Conecte-se agora

Aeródromos de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo serão reinaugurado na segunda-feira

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, que chega à Cruzeiro do Sul neste sábado, 23, vai reinaugurar na próxima segunda-feira, 25, os aeródromo de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, onde foram  investidos mais de R$ 6,2 milhões.

Às 10 horas,  Cameli entrega o aeródromo de  Marechal Thaumaturgo. No local, foram investidos cerca de R$ 2.270.764,85 em serviços de revestimento asfáltico da pista e  sinalização horizontal. Com a revitalização do aeródromo, as atividades de pousos e decolagens durante o dia e passam a beneficiar cerca de 20 mil pessoas.

Já às 15 horas, o governador inaugura o aeródromo de Porto Walter, onde o investimento foi de R$ 4.036.961,58 em serviços de melhoria  da pista com aplicação de microrevestimento asfáltico, adequação da cerca e sinalização horizontal.

A Agência Nacional de Aviação Civil – Anac já liberou o uso do aeródromo de Porto Walter, inclusive para voos comerciais de passageiros, o que estava impedido desde 2019 devido às más condições do local. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União, nº 6060, do dia 5 de outubro deste ano.

Por anos,  a pista de pouso não recebia manutenção estruturante e vinha tendo apenas serviços de tapa-buracos. O governo Gladson apresentou um plano de recuperação para a pista e foram realizadas as correções necessárias para a volta das operações diurnas.

As obras foram feitas pelo  governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre – Deracre.

A agenda do governador no Vale do Juruá inclui ainda a inauguração da usina fotovoltaica da Vila Restauração, em Marechal Thaumaturgo.

Destaque 7

Em Sena, polícia prende secretário por suposto furto de gasolina

Publicado

em

O secretário de Serviços Urbanos (SEMSUR) do município de Sena Madureira, Jeocundo Assis, foi preso na manhã desta terça-feira, 30, acusado pela polícia de ter, supostamente, se envolvido em furto de combustível dentro da prefeitura, órgão regido pelo atual gestor, Mazinho Serafim (MDB). As informações sobre a operação batizada de “Combustol” apontam ainda que a casa do secretário e da funcionária foram alvos de busca e apreensão.

A reportagem identificou, ainda, que além do secretário de Mazinho, uma funcionária da SEMSUR, J.S. de 36 anos, também foi detida por suspeita de participação no mesmo crime de desvio de combustível.

Segundo a polícia, o crime ficou evidenciado entre os dias 08.10.2021 e 16.10.2021, quando foi percebido o desvio de aproximadamente 500 (quinhentos) litros de óleo diesel.

A investigação aponta que cada 100 (cem) litros do combustível eram comercializados ao valor médio de R$ 400,00 (quatrocentos reais), valor esse que era rateado de maneira igualitária entre os acusados.

Durante a operação foi realizada a busca no escritório da SEMSUR e no posto de abastecimento, local onde era fornecido o combustível, onde foram arrecadados documentos, computadores e outras provas que servirão para subsidiar o inquérito policial investigativo.

Ainda de acordo com a investigação a pratica criminosa de desvio de combustível já vinha acontecendo há pelo menos 24 meses e mais pessoas já estão sendo investigadas pela participação efetiva no crime.

O secretário e funcionária da prefeitura passarão por uma audiência de custódia. Há informações de que a assessoria jurídica da prefeitura de Mazinho está colhendo mais detalhes sobre o caso para que o munícipio possa dar uma declaração por meio de nota ainda nesta terça-feira.

Continuar lendo

Destaque 7

Juiz mantém prisão de sargento Nery por atirar em estudante

Publicado

em

O juiz Gustavo Sirena, do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), decidiu na tarde desta segunda-feira, 29, manter a prisão preventiva do sargento da Polícia Militar do Acre (PMAC), Erisson Nery, detido após atirar contra o estudante de medicina Flávio Endres, de 30 anos, na madrugada do último domingo, 28, em Epitaciolândia, interior do Acre.

De acordo com informações obtidas pelo ac24horas, o sargento será encaminhado ao Batalhão Ambiental de Operações Especiais (Bope), em Rio Branco, onde ficará preso por tempo indeterminado. No momento da prisão, Nery estava acompanhado da Major Ana Cássia, do advogado de defesa, Leandrius Muniz, e do advogado da família da vítima, Maicon Moreira, que também acompanhou o depoimento.

LEIA TAMBÉM: >Sargento Nery, do “trisal acreano”, atira em estudante de medicina

>Mulher de PM que atirou em estudante defende marido e diz que foi vítima de assédio e agressão

>Após depoimento, Sargento Nery, do trisal, é preso preventivamente em Brasiléia

A decisão foi tomada durante audiência de custódia após alegações da defesa e o pedido da manutenção da prisão pelo Ministério Público do Acre (MPAC). Nery foi preso preventivamente nesta segunda após prestar depoimento na Delegacia de Polícia em Brasileia, município vizinho a Epitaciolândia. Na audiência de custódia, como prevê a lei, é checada a regularidade da prisão, isto é, se houve abuso ou maus-tratos, por exemplo.

