Conecte-se agora

Caixa paga sexta parcela do auxílio a beneficiários do Bolsa Família com NIS final 7

Publicado

em

A Caixa Econômica Federal (Caixa) paga nesta segunda-feira (27) a sexta parcela do Auxílio Emergencial aos beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 7.

Os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício original, com depósito em conta.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/

A Caixa lembra que os recursos também podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem e na rede lotérica de todo o país.

Como realizar o saque

Para sacar o dinheiro, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”.

Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora.

O código deve ser utilizado para saque em dinheiro nas agências, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

As agências da Caixa abrem de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Não é preciso madrugar ou chegar antes do horário de abertura. Todas as pessoas que procurarem atendimento durante o horário de funcionamento serão atendidas.

Continua disponível aos beneficiários a opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Com o aplicativo Caixa Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco.

Calendários de pagamento

Segundo o governo, o novo calendário é o definitivo. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a ideia é não mais prorrogar o benefício após o pagamento da sétima parcela.

Veja abaixo os calendários de pagamento.

Destaque 3

Câmara rejeita mudanças no Conselho Nacional do Ministério Público; veja os votos da bancada

Publicado

em

O substitutivo do deputado Paulo Magalhães (PSD-BA) à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 5/21 não obteve os 308 votos necessários para aprovar a ampliação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) de 14 para 17 vagas.

No placar, o resultado foi de 297 contra 182 votos e 4 abstenções, faltando 11 votos para aprovação.

A maioria da bancada do Acre votou contra as mudanças propostas mas dois deputados, Léo de Brito e Flaviano Melo, votaram ´sim´ pelas alterações. Perpétua Almeida absteve-se.

Agora, os deputados devem analisar o texto original da proposta, do deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

O presidente da Câmara, Arthur Lira, encerrou a sessão em seguida.

Para muitos, as mudanças ampliariam a intervenção política no Ministério Público, levando a ingerência e enfraquecimento.

Veja como votou cada deputado do Acre:

Continuar lendo

Destaque 3

Redução da tarifa do transporte coletivo na capital começa a valer na próxima segunda-feira

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

A redução da tarifa do transporte coletivo de R$ 4,00 para R$ 3,50 sancionada pelo prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), na última terça-feira, 19, começa a valer a partir da próxima segunda-feira (25) na capital.

Segundo a Lei, a redução tem validade até 30 de junho de 2022, enquanto estiver vigente a Lei Complementar nº 118, que permitiu a destinação de R$ 2,4 milhões ao sistema de transporte coletivo.

Após essa data, caso o gestor queira manter a redução, a Prefeitura terá que sentar à mesa e realizar um novo aporte ao sistema do transporte coletivo.

Desses R$ 2,4 milhões, 91,87% serão destinados ao pagamento de verbas salariais em atraso das empresas, referente ao período de dezembro de 2020 a abril de 2021, devidamente demonstrado por meio de extrato bancário ou outro meio juridicamente plausível e 8,17% será destinado ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Passageiros e Cargas do Estado do Acre (SINITPAC), para pagamento parcial dos débitos decorrentes dos descontos em folha dos trabalhadores.

Continuar lendo

Destaque 3

Gerlen Diniz descarta qualquer reaproximação com Mazinho Serafim: “virou meu inimigo”

Publicado

em

O deputado estadual Gerlen Diniz (Progressistas) em entrevista ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, na noite desta terça-feira, 19, rechaçou qualquer tipo de reaproximação com o atual prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB).

Gerlen e Mazinho vivem uma intensa troca de farpas públicas que vem antes de 2018 e que se intensificou nas eleições de 2020, onde o deputado estadual acabou saindo derrotado pelo atual prefeito de Sena Madureira que disputava a reeleição.

Na entrevista, o parlamentar lamentou a falta de apoio de membros do Governo e do próprio governador Gladson Cameli (Progressistas) a sua candidatura para prefeitura de Sena.

“Não venci, mas fui bem votado e sem o apoio que eu gostaria de ter. A diferença foi de três mil votos. E eu digo uma coisa a vocês: Gerlen e Mazinho jamais estarão juntos novamente, eu ajudei o atual prefeito a chegar na prefeitura com o compromisso de apoiar a minha reeleição, não honrou o compromisso e pelo contrário, virou o meu inimigo”, afirmou.

video

Continuar lendo

Destaque 3

Deputado diz que Bolsonaro errou no combate à pandemia e defende 3ª via para 2022

Publicado

em

O deputado estadual Gerlen Diniz (Progressistas) em entrevista ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, na noite desta terça-feira, 19, afirmou que não é Bolsonaro e nem Lula e defendeu a construção de uma terceira ou até mesmo uma quarta via para as eleições presidenciais de 2022.

Na entrevista, o parlamentar lamentou a conduta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no combate à pandemia da covid-19. “Eu penso que o nosso presidente errou muito, principalmente, no combate à pandemia. O governo era pra está surfando na onda, bastava o presidente defender a vacina, distanciamento social, uso de máscaras e ser o primeiro a tomar vacina pra dar exemplo, mas não fez, fez tudo contrário”, lamentou.

“Eu já fiz algumas críticas ao governo Bolsonaro e também ao governo Lula. Eu defendo uma terceira ou quarta via. Eu quero pessoas que tragam solução e ideias e não pessoas que digam que não é culpado por isso ou que não pode fazer nada”, acrescentou o parlamentar.

Em seguida, o parlamentar comentou a possibilidade de Bolsonaro se filiar ao Progressistas e destacou que não tem medo de perder votos do bolsonarismo por criticar o presidente.

“Se for contra o PT ou o Lula, iremos trilhar nesse caminho. Agora, se tiver a possibilidade de outra pessoa com as ideias que eu acredito, irei apoiá-la. Eu não tenho medo de perder apoiadores por conta de defender aquilo que acredito”, encerrou.

video

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas