Conecte-se agora

Vídeos mostram cenas de pancadaria em festas noturnas de Xapuri no fim de semana

Publicado

em

Têm se tornado rotineiras as cenas de selvageria em espaços dedicados a festas noturnas em Xapuri. Neste último fim de semana não foi diferente, com o registro de pancadarias em dois dos estabelecimentos mais frequentados da cidade.

Vídeos que circularam na internet mostram cenas de selvageria nas ruas em frente aos locais onde houve som ao vivo nas últimas duas noites. Trata-se de uma série de confusões e tumultos ocorridos tanto na última sexta-feira quanto no sábado.

Em ambos os locais onde ocorreram as brigas deste fim de semana há seguranças particulares contratados, mas os desentendimentos que resultam em pancadarias muitas vezes começam na parte interna desses ambientes e terminam nas ruas.

Há duas semanas, uma pessoa foi ferida no abdômen em uma festa que ocorria em um bar localizado no centro da cidade. Duas pessoas foram presas e depois liberadas após a polícia abrir procedimento para investigar o caso.

Xapuri possui um histórico negativo de brigas em festas noturnas com o registro de vários homicídios cometidos em circunstâncias muito parecidas com as que as imagens mostram. Um dos casos de maior repercussão foi o do pedreiro Almir de Moura Silva.

O trabalhador foi linchado por uma multidão na saída de uma casa noturna no dia 3 de setembro de 2017. Dois anos depois, em 2019, dez acusados foram condenados a penas que somaram 267 anos de reclusão.

Até a noite deste domingo (6), a reportagem não conseguiu confirmar se houve registros de queixa na Delegacia Geral de Xapuri relacionados aos casos de violência registrados neste fim de semana nessas casas noturnas.

Veja o vídeo:

Cotidiano

Cantor Tierry, do hit Cabeça Branca e Rita, abre 26° Festival de Praia de Boca do Acre

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 1, a prefeitura de Boca do Acre confirmou uma das principais atrações para a 26° edição do Festival de Praial da cidade.

O cantor Tierry, com vários sucessos nacional como as músicas “Rita”, “Hackearam-me” e “Cabeça Branca”, deve abrir a primeira noite do evento.

O prefeito do município, Zeca Cruz, falou sobre a novidade.

“Faremos, mais uma vez, um grande evento, com uma grande estrutura para o povo de Boca do Acre. Tenho certeza que será um show pra ficar na história”, abordou.

O festival de Praia vai iniciar dia 27 de agosto e encerra em 11 de setembro, na tradicional Praia do Gado, as margens do rio Purus.

Mais informações sobre a festividade devem ser divulgadas em breve.

Continuar lendo

Cotidiano

Conselho Tutelar vai investigar caso de criança autista que sofreu bullying em escola

Publicado

em

O Conselho Tutelar de Rio Branco afirmou ao ac24horas nesta terça-feira, 1, que vai investigar o caso da criança autista que sofreu bullying na escola Pedro Martinello, localizada no Bairro Montanhês.

O caso se tornou público após a mãe do estudante, Rosângela Souza, fazer um relato na rede social. A direção da escola confirmou pelo menos dois casos onde a criança teria sido vítima de bullying. A primeira foi em sala de aula quando foi xingado por colegas. A outra, no caminho de volta para casa, onde outros estudantes da mesma escola jogaram corretor na cabeça do jovem.

Agora, o Conselho Tutelar informa que o caso está sendo investigado. “Hoje enviamos um documento à escola solicitando um relato do que ocorreu e as medidas que a unidade de ensino vai adotar. Diante do Artigo 5 do Código da Criança e do Adolescente que afirma que nenhuma criança pode passar por situação vexatória, vamos pegar os envolvidos, aplicar as medidas e encaminhar ao Ministério Público e cobrar da Secretaria de Educação que fatos como esse não voltem a ocorrer em nenhuma escola”, explica Ari Oliveira, Conselheiro Tutelar.

Continuar lendo

Cotidiano

Expoacre tem apresentações com artistas locais em palco Alternativo e Cultural do evento

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 1, iniciam os shows especiais programados para a Expoacre 2022. Além das apresentações nacionais, como João Gomes, Tarcísio do Acordeon e Vitor Fernandes, artistas acreanos prometem animar o Palco Alternativo do evento.

Além disso, a festividade tem atrações confirmadas no Palco Cultural, organizado pela Fundação Elias Mansour (FEM). Ao todo, 54 talentos acreanos se apresentarão nos dois ambientes durante toda a feira agropecuária, três por noite em cada espaço.

