Conecte-se agora

Vídeo mostra sargento fora de si e 2ª esposa segurando arma

Publicado

em

O saldo da confusão ocorrida na madrugada do último domingo (28) em um dos ambientes mais bem frequentados das cidades de Epitaciolândia, Brasiléia e Cobija, quando um estudante de medicina foi alvejado com quatro tiros e ainda foi esmurrado quando estava inerte no chão, poderia ter sido ainda pior, pelo que mostram novos vídeos que circulam na internet.

O primeiro de uma sequência de três vídeos mostra o que parece ser o começo do tumulto, ainda dentro do QGIV Gastrobar, quando o sargento Erisson Nery troca empurrões com alguns homens que estão em uma das mesas, sendo contido por seguranças. O relógio da gravação feita por uma das câmeras de monitoramento do local marca o horário de 0h02.

O segundo vídeo é de um telefone celular, feito por um homem que ao mesmo tempo em que filma, narra o que vê. O estudante Flávio Endres já está no chão, ferido, enquanto ao seu lado o sargento Nery, aparentemente descontrolado, tenta agredir um homem que está perto da vítima. O militar resiste às tentativas de um dos seguranças para contê-lo.

O mesmo vídeo mostra o sargento se afastando enquanto uma das esposas do “trisal”, Darlene Oliveira, está quase sobre o estudante com uma pistola na mão. Ela tenta afastar um homem que tenta se aproximar de Flávio e esbraveja. Em seguida, Nery retorna e tenta puxá-la pelo braço chamando-a para ir com ele. Ela resiste e continua a segurar perigosamente a arma.

No terceiro vídeo, Darlene e Alda aparecem abraçadas e conversando, mas com a segunda tentando tirar a arma da mão da primeira. Um homem fora do vídeo pede a arma, mas não é atendido. A gravação se encerra com Alda conseguindo, enfim, tomar a arma da companheira que afirma que a pistola está destravada. “E daí, garota, e daí?”, ela diz.

O sargento Erisson Nery foi preso preventivamente nesta segunda-feira (29) e teve a medida cautelar mantida em audiência de custódia. Ele foi transferido para Rio Branco onde permanecerá no Batalhão Ambiental ou no Batalhão do Bope. Alda Radine deverá ter, a pedido da Justiça, a sua conduta analisada pela PM por ter ajudado o marido a fugir e não ter-lhe dado voz de prisão.

Veja o vídeo:

video

Acre

Em Xapuri, polícia prende homem que se passava por policial militar

Publicado

em

A Polícia Civil de Xapuri prendeu em flagrante, na manhã desta sexta-feira (14), um indivíduo de iniciais J.L.S., de 21 anos de idade, que estava se passando por policial e abordando pessoas que transitavam em via pública no município.

Usando uniforme da Polícia Militar e roupas camufladas, ele portava uma pistola que dispara esferas de aço. Nas abordagens que fazia, o acusado dizia para as vítimas que era policial e que trabalhava na equipe do Inspetor Investigador Eurico Feitosa.

De acordo com a investigação, ele pegava o aparelho celular dos abordados e fazia uma averiguação para saber se a pessoa pertencia a alguma facção criminosa e depois devolvia o telefone para a pessoa.

Com base nas características informadas pela população, a Polícia Civil identificou e prendeu o falso policial juntamente com as roupas que ele utilizava nas abordagens, além de três armas de pressão, sendo duas pistolas e uma carabina.

O falso policial possui diversas passagens pela polícia, inclusive por furto de motocicletas. Ele foi encaminhado para a delegacia da cidade para os procedimentos de praxe e responder pelo crime de falsa identidade.

Com informações da Assessoria da Polícia Civil.

Continuar lendo

Acre

Acre mantém alto índice de casos com quase 300 infectados

Publicado

em

O estado do Acre segue registrando alto números de novos casos de contaminação pelo novo coronavírus. Nesta sexta-feira, 14, foram 285 novas pessoas confirmadas com Covid-19 nas últimas 24 horas.

Segundo a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), o número de infectados subiu para 89.529 em todo o estado.

