Conecte-se agora

“Esse calote foi avisado”, diz vereador sobre fuga de empresas de ônibus com R$ 2,4 milhões

Publicado

em

O primeiro Boa Conversa de 2022 foi ao ar na noite desta sexta-feira, 14, transmitido pelo ac24horas em todas as redes sociais. O vereador Emerson Jarude (MDB) foi entrevistado pelos jornalistas Astério Moreira e Marcos Venicios e dentre diversos assuntos e polêmicas municipais, comentou a reforma administrativa proposta pelo prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP) e o repasse de R$ 2,4 milhões que deu início à um possível calote ao sistema de transporte público na capital acreana.

Jarude ressalta que o perigo foi avisado com antecedência e classifica a situação como a “Máfia do Transporte Coletivo”.

Até hoje o vereador não entende o que de fato aconteceu para que Bocalom mudasse de ideia e aceitasse repassar dinheiro às empresas. “Eu não consigo entender tamanha generosidade do prefeito Bocalom e dos ex-prefeitos com essas empresas de ônibus. Há muito tempo elas já eram para terem sido expulsas de nossa cidade por não cumprirem o contrato, por não terem responsabilidade com seus funcionários e nem com a população de Rio Branco”, afirmou.

De acordo com Jarude, foi alertado ao prefeito que os mesmo empresários não cumpriam contrato, não cumpriam as linhas, mas mesmo assim detinham tanto poder. “O mesmo projeto de repasse foi rejeitado pela Câmara em 2020 na gestão de Socorro Neri. Aquilo foi uma grande vitória e acreditei com todo meu coração que nós iríamos começar a dar uma resposta mais incisiva para as empresas”.

Para o vereador, Bocalom usou de vários argumentos para poder repassar o dinheiro às empresas. “Me surpreendeu ele encaminhar um projeto para a Câmara pra dar dinheiro público pra essas empresas de maneira disfarçada”, declarou.

O projeto foi recebido e enfiado de maneira forçada, conforme o emedebista. “O prefeito queria dar dinheiro a essas empresas e inclusive parte desse dinheiro foi encaminhado para os sindicatos, coisas que ele tanto falava da gestão do PT”.

A solução agora seria abrir um edital de licitação e trazer novas empresas para cá. A CPI do transporte público, que há está em andamento, deve ser retomada em fevereiro, com o fim do recesso parlamentar. “O caminho natural da CPI, se comprovada alguma ilegalidade, é encaminhar ao Ministério Público para que o órgão possa propor uma ação para não permitir que os cofres públicos sejam lesados e haja alguma forma de recuperar esse dinheiro”, argumentou o vereador.

Assista a entrevista:

video
play-rounded-fill

Acre

Acreanos consumiram 600 litros de chopp durante jogo do Brasil

Publicado

em

Durante a partida entre Brasil e Camarões, válida pela terceira rodada do Grupo G da Copa do Mundo do Catar na tarde desta sexta-feira, 2, milhares de torcedores compareceram à praça de alimentação do Via Verde Shopping e consumiram 609 litros de chopp nos estabelecimentos do empreendimento.

Um levantamento feito pelo videomaker do ac24horas, Wildy Melo, mostrou que 150 litros acabaram sendo vendidos no Picanha Mix – contudo, o espaço garante que no jogo passado, entre a Seleção Canarinho e Suíça, foram consumidos 200 litros.

Além disso, 49 litros foi consumido no Sofillie, 150 litros no Divino Fogão e 60 litros no restaurante Água na Boca. Contudo, apesar das vendas, os torcedores saíram cabisbaixos com o resultado negativo da seleção na fase de grupos da competição. Nas oitavas de final, o Brasil pega a seleção da Coreia do Sul no estádio 974, em Doha, no Catar.

Continuar lendo

Acre

Confira a galeria de fotos da torcida acreana no terceiro jogo do Brasil

Publicado

em

Fotos: Sérgio Vale/ac24horas

Continuar lendo

Acre 01

Brasil perde para seleção do Camarões, mas avança em primeiro e pegará a Coreia do Sul

Publicado

em

Por

O Brasil perdeu por 1 a 0 para Camarões nesta sexta-feira (2), com gol de Aboubakar, pela última rodada do Grupo G da Copa do Mundo, mas assegurou a primeira colocação da chave. Agora, a seleção enfrenta a Coreia do Sul nas oitavas de final, na próxima segunda-feira (5), às 16h (Brasília).

No outro jogo, a Suíça venceu a Sérvia por 3 a 2 e ficou com a segunda posição por conta do saldo de gols. Os suíços enfrentarão Portugal, o primeiro colocado do Grupo H. Depois das três rodadas, a disposição do Grupo G ficou com: Brasil, com seis pontos, Suíça, com seis, Camarões com quatro e Sérvia com um.

Embora tenha assegurado a primeira colocação do grupo, Tite terá uma grande preocupação no setor da lateral-esquerda. O titular Alex Sandro está com o quadril lesionado, e o reserva Alex Telles machucou o joelho direito nesta sexta. Marquinhos foi o substituto.

O jogo

O jogo começou estudado, com Camarões apertando o Brasil em cima, e os reservas de Tite tentando escapadas rápidas, principalmente pela direita. A primeira boa chance do jogo foi da seleção brasileira, aos 13 minutos, em uma invertida de Fred para Martinelli. O volante lança na área o camisa 26, que cabeceia sozinho para uma linda defesa de Epassy.

Aos 21, foi a vez de Fred arriscar de dentro da área, depois de cruzamento de Alex Telles e ajeitada de Gabriel Jesus. O volante girou batendo, mas a bola desviou e foi a escanteio. Pelo alto, o Brasil tentou outras vezes, mas foi em descidas rápidas que levou mais perigo. O sistema camaronês, entretanto, parou os brasileiros com muitas faltas, que não levaram perigo.

No fim do primeiro tempo, aos 46, Martinelli fez linda jogada, entrou na área, mas finalizou novamente nas mãos do goleiro. No escanteio, Rodrygo acertou a rede pelo lado de fora em jogada ensaiada. A melhor chance de Camarões foi o último ato da primeira etapa, quando Mbeumo cabeceou livre, para o chão, e obrigou Ederson a fazer grande defesa – a primeira de um goleiro brasileiro na Copa.

Sem alterações para o segundo tempo, quem voltou melhor foi Camarões, que conseguiu chegar com perigo logo aos cinco minutos. O atacante Aboubakar recebeu livre na área e finalizou perto do gol, mas para fora. O Brasil respondeu rapidamente, uma vez com Martinelli e outra com Antony, mas ambos pararam em Epassy.

Na sequência, Alex Telles sentiu lesão no joelho direito e precisou ser substituído. O outro lateral-esquerdo da seleção é Alex Sandro, que também está lesionado, então Tite colocou Marquinhos. Na mesma leva de alterações, o comandante brasileiro colocou Bruno Guimarães e Everton Ribeiro e, posteriormente, Pedro. Fred, Rodrygo e Jesus saíram. Telles chorou demais no banco de reservas.

O Brasil melhorou, mas demorou a criar uma chance efetiva de gol. Em chute de fora da área, Camarões assustou novamente, mas Ederson, seguro, agarrou. Depois de muito rondar a área camaronesa, o Brasil foi surpreendido nos acréscimos do segundo tempo. Aos 46 minutos, o atacante Aboubakar recebeu cruzamento certeiro e cabeceou sem chance para Ederson.

O Brasil se lançou novamente ao ataque em busca do gol e teve a oportunidade do empate. Marquinhos ajeitou de peito, dentro da área, para Bruno Guimarães, mas o volante finalizou por cima do gol. Um gol da Suíça mandaria o Brasil para a segunda colocação do grupo, mas isso não aconteceu. Brasil garantido na primeira posição.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Acre 01

Suíça vence Sérvia em jogaço e encara Portugal nas oitavas da Copa; veja os melhores momentos

Publicado

em

Por

A fase classificatória da Copa do Mundo de 2022 foi fechada com um verdadeiro jogaço no estádio 974. Adversários diretos por vaga no Grupo G, Suíça e Sérvia protagonizaram uma grande partida, vencida pelos suíços por 3 a 2. A seleção suíça marcou na partida com Shaqiri, Embolo e Freuler, enquanto os sérvios balançaram a rede com a dupla Mitrovic e Vlahovic. A Suíça segue viva no Mundial do Catar, e a Sérvia está eliminada da competição.

Garantida nas oitavas de final, a Suíça vai encarar Portugal no início do mata-mata da Copa do Mundo do Catar. O duelo decisivo entre suíços e portugueses será na próxima terça-feira (6), no estádio Lusail. A primeira vaga do Grupo G ficou com a seleção brasileira, que vai enfrentar a Coreia do Sul na próxima segunda (5).

O jogo

Muito movimentado, o primeiro tempo teve quatro bolas na rede. A primeira foi de Shaqiri, para a Suíça, com assistência de Sow. Depois, a Sérvia precisou de pouco tempo para virar o jogo: principais nomes do setor de ataque da equipe, Mitrovic e Vlahovic marcaram rapidamente e deixaram a seleção sérvia em vantagem.

Os suíços não se abateram com a reviravolta e, antes do apito final, o lateral-direito Widmer serviu Embolo na pequena área, e o camisa 7 apenas completou para as redes. No total, a primeira etapa teve cinco finalizações corretas da Suíça e uma a menos da Sérvia. As equipes foram para o intervalo com o placar de 2 a 2.

No segundo tempo, Freuler, logo aos dois minutos, revirou o marcador para o lado suíço – 3 a 2 -, em gol com bonita troca de passes. Novamente atrás do placar, a Sérvia partiu em busca de um novo empate. O que se viu nos minutos seguintes, porém, foi uma seleção suíça consciente nos movimentos em campo para manter a vantagem.

Na reta final, a Sérvia não teve força e criatividade para buscar uma nova reviravolta na partida. Participante consistente das últimas Copas, a seleção suíça demonstrou maturidade para segurar o resultado. Suíça classificada para o mata-mata do Mundial do Catar.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.