Veja os artistas que se apresentarão nesta segunda.

Palco Alternativo

– Zeca dos Teclados (21h às 23h);

– Thales e Thiago e Banda (23h à 1h);

– Marquinhos Delano e Banda (1h às 3h).

Palco Cultural

– Camile Castro (20h às 22h);

– Stylo Black (22h às 00h);

– Fire Angel e Banda (00h às 2h).

Continuar lendo

Cotidiano

Familiares e sobreviventes de acidente com van enfrentam fortes sequelas psicológicas

Publicado

em

A direção do hospital Epaminondas Jácome, de Xapuri, informou que várias pessoas com ligação familiar ou de amizade com as vítimas da colisão entre uma van que transportava pacientes ao Hospital de Amor, em Rio Branco, e um caminhão-baú, na quarta-feira (27) da semana passada, receberam atendimento na unidade em razão de abalos de ordem psicológica.

De acordo com informações que o ac24horas levantou junto a familiares e amigos que pediram para não ter seus nomes divulgados, alguns dos sobreviventes apresentaram manifestações graves, possivelmente relacionadas ao transtorno de ansiedade conhecido como estresse pós-traumático, que costuma afetar pessoas que presenciaram eventos dessa natureza.

O enfermeiro Josimar dos Santos, que dirige a unidade hospitalar de Xapuri, afirmou à reportagem que está sendo viabilizado um possível deslocamento de Rio Branco de um profissional médico da área de psicologia para fazer o acompanhamento dos sobreviventes do acidente e de familiares das vítimas fatais que estão profundamente abalados com a tragédia.

“Uma hora ou outra a gente atende aqui na unidade algum familiar, filho, irmão, vizinho ou amigo. E eu acho que, principalmente as pessoas que estavam na van vão precisar de acompanhamento, porque a gente vê o tamanho do estrago que esse acidente causou no psicológico dessas pessoas, foi um prejuízo grande nessa parte, além das mortes”, disse o diretor.

Também é presidente da Associação de Moradores do Bairro Sibéria, comunidade em que viviam quatro das cinco vítimas fatais do acidente, o enfermeiro Josimar dos Santos disse ainda que as famílias das mulheres mortas na tragédia que abalou a cidade receberam auxílio da firma proprietária da van com relação aos custos funerários.

Com relação ao inquérito policial que investiga uma das maiores tragédias da história do município, o delegado titular de Xapuri, Gustavo Neves, informou nesta segunda-feira (1º) que ainda está ouvindo as vítimas e que elas estão fazendo exames de corpo de delito.

“Agora é concluir as oitivas e aguardar o resultado da perícia porque ambos os motoristas disseram que não saíram de suas respectivas faixas de rolamento da via. No momento do acidente, não estava chovendo, era dia e não há buraco na pista e nem relato de que teria havido necessidade de desviar de animal ou pedestre”, disse o delegado.

Ainda na semana passada, a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado do Acre (Ageac) informou que a van não tinha autorização do órgão para atuar nesse tipo de transporte, que tem como exigência o seguro de vida para os passageiros. Ainda segundo a AGEAC, em virtude disso, as famílias das vítimas, principalmente das fatais, não terão direito ao seguro.

O transporte das pacientes a Rio Branco havia sido contratado pelo deputado estadual Antônio Pedro. Ele disse ao ac24horas que custeava esse serviço a pessoas que buscavam atendimento médico na capital há cerca de um ano.

As vítimas do acidente foram: Joana Souza da Silva, de 42 anos; Leonor Leite de Souza, 42 anos; Valdeide Alves da Silva, 38 anos; Maria de Nazaré Cordeiro da Silva, de 68 anos; e Maria Francinete Barbosa de Souza, 50 anos. Todas foram sepultadas em Xapuri em clima de muita comoção.

Tragédia há 10 anos

Essa foi a segunda tragédia coletiva envolvendo moradores da comunidade Sibéria, em Xapuri. Em junho de 2012, o naufrágio de uma catraia matou três pessoas do bairro. O acidente aconteceu por volta das 22h30 de um domingo, quando um grupo de evangélicos retornava de um culto religioso.

A embarcação superlotada afundou depois de bater em uma árvore submersa. O barco transportava cerca de 20 pessoas quando a capacidade seria de apenas 10 passageiros. Na ocasião, morreram Valderi Ângelo dos Santos, 38 anos; Gilberto Alves do Nascimento, 58 anos; e Natanael da Silva de Aragão, 17 anos.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!