Conecte-se agora

Utilidade pública: Acre manterá vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades

Publicado

em

Na última quarta-feira, 15, o Ministério da Saúde, em nota, recomendou a suspensão da imunização de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. Na nota, a pasta pede que sejam vacinados só os adolescentes com comorbidades ou privados de liberdade

Com tom negacionista, o governo federal afirmou ainda que a “maioria dos adolescentes sem comorbidades” não sofre de casos graves da doença e que “os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos”.

Apesar da orientação do Ministério da Saúde, a vacinação deve continuar em todo o Acre. Ao ac24horas, tanto a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Rio Branco informaram em nota nesta sexta-feira, 17, que a pasta não seguirá a recomendação do Ministério da Saúde (MS).

“Essa nota técnica vale para estados e municípios em atraso no esquema vacinal. O que não é nosso caso e há pelo menos 2 meses, foi pactuado em reunião da Comissão Intergestores Bipartite que seguiríamos vacinando adolescentes de 12 anos e acima com ou sem comorbidades”, explicou a Semsa.

“Seria um retrocesso e acima de tudo estamos na iminência do retorno das aulas presenciais e precisamos garantir um ambiente sanitário seguro para todos. Sem contar que somos um estado de fronteira, inclusive, com o Peru, onde a variante Delta toma proporções preocupantes naquele país”, acrescentou a pasta municipal de Rio Branco.

Nas redes sociais, o médico infectologista e referência no combate ao vírus no Acre, Thor Dantas, fez coro à nota da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM).

Na nota, a SBIM discorda da decisão em suspender a vacinação de adolescentes sem comorbidade após o início da vacinação desse grupo.”A medida gera receio na população e abre espaço para fake news”, diz a SBIM.

“Técnica, precisa, sóbria, assertiva, embasada como convém à ciência de boa qualidade!”, acrescentou Thor Dantas ao comentar a nota da SBIM.

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed) manifestou-se nesta sexta, assim como outras instituições da área, pela manutenção da vacina aos adolescentes.

“A campanha pela vacinação de adolescentes deve continuar! A vacina contra Covid-19 fabricada pela Pfizer-BioNTech, conhecida como Cominarty, foi aprovada pelo órgão regulatório estadunidense (FDA) em 23 de agosto deste ano para aplicação em adolescentes a partir dos 12 anos de idade e de acordo com o Ministério da Saúde foram registrados eventos adversos em apenas 0,043% dos casos, incluindo os eventos graves, como miocardite, responsável por 16 casos por milhão de vacinados, índice inferior ao risco da própria Covid”, salientou o presidente do Sindimed, Guilherme Pulici.

Acre 01

Deputados pressionam para que abono da educação chegue a todos os servidores do Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale

Na sessão da Assembleia Legislativa desta quarta-feira, 1, os deputados estaduais travaram um debate intenso sobre a questão do abono salarial para servidores da educação com sobras dos recursos do Fundeb.

O deputado Estadual Calegário (Podemos), da bancada independente, se posicionou favorável sobre o assunto e ainda fez menção reconhecendo o trabalho da oposição que juntamente com a base governista tem buscado uma solução para os servidores da educação.

“É importante lembrar-nos de todos, tantos os que já estão, como os que estão entrando e sem esquecer também daqueles que já deram a sua contribuição, no caso os aposentados. Nenhum servidor deve ficar pra trás. E estaremos debatendo para encontrar uma solução que possa auxiliar o Governo do Estado para que todos sejam comtemplados”, defendeu.

Já o deputado Gerlen Diniz (PP) ressaltou que o projeto de lei que concede abono ainda à Assembleia Legislativa, conforme noticiou o ac24horas no início desta semana

O parlamentar progressista se disse surpreso com a capacidade de alguns integrantes do governo de transformar algo bom em ruim.
“Base aliada que tem sido fiel ao governo, precisamos rever as pessoas que estão tratando desses temas”, disse ele referindo-se às idas e vindas dos projetos do Executivo.

“O governador tem sofrido com isso”, disse, afirmando que o anúncio do abono apenas trouxe desgaste até agora.

Ele discorda que o abono possa ser ampliado usando a fonte 100 aos servidores da educação. “Defendo que seja feito da fonte 100 para as demais categorias”, disse.

Diniz relembrou os tempos ruins da pandemia, alertando para que os cuidados sejam mantidos e potencializados ante à ameaça da nova variante da Covid-19.

O deputado Daniel Zen (PT) disse que ocorreram avanços na interpretação da legislação que rege o abono do Fundeb. “O que eram 8 mil, chegou a 12 mil e pode ir a 13 mil”, disse o petista acerca do número de beneficiários que podem realmente ser atendidos com o bônus.

“É pior deixar gente de fora que diminuir o valor individual”, disse. O governo tem dificuldades de alcançar o mínimo de 25% em educação, situação que contempla a defesa de Chico Viga em relação aos recursos da fonte 100. Uma reunião no TCE deverá esclarecer todas as dúvidas acerca das sobras do Fundeb. Ele propõe que seja unida a vontade política, pois o governo do Estado demonstra querer atender a mais servidores, com a saída jurídica.

