Conecte-se agora

Portal de entrada do Parque da Maternidade ganha novas cores

Publicado

em

A reforma do Parque da Maternidade, um dos cartões postais de Rio Branco, vem repercutindo nas redes sociais após na tarde desta quinta-feira, 2, o mosaico em tons de azul pintados com uma aparência totalmente diferente da que sempre teve ao longo dos seus quase 20 anos.

As intervenções vêm sendo realizadas desde setembro, a partir do perímetro em frente ao Terminal Urbano e, seguem até o Skate Park.

O Parque da Maternidade foi inaugurado no ano de 2002, na gestão do ex-governador, Jorge Viana (PT), e é um dos pontos turísticos mais importantes da capital. Conta com 7 km de extensão e seu percurso passa pela parte central da cidade.

Acre

Kits de Covid-19 estão em falta nos laboratórios de Rio Branco

Publicado

em

A procura por testes de Covid-19 não afeta apenas o Sistema Único de Saúde com as unidades lotadas de pessoas em busca de descobrirem se estão infectadas pelo novo Coronavírus. Os laboratórios particulares também estão com dificuldades em atender toda a demanda por testes.

Durante esta sexta-feira, 21, a reportagem falou com os principais laboratórios da capital acreana e em todos eles não havia mais o teste RT PCR, que é o mais indicado e que é feito por meio de uma coleta de secreção respiratória. Os laboratórios informaram que os materiais acabaram por conta da alta procura e que existe apenas o teste de sorologia, que é feito mediante a retirada de sangue para posterior análise.

Apesar da falta de material nos últimos dias, os laboratórios e farmácias estão sendo fiscalizados pelo Procon do Acre após um pedido da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre (OAB-AC).

Pelos menos 20 estabelecimentos em Rio Branco e Cruzeiro do Sul estão sendo fiscalizados pela possível prática de preços exorbitantes.

O Procon deve divulgar na próxima semana o balanço da operação onde deve apontar se há no Acre a cobrança de preços considerados abusivos. Em caso positivo é aberto um processo administrativo e aplicadas as penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor.

.

Continuar lendo

Acre

INSS mantém alerta contra fraudes em consignados; sabia como evitar

Publicado

em

O INSS mantém desde o começo deste ano alerta contra fraudes em empréstimo consignado aos aposentados e pensionistas, e lembra que não entra em contato por meio de mensagens de telefone ou aplicativos como WhatsApp, ligação ou e-mails para oferecer serviços de empréstimo consignado, nem envia motoboys para a casa dos beneficiários. Não devem ser passados, em nenhuma hipótese, dados como senhas e dados bancários.

As cláusulas desses acordos feitos entre o INSS e as instituições financeiras preveem que cabe aos bancos acordantes a adoção de cuidados para evitar o vazamento de dados, consignações fraudulentas e assédio comercial.

Em caso de fraudes ou em que não reconheça o empréstimo, o segurado deve procurar imediatamente a instituição financeira e registrar também sua reclamação no Portal do Consumidor (consumidor.gov.br), para fins de tratamento e exclusão de descontos.

O próprio beneficiário pode solicitar o bloqueio de contratação de operações de crédito consignado por meio do Meu INSS, site ou aplicativo ou pela Central 135, que funciona das 7h às 22h, de segunda a sábado.

O atendimento deste serviço será realizado à distância, não sendo necessário o comparecimento presencial nas unidades do INSS.

O segurado que se sentir ameaçado pode registrar reclamação na ouvidoria e um Boletim de Ocorrência junto à Polícia.

COMO EVITAR GOLPES?

1. Observe o remetente das mensagens;

2. Não clique em links de e-mails ou mensagens de WhatsApp de remetentes que você não conhece;

3. Nunca informe seus dados pessoais e bancários em resposta a ligações, e-mails ou links desconhecidos;

4. Nas redes sociais, não compartilhe nada sem checar a procedência e a veracidade das informações.

Em 2018,  foi publicada a Instrução Normativa nº 100/PRES/INSS, que altera o processo de operações de crédito. A norma proíbe que instituições financeiras ofereçam aos segurados empréstimos por 180 dias após a concessão do benefício e, também, o marketing abusivo para a concessão desse tipo de empréstimo.

Além disso, a instrução normativa estabelece que a possibilidade de contratação de empréstimo consignados também fica bloqueada por 90 (noventa) dias, contados a partir da data de concessão.

O beneficiário pode realizar o bloqueio e desbloqueio do benefício a qualquer momento após o prazo de 90 (noventa) dias através da Central de Atendimento 135 ou pelo Meu INSS.

O INSS assinou, também, junto ao Instituto de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas do Brasil um “Protocolo de Intenções” para o desenvolvimento de medidas de combate a fraudes nos empréstimos consignados realizados pelos segurados do INSS.

O objetivo pretendido é de que o processo de empréstimo exija a “Assinatura Eletrônica Avançada”, utilizando mecanismos como a biometria facial para impedir que uma pessoa se passe por outra.

Outras informações, acesse o Portal do INSS.

Continuar lendo

Acre

Consumo de energia cai em 2021 no Acre, diz Câmara de Comercialização

Publicado

em

Em boletim divulgado na quarta-feira (19) a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica apontou que o Acre consumiu menos 1% de energia, em média, ao longo de 2021. No entanto, terminou dezembro utilizando 125,01 megavatts de energia, bem mais que os 118,72 MV consumidos em fevereiro de 2021 -mas muito menos que o consumo de setembro, quando o Acre utilizou 140,97 MV.

O panorama nacional é positivo. O Brasil consumiu em 2021, 64.736 MW médios, volume 4,1% maior em relação ao ano anterior. Para a organização, o resultado é um reflexo da recuperação da economia brasileira, fortemente afetada pela pandemia de Covid-19 em 2020, sobretudo ao longo do primeiro semestre.

No Acre, reafirma a CCEE, o cenário é outro: “Na avaliação regional, em 2021 apenas o Acre, o Amazonas e o Mato Grosso do Sul registraram redução no consumo de energia, com recuo de 1% em ambos. Os demais estados avançaram, com destaque para o Ceará, Pará e Santa Catarina, além de Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte e Sergipe”, diz a CCEE.

De acordo com a CCEE, o mercado livre, que abastece indústrias e grandes empresas, avançou 13,6% na comparação anual, consumindo 22.244 MW médios ou 34,5% do total demandado pelo Sistema Interligado Nacional (SIN). Boa parte dessa alta se explica pela entrada de novos participantes nesse segmento nos últimos 12 meses. Se consideradas apenas as cargas que já atuavam no ambiente ao final de 2020, o aumento seria menos intenso, de 2,6%. Já o mercado regulado, responsável por distribuir energia para consumidores menores, como residências e escritórios, manteve certa estabilidade, com recuo de apenas 0,2%. Foram utilizados 42.492 MW médios. Desconsiderando as migrações de unidades consumidoras que foram para o segmento livre no último ano, observaríamos um crescimento de 0,8%.

Continuar lendo

Acre

Estado do Acre vendeu o diesel mais caro do País em 2021, diz Ticket Log

Publicado

em

O diesel comum e o S-10 do Norte também apresentaram o maior preço médio, com destaque para o Acre, que foi o Estado com o diesel mais caro do País

O mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) apontou que a Região Norte liderou ante as demais no que diz respeito ao preço médio do etanol comercializado nos primeiros dias do ano. No balanço nacional, o combustível da Região apresentou a maior média (R$ 6,109), se comparado ao fechamento de dezembro.

Dentre os estados da Região Norte, o Pará apresentou o litro mais caro para o etanol no período, a R$ 6,596 – apesar do recuo de 0,95% em relação a dezembro. Em contrapartida, o etanol comercializado nos postos amazonenses foi o mais barato no balanço regional, a R$ 5,358.

A gasolina mais cara da Região foi encontrada nas bombas paraenses, a R$ 7,089. Já o Amapá, além de registrar a menor média nacional para a gasolina (R$ 6,334), o combustível também foi comercializado pela menor média dentre os sete Estados da Região, a R$ 6,334.

“Na análise nacional e, numa segunda análise considerando apenas os Estados que compõem o Norte, o preço dos combustíveis na Região mantiveram uma estabilidade em relação a dezembro, conforme o Índice de Preços Ticket Log (IPTL). A gasolina segue figurando como a opção mais vantajosa, quando comparada ao etanol na relação 70/30, para os motoristas que abastecem no Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, e Tocantins”, aponta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

O diesel e o diesel S-10 foram comercializados pelo maior preço médio nos postos de abastecimento do Acre, a R$ 6,321 e R$ 6,259, respectivamente. No Amazonas, ambos os combustíveis apresentaram as menores médias nos primeiros dias de janeiro, a R$ 5,445 e R$ 5,488. No balanço nacional, o tipo S-10 e o tipo comum apresentaram os preços mais caros, a R$ 5,826 e R$ 5,889.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!