Conecte-se agora

Morte de cantor carbonizado vai completar dois anos sem assassinos identificados

Publicado

em

No próximo dia 19 de novembro, completa dois anos do assassinato do cantor sertanejo Ruan da Silva Lima, que tinha 33 anos. O músico foi encontrado carbonizado dentro de seu próprio veículo, em frente à Chácara Modelo, localizada na Estrada do Amapá.

A partir das investigações, a morte de Ruan se tornou um grande mistério. Tanto que passados quase dois anos, ainda não há conclusão do inquérito que corre na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A demora é motivo de preocupação e reclamação de familiares. Como a morte de Ruan é cercada de mistérios, integrantes da própria família cobram a resolução do caso, mas com medo, pedem anonimato. “A impressão que a gente tem é que não estão nem aí, que deixaram pra lá. Toda vez que vamos na delegacia, dizem que estão atrás, mas não falam mais nada. A mãe e uma irmã do Ruan tiveram que ir embora, não sabemos se foi alguém próximo ou se estamos ou não correndo riscos”, diz um familiar da vítima.

O ac24horas procurou a Polícia Civil para saber sobre o andamento do inquérito. O delegado responsável pelo caso, Ricardo Casas, que está de férias, pediu que a reportagem procurasse o delegado Cristiano Bastos, que garantiu que o inquérito não está parado.

“O caso está na condução do delegado Ricardo que tem feito diligências e o inquérito está sim sendo impulsionado. Como tem questões sigilosas, é preciso cautela. O que posso dizer é que não desistimos de nenhum inquérito, mas na investigação é assim, em alguns casos conseguimos avançar mais rápidos, em outros, há uma demora um pouco maior”, afirma.

Acre 01

Natal de Rio Branco pode ter ‘Papai Noel Gay’ e assunto gera polêmica nas redes sociais

Publicado

em

A Fundação Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB), aprovou o projeto musical “Papai Noel Gay”, apresentado por Anderson Cassidy de Alves Montenegro, que deverá ser apresentado em Rio Branco, nas festividades natalinas.

A iniciativa foi homologada e publicada na edição do Diário Oficial da última semana pelo presidente da FGB, Pedro Aragão. Os projetos foram aprovados pela Análise Técnica, na área de Música, conforme prevê o Edital n.º 01 do Fundo Municipal de Cultura, instituído no âmbito do Sistema Municipal de Cultura. As custas do musical poderá custar R$ 15 mil e deverá ser autorizado ou não pelo prefeito Tião Bocalom (Progressistas).

No entanto, nem mesmo o prefeito tendo se posicionado sobre o assunto, o assunto já está causando polêmica nas redes sociais, o deputado estadual Roberto Duarte (MDB) usou as redes sociais para criticar a iniciativa e pedir que a prefeitura não aprove o musical. “Não podemos aceitar passivamente essa inversão imoral de valores que buscam atingir, confundir e aliciar nossas crianças. Tenho certeza, que o Prefeito Tião Bocalom não vai aprovar esse projeto vergonhoso. Deixem nossas crianças em paz”, declarou.

O posicionamento do parlamentar é baseado em uma propaganda da empresa estatal de postagens da Noruega, a Posten, onde comemora 50 anos da descriminalização da homofobia no país. Na peça publicitária, o papai Noel beija um homem – como em alguns países o beijo gay ainda é um tema polêmico, o assunto ficou entre os trending topics (assuntos mais comentados) brasileiros nas redes sociais. “Depois de profanarem com um Jesus travesti, a esquerda novamente direciona sua mira contra nossas crianças. Primeiro veio o Superman gay e agora com a aberração do papai Noel gay, na Noruega. Como se não bastasse, agora apresentaram um projeto na Fundação Garibaldi Brasil, da Prefeitura de Rio Branco, para fazer um Natal da diversidade, com a figura do “Papai Noel Gay” ao custo de 15 mil reais”, comentou.

Sobre o projeto social ‘Papai Noel Gay’, o presidente da Fundação Garibaldi Brasil (FGB), Pedro Henrique Lima, disse ao ac24horas nesta quinta-feira, 2, que os comentários partem de pessoas que não conhecem o processo jurídico. Uma nota deve ser divulgada pela prefeitura de Rio Branco para esclarecer os detalhes do projeto.

“Eu tô fazendo uma nota sobre como funciona um processo de análise de projeto que é baseado em várias, estão comentando sem saber, no momento, eu não consigo dar opinião”, argumentou.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson diz que não aceitará pressões e cadastro de reserva da Civil é caso encerrado

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) usou as redes sociais nesta quinta-feira, 2, para emitir um comunicado aos aprovados que estão no cadastro de reserva dos concursos das áreas da Segurança Pública do Estado.

Na publicação, Cameli afirmou que considera o assunto das convocações encerradas e salientou que não aceitará “pressões politiqueiras”. Segundo o governador, já foram feitas mais de 1 mil convocações desde que assumiu o governo em 2019.

“Tudo aquilo que prometi na campanha eleitoral referente a convocação dos aprovados nos concursos da Segurança Pública é demais, eu cumpri com a minha palavra. Já foram mais de mil contratações para as nossas polícias em menos de três anos. Sigo com minha consciência tranquila sabendo que sempre fiz tudo dentro da legalidade. Considero esse assunto das convocações dos cadastros de reserva como encerrado e não aceitarei pressões politiqueiras, que tem como objetivo desestabilizar a nossa gestão”, escreveu.

Continuar lendo

Acre 01

PF cumpre mandados de busca e apreensão contra a migração ilegal na fronteira do Acre

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira, 2, a Operação KHARON que investiga a promoção de migração ilegal no Acre.

No total, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal nos municípios de Assis Brasil e Brasileia, interior do Acre

A investigação teve início com a prisão em flagrante de sujeito que fazia ofertas de promoção de migração ilegal a migrantes que desejavam ingressar no Peru pela fronteira terrestre Assis Brasil/Iñapari.

Com a promessa de atravessa-los pelo rio para o Peru, o flagranteado cobrava em dólares por cada integrante que compunha o grupo de migrantes.

Instaurado o inquérito, as providências de polícia judiciária apontam para a existência de uma possível associação criminosa para promoção de migração ilegal na região da tríplice fronteira Brasil – Peru – Bolívia.

O nome da operação faz referência a Caronte, barqueiro de Hades, na mitologia grega, que fazia a travessia sobre as águas do rio Estige e Aqueronte.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson diz que mesmo com pandemia, sua gestão já cumpriu 45% do Plano de Governo

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, e os secretários Ricardo Brandão (Seplag) e Rômulo Grandidier (Casa Civil), reuniram a imprensa na manhã desta segunda-feira, 29, na sala de reuniões do Palácio das Secretarias para apresentar a execução do plano de governo do Acre assumido em 2018, durante a campanha eleitoral.

De acordo com o secretário Brandão, dos 158 compromissos assumidos, a gestão Cameli já executou 45,6%, ou seja 72 demandas. 39,2% (62 propostas) ainda estão em andamento e 15,2% (24 propostas ainda não foram iniciadas). “A proposta é mostrar a transparência das ações do governo do Estado. Esse portal foi criado para isso. Todos poderão acessar essa informações e verificar os status dos trabalhos”, disse o secretário.

Já Cameli afirmou que o ato de criação do portal é um compromisso de prestar contas à sociedade acreana sobre o Plano de Governo. “O Portal de Monitoramento das propostas assumidas com vistas à promover uma educação de qualidade, fomentar a produção e o agronegócio, ampliar a assistência em saúde, oferecer segurança aos cidadãos, cuidar do meio ambiente, valorizar o servidor público, melhorar a infraestrutura viária e a mobilidade urbana, além de proporcionar uma gestão pública transparente, eficiente e participativa. De forma interativa, este portal permite à sociedade acompanhar o andamento de todas as propostas do governo durante a sua gestão”, disse o governador.

O chefe do executivo ressaltou que houveram mudanças nas propostas planejadas, como o Centro Administrativo de R$ 300 milhões, afirmando que a obra não é mais prioridade do Estado. “Estamos colocando uma luz sobre o assunto para não ter narrativa de que o Estado não fez nada, que não tem obras. Temos obras, estamos enfrentando a pandemia e a expectativa é até o final de 2022 executarmos a maioria de nossas propostas”, disse.

Sobre a previsão de grandes obras, Cameli ressaltou que luta para vencer a burocracia. “Acho necessário que o congresso faça as reformas, mas estamos trabalhando para publicar os editais no Diário Oficial. Quando publicar, já estamos com meio caminho andado”.

O portal de portal de monitoramento das ações de governo pode ser acessado clicando aqui: http://seplag.ac.gov.br/gestao-governamental/plano-de-governo/

Veja a coletiva:

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas