Conecte-se agora

Carlos Gomes é acusado de agredir mulher trans no Mercado do Bosque

Publicado

em

O ativista político Carlos Gomes, ex-dirigente da Rede Sustentabilidade e candidato derrotado à Prefeitura de Rio Branco nas eleições de 2016, em 2018 para deputado federal e em 2020 para vereador, é acusado de ter espancado a ex-apresentadora de TV, Michelle Queiroz, mulher trans, na madrugada do último sábado, 01, no Mercado do Bosque, em Rio Branco.

Ao ac24horas, Michelle Queiroz, afirmou que chegou ao Mercado do Bosque para encontrar os amigos e que antes de se sentar à mesa, foi ao banheiro e quando voltou viu o local muito cheio, momento em que ela decidiu ir para casa. Em seguida, caminhando para fora do mercado, ela revelou que ao passar por Carlos Gomes, foi cuspida pelo ativista político.

“Eu fui vítima de uma violência gratuita desse rapaz. Ele me cuspiu e eu fui tirar satisfação com ele por conta da cuspida, mas na mesma hora ele já foi revidando, com chute na barriga. Eu perguntei porque ele fez isso, e ele simplesmente veio com agressão, agressão, tentando me bater e eu não entendi os motivos dele de tanta agressão e raiva eu só não fiquei mais machucada, porque as pessoas não deixaram. Até que ele conseguiu me derrubar no chão e ele me chutou na barriga e eu estava indefesa e em seguida saiu correndo do mercado como um covarde”, afirmou.

Em outro trecho, Michelle afirmou que registrou um Boletim de Ocorrência (BO) e que realizou um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) contra Carlos Gomes. “Ele estava transtornado e fora de si e eu só não fiquei mais machucada porque as pessoas não deixaram. Transfobia e misoginia pura, a versão feminino. Foi ridículo”, relatou.

Em uma nota enviada ao ac24horas, Carlos Gomes, admitiu a briga no Mercado do Bosque.

“Sobre os questionamentos do caso em que ocorreu no final de semana em que fui envolvido, esclareço que, de fato, houve uma confusão no Mercado do Bosque, levei um tapa dessa pessoa enquanto passava pelo local. Retornei para questionar o motivo, houve um princípio de confusão. Me retirei do Mercado do Bosque. Registrei um boletim de ocorrência e estou com o advogado acompanhando o caso. Não me omiti e nem fugi das responsabilidades dos meus atos, registrei um boletim de ocorrência sobre o fato e já fui ouvido pela Polícia. Sem mais, reafirmo meu total repúdio a quaisquer formas de discriminação a orientação sexual e identidade de gênero. Mas respeito deve ser obrigação de todos e todas uma para com os outros”, escreveu.

Acre

Acre recebe mais de 7,2 mil doses de vacinas contra Covid para crianças

Publicado

em

Na noite de sexta-feira, 14, o voo da Latam chegou ao Aeroporto de Rio Branco, com o primeiro lote de vacinas contra a Covid-19 destinada à imunização de crianças de 5 a 11 anos.

Segundo informações repassadas pelo governo, nessa primeira remessa do Ministério da Saúde, o Acre receberia 7,2 mil doses do imunizante, o que representa somente 6% do público de crianças que devem ser vacinadas no Estado. A estimativa da Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre) é imunizar aproximadamente 120 mil crianças.

Em recente entrevista ao ac24horas, quatro representantes de família afirmaram que deverão imunizar os filhos contra o coronavírus. Um deles, que não teve a identidade revelada, disse que os pequenos precisam da vacina para não correr o risco de morte.

Após a chegada na Central, em Rio Branco, as doses vão estar disponíveis para os municípios do interior do estado de 24 a 48 horas, é o que informou a coordenadora do Plano Nacional de Imunização no Acre, Renata Quilles que que ainda garantiu que a imunização dará início na próxima segunda-feira, 17.

Na madrugada de quinta, às 4h38, o primeiro lote da vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. A remessa com 1.248.000 doses desembarcou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

O imunizante, que saiu de Amsterdam, na Holanda, foi descarregado em Viracopos com auxílio da Receita Federal e da Polícia Federal e seguiu, em caminhão, para o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos (SP), às 8h18. Agora, as doses serão distribuídas para os estados.

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, no dia 16 de dezembro, a vacinação de crianças desta faixa etária. Em 5 de janeiro deste ano, o Ministério da Saúde informou que não será exigida receita médica para vacinar o grupo.

Critérios no Acre

O Acre não vai exigir prescrição médica para vacinar crianças entre 5 e 11 contra a Covid-19, segundo a Sesacre. Em dezembro do ano passado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, chegou a afirmar que recomendaria a cobrança do documento.

No último dia 5, o Ministério da Saúde divulgou as regras para a vacinação de crianças de 5 a 11 anos – e abriu mão da exigência de receita médica para imunização desta faixa etária.

Continuar lendo

Acre

Morador de rua é encontrado morto a facadas em Rio Branco

Publicado

em

Um morador de rua cuja a identidade ainda é desconhecida foi encontrado morto na madrugada deste sábado, 15, por populares que passavam em um terreno localizado na rua Pedro José, no bairro Triângulo Novo, região do segundo distrito de Rio Branco.

Segundo informações da Polícia, os moradores que encontraram a vítima acionaram uma equipe militar. Quando os militares chegaram ao local, encontraram o homem morto  com uma perfuração de faca nas costas.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos do perito em criminalística. Após a perícia, o corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos e identificação.

No local do crime, nenhum morador soube informar o que aconteceu. O caso segue sob investigação pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo

Acre

Após denúncia, escola regulariza refeições da merenda no Quinari

Publicado

em

No início dessa semana, a reportagem do ac24horas foi procurada por estudantes da escola Cívico Militar Aldaci Simões da Costa, localizada em Senador Guiomard, denunciando que na maioria dos dias da semana, o lanche era apenas bolacha e suco. A situação foi confirmada pela gestora da escola  que confirmou o atraso no envio de alguns perecíveis, como carne.

A boa notícia é que depois da denúncia veiculada, o problema foi resolvido. Um dos estudantes que fez a denúncia e pediu para não ter a identidade revelada, voltou a procurar a reportagem para agradecer. “A gente agradece porque depois que vocês mostraram a situação o problema foi resolvido e agora estão seguindo o cardápio de forma correta”, disse.

A diretora da escola, Maria Antônia Pacífico que havia confirmado que nem sempre a unidade conseguia seguir o que estava no cardápio por conta de atraso na entrega dos alimentos afirmou que o problema foi resolvido.

“No mesmo dia recebemos os alimentos e agora temos merenda suficiente para concluirmos o ano letivo”, destaca a gestora.

Continuar lendo

Acre

Gladson pede que Operação da PF seja ‘passada a limpo’ o quanto antes

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli (Progressistas), foi escolhido para ser entrevistado no programa de análise política Uol News, transmitido no canal do Youtube nesta sexta-feira (14). Cameli foi convidado para falar sobre a pandemia que voltou a assolar o estado, os altos preços de combustíveis nos municípios acreanos e toda a região e sobre as recentes investigações de corrupção envolvendo a gestão estadual.

Por ironia do destino, o programa saiu do ar logo no início problemas técnicos. Assim que normalizou a transmissão, Gladson foi questionado sobre a Operação Ptolomeu, deflagrada recentemente pela Polícia Federal no Acre.

Ele afirmou que desde que assumiu o governo, tem procurado ser o mais transparente possível em sua gestão e que agora é o mais interessado nos esclarecimentos das investigações.

“Sempre chamei os órgãos de controle para estarem presente no estado. O caso está em segredo de justiça e não quero atrapalhar as investigações. Mas, quando há um processo de investigação e alguém cita o nome do governador, ele automaticamente já passa a ser investigado. Estou esperando que concluam as investigações para que eu possa me defender”, argumentou.

Não satisfeito com as respostas de Gladson, o colunista Tales Faria insistiu para que ele explicasse a origem do dinheiro que o Coaf disse ser anormal. Cameli ressaltou: “faço questão que esse assunto seja esclarecido. Não existe qualquer irregularidade que tenha a minha participação no governo”.

O repórter da UOL, Hanrrikson de Andrade, insistiu em saber por quê os valores da conta cresceram tanto no período investigado. Gladson justificou que a inflação corroeu o poder de compra e fez disparar os preços de bens.

O governador finalizou a participação na entrevista afirmando respeitar as operações policiais. “Onde há dúvida, tem que ser esclarecido. E o que eu puder fazer como governador pra mostrar pra sociedade o que é de fato, estou pronto para contribuir com as investigações”.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!