Nenhum óbito foi registrado nesta sexta-feira, 14 de janeiro, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça 1.854 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 256.727 notificações de contaminação pela doença, sendo que 167.131 casos foram descartados e 88 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 86.374 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 11 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Continuar lendo

Acre

No Acre, mulher é nomeada assessora com o nome “Paulinha”

Publicado

em

Um fato inusitado provocou espanto e gargalhadas de quem leu o Diário Oficial do Estado do Acre desta sexta-feira, 14. O que chamou atenção foi uma nomeação da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul. O presidente do parlamento municipal, Franciney Freitas publicou a nomeação de uma mulher identificada apenas pelo apelido de “Paulinha”, sem especificar o sobrenome da futura assessora.

De acordo com o decreto, “Paulinha” vai exercer as funções de assessora parlamentar no gabinete do vereador Gilmar da Saúde, do PDT.

Provavelmente na próxima segunda-feira, 17, data do próximo Diário Oficial, o decreto de nomeação da Paulinha deve ser republicado por incorreção e trazer o nome completo da assessora.

Continuar lendo

Acre

Waldirene não descarta mudança de bandeira para conter a Covid

Publicado

em

A governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro, realizou nesta sexta-feira, 14, na sala de reunião do Palácio Rio Branco, uma reunião de alinhamento entre instituições para tratar sobre os casos de Covid-19 e vacinação.

A magistrada enalteceu a presença maciça das autoridades em prol de tentar erradicar o constante aumento de casos da doença. “O que estamos tentando é diminuir o impacto. Vacina, sim, resolve nosso problema. Temos que conscientizar as famílias”, declarou.

Com a avaliação do Pacto Acre Sem Covid em dezembro, onde determinou a classificação do Nível de Risco de todas as três regionais de saúde para o Nível de Atenção (bandeira amarela), até 31 de janeiro de 2022, Waldirene não descarta uma regressão para a bandeira laranja em decorrência do quadro de emergência dos casos de covid-19 e síndrome gripal. “Caso de alteração de bandeira [para a laranja ou vermelha]”.

Em acordo com a decisão da governadora, a procuradora-geral do Ministério Público do Estado do Acre, Kátia Rejane, disse que o órgão controlador, mesmo antes da decisão do comitê, deverá classificar o órgão em bandeira laranja, além de realizar a redução do pessoal dentro do local. “Vamos avançar para bandeira laranja com 30% dos servidores do local. Há uma preocupação do Ministério Público nos cuidados para evitar o contágio”.

A secretária de saúde, Paula Mariano, ressaltou que nos últimos 14 dias foram notificados mais de mil casos de Covid-19, além disso, ela alerta que há uma grande procura no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into). “Estamos com mais de 300 pessoas procurando o Into, mas temos poucas internações e só dois óbitos. Estamos reorganizando o Into para melhorar o atendimento”, ressaltou.

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

A coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Estado, Renata Quiles, disse que em relação à imunização das crianças vão corresponder a 5,83% nos 22 municípios do Acre. “Vamos distribuir a partir das 22 horas da noite de hoje. A vacinação no interior se inicia apenas na segunda-feira, com a imunização de comorbidades e indígenas”.

Outro dado alarmante levantado por Quilles é em relação a grande quantidade de vacinas em estoque aguardando a procura da população que não é adepta a imunização. “Temos mais de 80 mil doses de Pfizer esperando a população. Muitos servidores estão cansados, desgastados, porque hoje temos a barreira de negativa e resistência por parte da população que se nega a se vacinar”, explicou.

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB)afirmou que a atitude em convidar os poderes é de suma importância para ajudar a população. De acordo com o infectologista, o estado está em um novo cenário epidemiológico. “O governo tentou abrir leitos lá atrás. Hoje temos as vacinas. Temos que desenvolver a nossa estratégia, seguir vacinando a moda população. Nós não deveríamos ficar no modelo habitual de vacinação, se seguimos essa situação não vamos alcançar a meta”, declarou.

O parlamentar sugeriu que o governo precisa tomar medidas eficazes contra a chamada 3° onda da Covid-19. “Tem que convocar as escolas públicas e as igrejas, pois eles precisam ajudar nessa questão, criando um centro de vacinação nesses meses locais para tentar fazer a cobertura imediata”, sugeriu.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Content is protected !!