Entenda o caso

O policial, que forma um trisal com a também sargento da PM Alda Radine e a administradora Darlene Oliveira, envolveu-se numa briga de bar e acabou atirando no estudante de medicina. Com a prisão preventiva decretada por tentativa de homicídio, ele deverá permanecer detido no Quartel do 5º Batalhão de Polícia Militar.

Já se sabe ainda que no momento do crime, o sargento estava afastado de suas funções em razão de um laudo médico.

Na decisão que decretou a prisão preventiva de Nery, o juiz de direito, Clovis de Souza Lodi, afirmou que analisando as imagens, os indícios de autoria também estão claros, pois, mostram a vítima caída no chão após sofrer disparos, mostrando que Neri agride o estudante mesmo ele estando desfalecido no chão.

“Diante do exposto, decreto a prisão preventiva de Erisson de Melo Nery nos fundamentos do artigo 312 pela disposta prática de tentativa de homicídio qualificado”, diz trecho da decisão.

Continuar lendo

Coluna do Astério

Lições de vida; Sento-Sé abrindo o coração no Bar do Vaz

Publicado

em

A entrevista do marqueteiro Davi Sento-Sé, no Bar do Vaz, sem querer ofender aos demais cachacistas juramentados – como diria o Odorico Paraguaçu – foi a melhor do ano, quiçá do Bar desde a sua criação.

Originalíssima, verdadeira e esclarecedora. Trouxe revelações dos bastidores da política do Acre desde a eleição de Orleir Cameli em 1994, quando ele e seu sócio Gilberto Braga aportaram nestas paragens, depois de participarem da campanha de Fernando Collor de Melo.

Vaz e Davi nos conduziram a fatos históricos que marcaram a política contemporânea acreana com Orleir, Flaviano Melo, Jorge Viana, Binho Marques, Sebastião Viana, Angelim, Marcos Alexandre e outros personagens da vida pública.

Irreverente, sua marca registrada, voltou a cobrar publicamente os devedores com “elegância”. “Me paguem que estou quebrado!”. Para ele, vale a máxima nordestina: “Não vim satisfazer, mas vim dar satisfação”. Não quer perder a amizade… nem o dinheiro do suado labor.

Roberto Vaz soube garimpar o melhor do profissional dedicado, exigente e apaixonado pelo trabalho, mas, também, o homem e sua alma. Descortinou o ser humano Davi. Suas fragilidades, fraquezas, sonhos e ambições. Vaz extraiu dele o amor ao Acre e a dolorosa revelação de um mergulho no abismo da depressão.

Davi Sento-Sé receitou a cura da doença do século, a depressão, apontando o caminho de volta do abismo dos dias vazios de sentido: A palavra! A fala! Falar, falar e falar sobre a doença sem medo de voltar a ser feliz trouxe cura.

Não foi só uma entrevista, foi um testemunho de vida traduzido no “Poema em Linha Reta”, Carlos Drummond. Obrigado Vaz, obrigado Davi Sento-Sé. Quem diria, os marqueteiros são de carne, osso e tem alma. É o que descobrimos nos bares da vida, no Bar do Vaz.

Reveja a entrevista clicando aqui. 

Continuar lendo

Destaque 7

No Acre, hipnólogo garante curar depressão em duas horas

Publicado

em

O CipódCast desta sexta-feira, 26, programa transmitido pelo canal Na Ponta do Cipó no YouTube e redes sociais do Ac24horas, falou de um tema polêmico e que costuma gerar debates acalorados.

O convidado foi o hipnoterapeuta e coach Erick Caniso. Entre as declarações surpreendentes, Erick garantiu ter a habilidade de curar casos de depressão em duas horas. “ Com a hipnoterapia o paciente pode fazer a regressão até o momento do trauma para resolvê-lo: Já vi gente voltar a dois anos de idade, tem gente que volta daqui a duas semanas, volta para a época do problema”, afirma.

Questionado pelos apresentadores do programa sobre a confiabilidade do tratamento, já que existem diversas correntes que condenam a promessa de cura rápida de algo tão sério quanto a depressão. “A hipnoterapia é tão cientificamente comprovada como a psicanálise.O problema é que o ser humano desvirtua quase tudo, as pessoas tem medo de ser hipnotizadas porque acham que vão virar um zumbi. Você vai desvirtuando uma coisa, e chega um ponto que as pessoas vão acreditando naquilo”, afirma.

Em 2020, o Conselho Regional de Psicologia do Distrito Federal pediu investigação ao Ministério Público e Polícia Civil contra uma empresa de hipnose que oferecia “tratamento” para depressão e para homossexualidade. Para a entidade, o atendimento tratava à época de charlatanismo e exercício da profissão.

Durante o programa, Erick Caniso hipnotizou um dos apresentadores do programa, fazendo com que o hipnotizado sentisse sabor de maracujá na água mineral e esquecesse o número 7.

video

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas