Conecte-se agora

Regras do empréstimo consignado para segurados do INSS mudam a partir de 2022

Publicado

em

A partir de 2022, a margem do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) volta a ser de 35% do benefício, sendo 30% para o pagamento de empréstimos pessoais e 5% para saque ou pagamento da fatura do cartão de crédito. De acordo com o órgão, a medida provisória que aumentou esse percentual para 40%, durante a pandemia de Covid-19, não deverá ser prorrogada.

O empréstimo consignado é um tipo de empréstimo em que o pagamento é descontado direto da aposentadoria, da pensão ou do salário da pessoa física. Por ter taxas de juros mais baixas, com média de 2% ao mês, costuma ser um dos tipos mais procurados.
Por conta dessa flexibilização, o número de contratos de consignados solicitados pelos segurados do INSS aumentou de 32.486.547 em 2019 para 37.316.388 em 2020 e 37.877.912 até novembro de 2021.

Mudanças

A MP também permitiu que aposentados e pensionistas pudessem ter até 9 empréstimos consignados de diferentes instituições financeiras ao mesmo tempo. O limite anterior era de 6 contratos.

Outra mudança foi no parcelamento do crédito consignado, que foi ampliado de 72 para 84 meses. A suspensão do pagamento das parcelas dos novos contratos também não deverá ser mais obrigatória em 2022.

Até o final deste ano, também continua valendo a redução do tempo de carência para novos segurados pedirem o crédito consignado, que foi reduzido de 90 dias para 30 dias.

O cartão de crédito consignado também sofreu modificações. O limite subiu para 1,6 vezes o valor mensal do benefício. Anteriormente, ele era de 1,4 vezes.

Cuidado

Antes de fechar um contrato de empréstimo consignado, é preciso tomar alguns cuidados para não cair no endividamento. O aposentado ou pensionista do INSS pode fazer uma consulta de quanto a dívida irá comprometer o seu benefício. Para isso, basta acessar o site ou aplicativo “Meu INSS” e acessar “Serviços em Destaque” e, depois, “Extrato de Empréstimo”.

Fonte: IG ECONOMIA

Destaque 3

Com 90% dos adultos vacinados ao menos uma vez, Acre está há 2 meses sem óbito por Covid

Publicado

em

Com informações da Agência de Notícias do Acre

O Brasil vem enfrentando nas últimas semanas o que especialistas consideram uma quarta onda de contaminação da Covid-19. Em pouco mais de um mês, o país registrou uma alta de 78,3% em novos casos. Em 26 de abril, os dados mostravam uma média móvel de 14.600 novos diagnósticos. Já em 31 de maio, o número saltou para 26.032.

Apesar do aumento, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Acre (Cievs) considera a situação epidemiológica do estado estável. O estado completou nesta semana dois meses sem confirmar óbitos pela covid-19.

A última notificação pela doença foi anunciada no dia 24 de abril, quando dois idosos de 69 e 57 anos faleceram no Pronto-Socorro de Rio Branco. Mais de sessenta dias depois, o cenário epidemiológico do estado é completamente diferente. O número de óbitos, a contar do início da pandemia, estagnou em 2.002 e o número de pessoas internadas que outrora passou dos 170, nesta terça-feira, 21, é de apenas dois.

O Acre possui mais de 90% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose da vacina, o que para o Programa Nacional de Imunização (PNI) tornou as pessoas mais protegidas contra as formas graves da doença, reduzindo consideravelmente o número de hospitalizações e mortes.

“O monitoramento é feito de forma quinzenal e estamos em uma fase de estabilidade, contudo, devido à rapidez de transmissão da doença, é um dado que pode mudar nos próximos relatórios. Seguimos alerta e monitorando”, destacou Gabriel Mesquita, chefe do Departamento de Vigilância em Saúde do Acre.

Continuar lendo

Destaque 3

Acre antecipa pagamentos de servidores inativos para dia 27 e ativos dia 28

Publicado

em

O governo do Acre antecipou para a próxima segunda-feira, 27, o pagamento dos aposentados e pensionistas referente ao mês de junho, porém, a expectativa é que o pagamento já esteja disponível em conta no sábado, 25 e para a terça-feira, 28, o pagamento dos mais de 33 mil servidores públicos ativos.

Seguindo o cronograma de pagamento, os salários estariam disponíveis apenas no dia 30 de junho. Ao todo, serão 51.266 servidores do Estado que receberão seus proventos antecipadamente, fazendo circular um montante de aproximadamente R$ 344 milhões na economia local.

Também serão realizados os pagamentos dos prêmios dos Gestores de Políticas Públicas e servidores do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN). Para maiores informações, os servidores podem acessar a versão digital do contracheque, por meio do endereço eletrônico www.contracheque.ac.gov.br.

Continuar lendo

Destaque 3

Governo garante que sindicância sobre mortes de crianças deve ser concluída até início de julho

Publicado

em

O governo do Estado emitiu uma nota na tarde desta terça-feira, 21, e garantiu que a sindicância que apura a morte de 10 crianças por decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). deverá ser concluída no início de julho.

A nota assinada em conjunto pela Secretaria da Casa Civil e da Secretaria de Saúde (Sesacre), se solidariza com as famílias enlutadas. “O governo reiterar seu sentimento de pesar para com as mães das crianças que foram a óbito em decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag)”, diz trecho da nota.

Além disso, a gestão reafirmou que está tomando as devidas providências para evitar que fatalidades como essas venham a causar mais danos à sociedade acreana. “Foram tomadas as iniciativas de, primeiramente, ampliar o número de leitos pediátricos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, assim como instaurar um processo administrativo de sindicância para apurar os casos suspeitos e tomar as devidas providências administrativas referentes às crianças vítimas de Srag, que deverá estar concluído até o início do mês de julho”, destaca.

Em meio a crise, o governo diz que desde janeiro de 2019, o governo do Estado iniciou uma série de ações de gestão na Rede de Atenção Pediátrica na capital e no interior, com capacitações para o manejo clínico de doenças prevalentes na infância e intensificação das orientações relacionadas às síndromes gripais, prevendo e prevenindo diante do atual cenário das infecções respiratórias agudas. “Entre as medidas para solucionar a crise, o número de leitos em UTI’s pediátricas, que já vem sendo ampliado desde 2019, em 2022 subiu em 81,15%, sendo que o Hospital da Criança, que passou a funcionar no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into), passou de 61 para 90 leitos, e o Pronto-Socorro de Rio Branco subiu de 8 para 35”.

Já no Hospital da Criança, a gestão enfatiza que dentre as medidas inclui também reforço na assistência das enfermarias, com monitores multiparâmetros, berços, camas e mesas de cabeceiras. Outro ponto abordado é que o hospital passou a funcionar com dois postos, semi-intensivo e UTI pediátrica. “Houve, ainda, a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas, foi promovida a agilidade na realização de exames em áreas diversas, atenção a pessoas com deficiência, doenças crônicas, atendimento itinerante, cirurgias eletivas, assistência ambulatorial e hospitalar e atenção psicossocial, entre outras medidas”, pondera.

Continuar lendo

Destaque 3

Mortes de crianças por síndromes respiratórias serão apuradas em sindicância no Acre

De acordo com a Sesacre, a a investigação deve ser concluída no início de julho

Publicado

em

O governo do Acre confirmou nesta sexta-feira, 17, que irá abrir uma sindicância para apurar e tomar providências administrativas referentes às crianças vítimas de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). De acordo com a secretária de Saúde, Paula Mariano, a investigação deve ser concluída no início de julho.

“Essa é uma determinação do governador Gladson Cameli e vamos tratar essa sindicância com muito rigor. Se realmente for comprovada alguma irregularidade, o Estado pedirá a punição de quem foi omisso. Este é um momento de dor, respeitamos muito a memória de cada criança e nos solidarizamos com os familiares, que merecem respostas sobre o que realmente aconteceu”, enfatizou, disse a secretária.

De acordo com Deiviane Medeiros, diretora técnica do Pronto-Socorro de Rio Branco, todas as crianças foram devidamente atendidas e medicadas enquanto estiveram sob os cuidados dos profissionais do maior hospital de urgência e emergência do Acre. A gestora descartou, ainda, a falta de unidades de terapia intensiva (UTIs) como a principal possibilidade de causa dos óbitos registrados nos últimos dias.

“Todas as crianças foram atendidas por médicos intensivistas e pediatras no Pronto-Socorro. Em nenhum momento faltaram UTIs. Nossos documentos estão à disposição do Ministério Público para que faça análise e siga com os devidos procedimentos”, argumentou.

Com informações da Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!