Conecte-se agora

Professores na internet debatem sobre “História e Rede Pública de Ensino” 

Para educador do ensino fundamental II, deficiência na leitura atrapalha o entendimento da disciplina

Publicado

em

Em meio a tantos acontecimentos marcantes na História do Brasil e do mundo, como a pandemia, o conflito no Afeganistão e a inflação que assola o território nacional, por exemplo, repassar os fatos de maneira didática para que os mais jovens possam compreender o cenário e criar uma visão crítica é um desafio para os educadores que já enfrentam nas salas de aula outras barreiras como a deficiência na interpretação de leitura e dados.

Para o professor Matheus Buente, que leciona a disciplina de História para turmas do 6º ao 9º ano da rede pública de educação, o ensino da sua matéria enfrenta problemas parecidos com os de Língua Portuguesa. “Nossa deficiência na formação de leitores e escritores afeta diretamente a aprendizagem de hoje, uma vez que a leitura e interpretação são partes fundamentais do processo”, justifica o educador. Para ele, o ensino da História nas escolas deve dar mais atenção aos fatos locais, que geram identificação e valorizam a região em que o estudante vive. 

Em paralelo à atividade nas salas de aula, Matheus é comediante acostumado a contar piadas há sete anos nos palcos, mas há assuntos que ele não vê graça. “Creio que o maior desafio, enquanto professor, seja combater a naturalização do fascismo que ocorre hoje em dia. Muito provavelmente esse não será um desafio para a minha geração de historiadores mas, sim, para a próxima, que terá um distanciamento maior do momento histórico, o que costuma colaborar bastante para uma análise do ocorrido. Serão páginas tristes nos livros”, opina.

Essa abordagem é apenas um dos temas que serão debatidos pelo professor Matheus Buente no podcast Sala dos Professores, que terá como tema “História e Rede Pública de Ensino”. O bate-papo será transmitido ao vivo no YouTube, nessa segunda-feira (13), às 16h. Posteriormente o conteúdo é disponibilizado no Spotify

Organizado e apresentado pela professora de redação Carol Silveira, em parceria com o Educa Mais Brasil, o podcast foi criado para ser uma representação virtual da sala dos professores, local de diálogo entre os docentes e troca de experiência. De forma leve e descontraída, professores de todo o país interagem com os participantes que se apresentam na Sala dos Professores. 

“Por mais que a gente tenha questões em comum, como a precariedade e desvalorização, a gente tem indivíduos com trajetórias muito pessoais e únicas. Então, quanto mais a gente conhece outras realidades de professores no Brasil, mais a gente conhece sobre educação porque é o professor que faz essa educação acontecer, argumenta a professora Carol Silveira. 

Apresentado semanalmente, toda segunda-feira, agora em novo horário, às 16h, o podcast já contou com a participação de Alan Miranda, que é ator e diretor, falando sobre humor e educação; da professora Luísa Menezes, falando sobre a pressão estética que as professoras sofrem em sala de aula; do professor Daniel Pinheiro, que é especialista em formação de professores no âmbito tecnológico, falando sobre desafios nesse período de pandemia, de aula on-line; do psicólogo Davi Ferreira, abordando a saúde mental dos professores, dentre outros convidados. 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Acre 01

“Dick Vigarista” reage a prisão, tenta atropelar policiais e acaba ferido a tiros

Publicado

em

O foragido da justiça Luiz Fernando Maia de Souza, de 23 anos, mais conhecido no crime por “Dick Vigarista”,  e uma mulher não identificada, foram feridos a tiros na noite deste sábado, 4, após reagirem a prisão em um posto de combustível localizado no bairro Tropical em Rio Branco. Durante a ação quatro pessoas também foram presas.

De acordo com informações da polícia, o criminoso é investigado por vários crimes, entre eles, o de tentativa de homicídio. Ele estava foragido após fingir que estava doente dentro do presídio Francisco de Oliveira Conde, ser encaminhado ao Pronto-Socorro e escapar do hospital enquanto recebia atendimento médico, no dia 8 junho deste ano.

Na noite deste sábado, os agentes de Polícia Civil receberam informações que “Dick Vigarista” estava armado em um veículo modelo Polo, de cor branca, placa PHM-6504. Os policiais que estavam em dois carros descaracterizados, conseguiram encontrar o veículo e nele estava o foragido Luiz Fernando, juntamente com cinco pessoas.

Os policiais civis fizeram a abordagem do carro do criminoso, que estava em um posto de combustível no bairro Tropical, deram ordem de parada, e “Dick Vigarista” reagiu colocando uma marcha a ré no carro tentando atropelar os polícia civis, na tentativa de fugir do local. Os policiais reagiram e efetuaram disparos  contra o carro. Durante a ação, o foragido foi ferido com três tiros na região do ombro esquerdo, abdômen e peito. Uma mulher que não foi identificada, também estava no veículo  e foi atingida com um projétil no abdômen. As quatro pessoas que estava dentro do carro foram presas.

Duas ambulâncias do Serviço do Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam “Dick Vigarista” ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde gravíssimo. Já a mulher, que recebeu um tiro no abdômen, deu entrada ao hospital em estado de saúde estável.

Policiais Militares estiveram no local e deram apoio aos Policiais Civis. Os quatro presos foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) e estão a disposição da justiça.

Continuar lendo

Cotidiano

Domingo será de céu nublado com possibilidade de chuvas e trovoadas no Acre

Publicado

em

De acordo com o Serviço se Proteção da Amazônia (Sipam) neste domingo, 5, a previsão é de céu nublado a encoberto com pancadas de chuva que poderão vir acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia em todas as regiões acreanas, inclusive na Capital.

Segundo o boletim, o fluxo de umidade em baixos níveis da atmosfera se intensifica e aumenta a instabilidade em todo o Estado.

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 22°C e a máxima de 30ºC.

Baixo Acre

Mínima de 23°C e máxima de 30ºC são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 21°C e 30°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 23º C e 29°C.

Vale do Tarauacá/Envira

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 22°C e a máxima de 30°C.

Continuar lendo

Na rede

OAB e Tribunal de Justiça vão fazer inspeção no presídio do Juruá

Publicado

em

Em meio à “greve” dos Policiais Penais, suspensão de visitas e rebelião de presos, a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, Subseção de Cruzeiro do Sul e a Corregedoria de Presídio do Tribunal de justiça farão uma inspeção no Complexo Penitenciário Manoel Neri, na segunda-feira, 6.

A inspeção será feita pela presidente da Subseção da OAB de Cruzeiro, advogada Núbia Sales de Melo e pela juíza Ivete Tabalipa, que responde inteiramente pela corregedoria do Presídio na Comarca do município. Elas vão ouvir presos e apresentar demandas.

“O pleito da OAB será pelo posicionamento do presídio quanto a retomada das visitas e do banho de sol dos presos porque tais direitos estão previstos na Lei de execução penal”, cita Núbia, que irá também buscar informações sobre a ação policial dentro do presídio neste sábado, 4 durante o início de rebelião na unidade prisional de Cruzeiro do Sul.

Continuar lendo

Acre 01

Temendo nova variante ômicron, Gladson volta atrás e decide cancelar festividades de réveillon

Publicado

em

Temendo a possível chegada da variante ômicron no Acre, o governador Gladson Cameli (Progressistas) declarou ao ac24horas neste domingo, 5, que bateu o martelo e decidiu não mais realizar as festividades do tradicional réveillon, na Gameleira, em Rio Branco, conforme anunciado anteriormente.

O chefe do executivo explicou que uma das razões que motivou a desistência é os dados da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), onde aponta um aumento do número de casos da Covid-19.

De acordo com os números, o mês de novembro fechou com 163 casos, uma alta em relação aos últimos três meses. Já o número de mortes, se manteve em baixa, tendo sido registrado no mês passado apenas 3 óbitos.

Porém, Gladson afirmou que a desistência do réveillon nada tem haver com pressão política. “Eu não vou colocar a vida das pessoas em risco, não vou cancelar por pressão. Mas também não quero correr riscos de que depois o pior possa acontecer”, ressaltou.

Questionado se pretende cancelar o carnaval, em fevereiro de 2022, Cameli disse que deverá esperar que o número de casos da doença venha ou não se propagar, contudo, a princípio, não pretende cancelar o evento. “O carnaval eu não vou cancelar não, quem não tomou a vacina é bom tomar”, encerrou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas