o jovem acredita que os primeiros resultados no tratamento não foram satisfatórios e por isso buscou novas alternativas – um imunoterápico, porém, se deparou com o alto preço no mercado. “Através da internet comecei a pesquisar e ouvi falar desse imunoterápico. O médico disse que a medicação poderia surtir efeito. Ele me indicou uma clínica particular para indicar o remédio”, desabafa.

Entretanto, sensível à causa, diversos amigos de Kennedy resolveram criar uma vaquinha virtual com intuito de arrecadar cerca de R$ 200 mil reais. “Custa R$ 19 mil comprando do fornecedor na Europa”, explicou.

Bastante emocionada, a servidora mãe do jovem PM, relatou que não se preocupa tanto na sua saúde, mas sim, na recuperação do filho. “Ele vai conseguir esse dinheiro e vai ficar bom. Quando temos filho nos preocupamos mais com ele”, encerrou.

Assista o vídeo: 

video

RESPOSTA DO GOVERNO APÓS DIVULGAÇÃO DE VÍDEO:

Em resposta ao conteúdo da matéria exibida no ac24horas, onde relata o descaso do serviço público com os pacientes oncológicos. O medicamento Pembrolizumabe 200mg é aprovado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), e incorporado pelo SUS no final de 2020 e incluído no padrão de medicamentos oncológicos da Unidade de Alta complexidade em Oncologia – Unacon em 2021.

A Sesacre não está medindo esforços para fazer a aquisição. Para isso, licitado nos pregões 154/2021 e 230/2021 e não teve sucesso. O item deu fracassado, diante disto, foi feito três processos de compra emergencial. Nos dois primeiros não houve cotação, no final de março de 2022 a Sesacre conseguiu adquirir e ordem de entrega foi emitida. Hoje estamos aguardando o fornecedor fazer a entrega do medicamento.

Kelcinéia Araújo de Souza
Gerente Geral da Unacon

Continuar lendo

Destaque 2

A vida de Francisca, grávida do 11º filho e que há mais de 4 anos espera por uma laqueadura

Publicado

em

Neste dia das mães, 8, o videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, vai mostrar a história de Francisca Rodrigues, moradora do bairro Rosalinda, que tem apenas 39 anos e é mãe de 10 filhos. Aliás, de 11, já que Francisca está grávida de 7 meses.

Apesar de cuidar de todos os filhos, Francisca e o marido sobrevivem com dificuldade, já que são muitas “bocas” para sustentar.
Sem conseguir se adaptar a contraceptivos, Francisca é a prova do quanto é falho o programa de planejamento familiar do SUS, já que há mais de quatro anos, a mãe de 11 luta por uma simples cirurgia de laqueadura.

Assista ao vídeo a seguir e conheça a rotina de Francisca, que apesar de ser mãe de 10, consegue cuidar dos filhos e não abre mão de ser uma dona de casa zelosa manter.

Francisca precisa ainda de ajuda com fraldas, roupas e produtos de higiene para a criança que vai nascer. Assista e veja como ajudar.

video

Continuar lendo

Kennedy Santos

Última entrevista do sambista acreano Da Costa; assista

Publicado

em

Foi lançado neste domingo, 1°, no ac24horas, o documentário “Que Beleza”, produzido pelo videomaker Kennedy Santos, que retrata a história de Da Costa, um cantor acreano, que durante sua trajetória nos anos 70, 80 e 90, gravou discos e fez shows com artistas famosos da época.

O autor do livro da vida do sambista, Écio da Cunha, falou da audácia do cantor que buscou espaço no mundo musical em 1963, o primeiro disco de um morador residindo no Acre.

Além de cantor, Da Costa também exercia a profissão de pedreiro, tendo ajudado a construir alguns dos principais prédios da capital. Em sua última entrevista, Costa destacou que todas suas gravações teve a sua tradicional ‘colher de pedreiro’. O artista revelou que o início da sua carreira ocorreu como calouro da Rádio Difusora acreana.

O filho do artista, Jessé Costa, enalteceu o legado do pai na história acreana e revelou que 50% das grandes obras na capital tiveram a contribuição de Da Costa.

O período de produção do curta-metragem foi de dezembro de 2021 a abril deste ano. As imagens com entrevista do cantor foram gravadas nos anos 2000, quando o cantor, que faleceu em 2005, já apresentava sinais de cansaço e parecia não estar bem de saúde.

Ao falar do documentário, Kennedy ressaltou ser um grande fã de Da Costa. “Fui criado no Seringal e desde 1979 comecei a ter contato com a voz de Da Costa. O edital da Lei de incentivo Aldir Blanc está fazendo justiça, é uma oportunidade incrível que estou aproveitando para deixar na história a obra de um dos artistas mais importantes que Acre teve até agora”, disse Kennedy Santos.

O projeto foi financiado pelo governo do estado, por meio da fundação de cultura do Acre.

Assista ao vídeo:

video
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!