Conecte-se agora

Lula afirma que Bolsonaro é o presidente ‘mais subserviente’ ao Congresso

Publicado

em

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira (13) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) é o chefe do executivo “mais subserviente” ao Congresso Nacional da história do país.

Segundo Lula, o governo federal perdeu autonomia na construção do orçamento da União, e “o relator [do Orçamento no Congresso] tem um poder maior que o ministro da Economia”.

O g1 questionou a assessoria do Palácio do Planalto sobre as declarações de Lula, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Lula deu a declaração ao lado da presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (RS), durante o seminário “Resistência, Travessia e Esperança”, evento promovido pelo PT, que reuniu parlamentares do partido e do qual o ex-presidente participou por videoconferência.

“É um presidente que disse que a política velha não ia mandar e que subordinou o seu mandato ao Congresso Nacional. Porque nunca desde a proclamação da República a gente sabe de algum momento na história em que um presidente esteve tão subserviente, esteve tão submisso ao Congresso Nacional. Não ao Congresso como um todo, mas ao Congresso com os partidos que lhe sustentam”, afirmou Lula, que já admitiu ser pré-candidato a presidente na eleição deste ano.

Em seguida, o ex-presidente passou a criticar a forma como o orçamento da União é desenhado. Lula disse que o Executivo perdeu autonomia na confecção do desenho de como o dinheiro público será gasto.

“Até o orçamento da União – que é uma obrigação do governo fazer, mandar a proposta para ser aprovada no Congresso e é obrigação do governo executar – ele nem faz mais orçamento. O orçamento é feito pela Comissão de Orçamento da Câmara, e o relator tem um poder maior que o ministro da Economia. O relator define o que vai ser gasto pelo Executivo e qual é a quantia que vai ser gasta pelo Congresso Nacional”, disse Lula.

O ex-presidente também criticou o chamado “orçamento secreto”, dispositivo no orçamento que permite a liberação de recursos por decisão exclusiva do relator do texto – que destina recursos para de acordo com indicação dos demais parlamentares. Segundo, o que é feito com essa parte dos recursos não é “coisa boa” e apontou falta de transparência.

“Até a relação entre prefeitos e governadores está praticamente deixando de existir porque, quando os prefeitos precisam de alguma coisa, vão direto nos deputados e vice-versa, sem passar pelas instâncias normais”, declarou o ex-presidente.

Cotidiano

Bolsonaro terá aposentadoria de mais de R$ 30 mil por tempo como deputado

Publicado

em

O presidente derrotado Jair Bolsonaro (PL) passará a receber pouco mais de 30 mil reais de aposentadoria correspondente ao período em que foi deputado federal. O ato foi publicado por Arthur Lira (PP), atual presidente da Câmara, nesta sexta-feira 2. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Pelos cálculos publicados por Lira, Bolsonaro receberá 10.972 reais por ter sido deputado. O valor será acrescido ainda de outros 19.293 reais pelo tempo de atuação no Congresso – o ex-capitão foi parlamentar entre 1991 e 2018.

Para justificar os valores concedidos, Lira citou duas leis. A primeira diz que a pensão é concedida por tempo de mandato, tem tempo mínimo de carência e idade mínima de 50 anos. Conforme destaca o ato, Bolsonaro atenderia os três critérios. Já na segunda consta que o parlamentar tem direito a se aposentar – com valores proporcionais – se tiver contribuído por oito anos.

A lei diz ainda que a cada ano com mandato exercido, o deputado terá direito a 1/35 da remuneração, o que justificariam os mais de 19 mil reais – 20/35 – acrescidos ao benefício concedido por Lira a Bolsonaro.

A reportagem ainda cita que, além da aposentadoria concedida nesta sexta, Bolsonaro terá, por ser ex-presidente, outros benefícios, como carros oficiais e seguranças.