Continuar lendo

Acre 01

Quase 20 exames são bloqueados pela prefeitura de Rio Branco e médicos denunciam ao MPE

Publicado

em

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) pedirá ao Ministério Público Estadual (MPE) investigação contra a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Rio Branco depois da determinação de bloqueio dos exames de sangue (lista abaixo), incluindo o Antígeno Prostático Específico, conhecido como PSA, exame que ajuda a detectar o câncer de próstata. O objetivo é punir os responsáveis pela suspensão dos serviços.

Para o vice-presidente do Sindmed-AC, Rodrigo Prado, é preciso verificar os motivos que resultaram na interrupção da prestação de serviço, sem oferecer transparência a toda à população.

“A prefeitura de Rio Branco deverá responder ao Ministério Público o motivo da interrupção dos exames, prejudicando o trabalho dos profissionais que estão atuando”, afirmou o sindicalista.

Rodrigo Prado lembrou que a luta da categoria é por melhores condições de trabalho e carreira digna, beneficiando a população que poderá receber uma prestação de serviço decente.

“Enquanto o senhor Tião Bocalom se recusa em negociar com os médicos, a população sofre pela falta de gestão. Nossa luta é por melhorias que devem beneficiar toda a população”, criticou o vice-presidente do Sindmed-AC.

Lista de exames Bloqueados:

– A1C

– Beta HCG

– Cortisol

– Creatinina

– Estradiol

– Fator Reumatoide

– Ferritina

– Fosfatase Alcalina

– LH

– Lipase

– Progesterona

– PSA total

– PSA Livre

– Sangue Oculto

– Testosterona

– TSH

– T3

Com informações da assessoria do Sindmed-AC.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson diz que mesmo com pandemia, sua gestão já cumpriu 45% do Plano de Governo

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, e os secretários Ricardo Brandão (Seplag) e Rômulo Grandidier (Casa Civil), reuniram a imprensa na manhã desta segunda-feira, 29, na sala de reuniões do Palácio das Secretarias para apresentar a execução do plano de governo do Acre assumido em 2018, durante a campanha eleitoral.

De acordo com o secretário Brandão, dos 158 compromissos assumidos, a gestão Cameli já executou 45,6%, ou seja 72 demandas. 39,2% (62 propostas) ainda estão em andamento e 15,2% (24 propostas ainda não foram iniciadas). “A proposta é mostrar a transparência das ações do governo do Estado. Esse portal foi criado para isso. Todos poderão acessar essa informações e verificar os status dos trabalhos”, disse o secretário.

Já Cameli afirmou que o ato de criação do portal é um compromisso de prestar contas à sociedade acreana sobre o Plano de Governo. “O Portal de Monitoramento das propostas assumidas com vistas à promover uma educação de qualidade, fomentar a produção e o agronegócio, ampliar a assistência em saúde, oferecer segurança aos cidadãos, cuidar do meio ambiente, valorizar o servidor público, melhorar a infraestrutura viária e a mobilidade urbana, além de proporcionar uma gestão pública transparente, eficiente e participativa. De forma interativa, este portal permite à sociedade acompanhar o andamento de todas as propostas do governo durante a sua gestão”, disse o governador.

O chefe do executivo ressaltou que houveram mudanças nas propostas planejadas, como o Centro Administrativo de R$ 300 milhões, afirmando que a obra não é mais prioridade do Estado. “Estamos colocando uma luz sobre o assunto para não ter narrativa de que o Estado não fez nada, que não tem obras. Temos obras, estamos enfrentando a pandemia e a expectativa é até o final de 2022 executarmos a maioria de nossas propostas”, disse.

Sobre a previsão de grandes obras, Cameli ressaltou que luta para vencer a burocracia. “Acho necessário que o congresso faça as reformas, mas estamos trabalhando para publicar os editais no Diário Oficial. Quando publicar, já estamos com meio caminho andado”.

O portal de portal de monitoramento das ações de governo pode ser acessado clicando aqui: http://seplag.ac.gov.br/gestao-governamental/plano-de-governo/

Veja a coletiva:

Continuar lendo

Acre 01

Delegacia abandonada é ocupada por vândalos e traficantes em Rio Branco

Publicado

em

Sem cobertura, instalações sanitárias ou elétricas (que foram danificadas e furtadas), o prédio onde funcionou a sede da Delegacia do 2º Distrito Policial por décadas é um retrato do descaso do poder público.

Localizada ao longo da rua 24 de janeiro, na área mais valorizada do Segundo Distrito da cidade, a construção em ruínas está abandonada há anos.

Desde que a 2ª Regional passou a funcionar na Cidade do Povo que o prédio foi abandonado e em poucos meses foi ocupado por moradores de rua que saquearam toda a construção furtando telhas da cobertura, pias, vasos sanitários, fios e luminárias vendendo a atravessadores.

Criminosos usam as dependências da antiga delegacia como depósito e ponto de venda de drogas. Por dezenas de vezes, a polícia já fez prisões por tráfico e apreendeu maconha, cocaínas e outros tipos de entorpecentes no local. Eles ficam na frente do prédio, localizado em área de grande movimento e guardam os ilícitos no prédio, assim, escapando da prisão em flagrante.

Durante parte do dia, moradores de rua, a maioria absoluta dependentes químicos, traficantes e até prostitutas, disputam o espaço até para dormir. Os assaltos na região se tornaram comuns, especialmente na rua Rio de Janeiro, onde fica o espaço. Para os poucos moradores da área, a destruição do prédio e uma nova edificação seria a solução do problema que perdura por vários anos.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas