Conecte-se agora

Gladson e Bittar, caminhos divergentes ou convergentes?

Publicado

em

Apesar da pressão e das especulações políticas, até agora o governador Gladson Cameli (PROGRESSISTAS) não deu nenhum sinal de que vai mudar os planos para a reeleição. Aliás, quem faz planos por ele são os próprios aliados que já criaram vários projetos para este ano, mas, ao que parece, sem consultá-lo.

Entre as conspirações mais comentadas nas rodas de política e redes sociais, está a de que ele deve permanecer no governo até 31 de dezembro de 2022 desistindo da reeleição e apostando as fichas no senador Márcio Bittar (PSL). Seria uma forma de se proteger da matilha política que quer acabar com ele politicamente em função da ação da PF e do que está no STJ. Há quem diga que o governador Cameli se irritou com a ideia.

Sobre isso, Márcio Bittar informou a COLUNA DO ASTÉRIO (ainda na virada do ano) de que, “da ponta do dedão aos fios de cabelos da cabeça, o corpo rejeita qualquer iniciativa de disputar o governo”. Algo completamente fora dos planos”. Porém, ressaltou a importância de apoiar o governador nesse momento e que qualquer iniciativa nesse sentido jamais partiria dele.

. A disputa para a única vaga ao Senado continua sendo a principal atração da eleição deste ano.

. Mailsa Gomes, Jéssica Sales, Márcia Bittar, Alan Rick, Vanda Milani, Sanderson Moura, Leandro, e Jorge Viana.

. Sobre Mailsa, o deputado José Bestene afirma:

. “A nossa senadora tem todas as chances, a campanha eleitoral ainda nem conversou”.

. O Márcio Bittar vai na mesma medida e pisada.

. Alan Rick é o mais consciente de todos, sabe que sem a construção da unidade o jogo embola ainda mais e favorece a oposição.

. E é com esse jogo truncado na base do governo que o PT conta para colocar Jorge Viana de volta ao Senado.

. Marcus Alexandre resiste a disputar o governo, precisa de um descanso, um refrigério na dura vida política se elegendo deputado estadual.

. Por enquanto, só pegou bucha.

. Tem gente que pensa que ser prefeito de Rio Branco é mamão com mel; é não, tem suas agruras, suas amarguras.

. Vide Bocalom!

. A pior coisa do mundo é o que está se fazendo:

. Transformar eleições, democracia, campanha eleitoral em disputa religiosa, guerra de deuses, batalhas entre deuses como na antiguidade.

. Até a vacina entrou na arena da batalha religiosa.

. As ideologias religiosas, econômicas, políticas e sociais são canais contemporâneos por onde flui o ódio, o ressentimento, as mágoas, a vingança.

. Sinceramente, não consigo acreditar que Deus está num negócio desses.

. É que aprendi na Escola Dominical da Igreja Batista em Brasiléia que “Deus é amor”.

. Cresci acreditando.

. Se Deus, Deus mesmo está com o presidente ele ganha; porém se o Lula ou outro qualquer vencer a eleição Deus está querendo ensinar algo muito profundo ao povo.

. Tipo aconteceu com Donald Trump; Deus estava com ele, mas mandou que fosse pra casa.

. Por que será, hem?!

. Sempre tem um porquê!

. Segundo Fernando Pessoa, Deus fez o universo, o mundo, o planeta terra muito maravilhoso…o diabo com raiva fez o homem.

. Só para reflexão! (não acredito nisso)

. Bom dia!

Coluna do Astério

PT, o rejeitado!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Opções políticas de Bocalom!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Gladson e o segundo mandato!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O político avestruz!

Publicado

em

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.