Continuar lendo

Cotidiano

Neném Almeida critica fechamento de agência do banco Bradesco em Rio Branco

Publicado

em

O deputado Nenem Almeida fez duras críticas ao banco Bradesco pelo fechamento de uma agência na capital. Com o fechamento da sede localizada na Rua Rui Barbosa, a instituição bancária passa a ter apenas mais uma agência em funcionamento em Rio Branco.

“O Bradesco é o segundo maior banco privado do país, teve um lucro líquido de R$ 19,3 bilhões nos nove primeiros meses deste ano. Entretanto, no mesmo período extinguiu 159 agências o que resultou na demissão de milhares de bancários. Isso é uma afronta!”, disse Almeida.

Ainda de acordo com o parlamentar, Rio Branco chegou a possuir sete agências da instituição bancária. “Rio Branco é a capital de um estado, somos aproximadamente 415 mil habitantes. É preocupante que uma capital possua hoje apenas duas agências do Bradesco para o atendimento físico de quem precisa, Rio Branco passar a possuir apenas uma única agência é inadmissível”, asseverou o deputado.

A redução do número de agências tem um reflexo imediato no atendimento aos usuários, visto aumento das filas e no tempo de atendimento. “O trato do banco com seu quadro de funcionários é lastimável, profissionais que dedicam a vida a instituição estão sendo descartados de maneira covarde. No entanto, a forma com que os clientes do Bradesco passarão a ser tratados com um único ponto de atendimento também causa preocupação. É preciso que haja respeito com a população rio-branquense”, finalizou Neném Almeida.

Continuar lendo

Cotidiano

Sine do Acre oferta 39 vagas de emprego nesta sexta-feira, em Rio Branco

Publicado

em

O Sistema Nacional de Empregos do Acre (Sine), está disponibilizando 39 vagas de emprego para várias áreas em Rio Branco, nesta sexta-feira, 02 de dezembro.

As oportunidades de trabalho são rotativas, ou seja, são divulgadas para o dia, podendo ou não estar mais disponíveis para a data seguinte. O atendimento está sendo feito exclusivamente via telefone, mas presencialmente continua sendo na Organização em Centros de Atendimento (OCA).

Para se candidatar, é necessário que o candidato esteja com o cadastro atualizado. Aqueles que precisam fazer o registro na instituição, devem ter em mãos os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

O cidadão poderá verificar se a vaga ainda está disponível através dos telefones (68) 3224-5094 (68) 3224-1519, (68) 3223-6502 ou (68) 0800 647 8182.

Continuar lendo

Cotidiano

Acre tem sexta-feira com tempo instável, chuvas intensas e temperatura amena

Publicado

em

A chegada de uma fraca onda polar e a incursão de muita umidade do Atlântico deixam o tempo instável, com muitas nuvens e chuvas a qualquer hora, nesta sexta-feira, 02, no Acre.

Deve chover forte e ter raios e ventanias, desde as primeiras horas do dia, em Rio Branco, Brasileia e Sena Madureira. Já em Cruzeiro do Sul e Tarauacá, o tempo será quente, com sol e nuvens e chuvas passageiras.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, com mínimas oscilando entre 20 e 22ºC, e máximas, entre 24 e 26ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Capixaba, Assis Brasil e Santa Rosa do Purus, com mínimas oscilando entre 20 e 22ºC, e máximas, entre 23 e 25ºC;

– Plácido de Castro e Acrelândia, com mínimas oscilando entre 20 e 22ºC, e máximas, entre 24 e 26ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, com mínimas oscilando entre 21 e 23ºC, e máximas, entre 25 e 27ºC;

– Tarauacá e Feijó, com mínimas oscilando entre 21 e 23ºC, e máximas, entre 27 e 29ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, com mínimas oscilando entre 22 e 24ºC, e máximas, entre 29 e 31ºC;

– Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Jordão, com mínimas oscilando entre 21 e 23ºC, e máximas, entre 28 e 30ºC.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.