Conecte-se agora

Estudante empreendedora vence o preconceito e sonha em abrir uma doceria

Jeane Baptista todos os dias sai de porta em porta vendendo seus doces

Publicado

em

O brasileiro tem uma característica comum, a perseverança. Desde pequenos, somos ensinados que é preciso batalhar para conquistar um sonho, seja ele qual for. O sonho da estudante Jeane Baptista, de 28 anos, é abrir uma doceria e esse desejo a acompanha desde a infância. Cursando a graduação em Administração de empresas, ela vê o curso como oportunidade para gerir o seu próprio negócio. “Sou encantada por lojas de doces, acho bonitas e eu gosto de fazer e vender doces, seja na rua, dentro de loja… não tem tempo ruim pra mim”, explica a jovem empreendedora.

Apesar dos obstáculos encontrados na sua jornada, Jeane sai de porta em porta vendendo seus doces para bancar o seu futuro e já comemora a conquista da formatura prevista para esse ano. Para realizar seu sonho, ela aprendeu a administrar uma situação que não deveria existir: o preconceito.

O caminho não está sendo fácil e ela conta que já sofreu preconceito por vender seus doces na rua, mas não deixa a situação lhe desanimar, pois realizar seu sonho é seu maior objetivo. “Muita gente acha que quem está ali vendendo doce na rua está passando fome e já viraram a cara para mim. Mas enquanto muitos pensam e agem assim, eu tenho consciência de que sou uma mulher de visão e estou correndo atrás do meu sonho”, relata.

Morando com as irmãs e a mãe, Jeane acredita que através dos estudos poderá mudar a sua realidade de vida. “O estudo é muito importante para mim, com certeza! Sem o estudo a gente não chega a lugar nenhum. Tem que ter teoria e prática”, avalia.

Alívio no orçamento

Prestes a se formar, Jeane, que está no 8º semestre do curso de Administração na Unopar, acredita que essa bênção foi possível graças à conquista de uma bolsa de estudo, que cobre 60% da mensalidade, lhe permitindo uma economia de R$ 15.375 durante todo o curso.

A sua história sensibilizou a supervisora de atendimento do Educa Mais Brasil, Ludimilla Santos, que conheceu a vendedora de uma maneira inesperada. “Conheci Jeane durante o horário de almoço do meu trabalho. Ela estava vendendo docinhos. Comprei um brigadeiro e dias depois ela retornou para me devolver um valor que havia sido cobrado a mais. Achei muito honesto da sua parte. Conversando com ela, fiquei bastante encantada porque ela disse que vendia os doces pra ajudar pagar a faculdade. Perguntei se ela tinha ajuda de alguma bolsa de estudo. Quando ela me respondeu que tinha a bolsa do Educa Mais Brasil eu fiquei tão feliz e emocionada por saber que a empresa na qual eu trabalho faz grande diferença na vida das pessoas. Só posso dizer que fiquei totalmente satisfeita e realizada por fazer parte da vida e sonhos de tantas pessoas”, relembra Ludimilla.

O empenho diário na venda dos doces atualmente ajuda Jeane com os custos da faculdade. Tanto esforço vai ser celebrado nesse ano, com a família, quando ocorrer a tão esperada formatura. “Eu soube da bolsa de estudo através da minha irmã, que me falou do Educa Mais Brasil e da facilidade de conseguir estudar pagando menos. Escolhi meu curso no site, e dei entrada pra ganhar a bolsa que está me ajudando muito”, comemora Jeane.

“São histórias inspiradoras como essa da Jeane que fazem nosso dia a dia mais feliz e gratificante. Saber que estamos no caminho certo, proporcionando o acesso à educação a milhares de pessoas, ajudando-as a realizarem seus sonhos e construírem um futuro melhor!”, declara a gerente nacional de operações do Educa Mais Brasil, Viviane Torres.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Cotidiano

Policiais apreendem celulares, carregadores e entorpecentes no presídio de Sena

Publicado

em

A Polícia Penal em Sena Madureira apreendeu na manhã desta sexta-feira, 21, sete celulares, dois carregadores, uma bateria e 38 trouxinhas de uma substância aparentando ser maconha na Unidade Penitenciária Evaristo de Morais.

Os seis celulares, os carregadores e a bateria foram encontrados durante a ronda dos policiais pelo lado de dentro do muro do presídio. Já o sétimo celular e o entorpecente apreendidos são fruto de revista de rotina feita nas celas pelos policiais penais de plantão.

Dois presos foram identificados como donos do celular e do entorpecente e foram conduzidos à Delegacia do município. Após retornarem, foram encaminhados ao isolamento preventivo.

No âmbito da unidade, um procedimento administrativo será aberto para apuração dos fatos e aplicação da falta conforme orienta a Lei de Execução Penal.

Continuar lendo

Acre 01

Acre tem 34 pacientes internados com Covid-19, sendo que 9 estão na UTI

Publicado

em

Aumentou o número de pacientes internados com Covid-19 nos hospitais do Acre. De acordo com boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde na tarde desta sexta-feira, 21, são 34 pacientes internados com Covid-19. Desse montante, 9 estão em condições mais graves de saúde e ocupam leitos de UTI.

O local de maior concentração de pacientes é no INTO, onde existem 28 pacientes acomodados em leitos clínicos e outros 8 em leitos de UTI. No Hospital Raimundo Chaar tem apenas um paciente internado. Os demais estão no Hospital Regional de Cruzeiro do Sul, sendo que um deles está na UTI.

Atualmente, o Acre tem 20 leitos de UTI prontos para receber pacientes com Covid-19. O governo do estado já declarou que monitora a pandemia e, em caso necessário, pode ampliar a oferta de mais vagas clínicas e de UTI.

Continuar lendo

Cotidiano

Apenas seis cidades do Acre não tem exames de Covid-19 na fila do Lacen

Publicado

em

Apenas seis dos 22 municípios do Acre não aguardavam resultado de exames de Covid-19 nesta sexta-feira (21). Na fila do Laboratório Central há 344 exames aguardando resultado, sendo que 94 foram enviados pelo município Capixaba.

Não enviaram amostras os municípios de Jordão, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Acre, Porto Acre e Rodrigues Alves.

Segundo a Secretaria de Estado do Saúde não há sinais da variante Ômicron no Acre. A incidência da Covid-19 no Acre é de 10.285,9 casos por 100.000 habitantes. Assis Brasil e Xapuri apresentam as maiores incidências, com 24.568,6 e 15.671,6/100.000 habitantes, respectivamente.

Continuar lendo

Acre 01

Acre tem 223 novos casos de Covid-19 e quase 400 exames na espera de análise

Publicado

em

O estado do Acre confirmou 223 novos casos de infecção por coronavírus nesta sexta-feira, 21 de janeiro. O número de infectados subiu para 92.004 em todo o estado. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), nenhum óbito foi registrado nesta sexta, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça 1.854 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 262.402 notificações de contaminação pela doença, sendo que 170.018 casos foram descartados e 380 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 86.685 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 34 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!