Conecte-se agora

Ao Gladson, o que é de Gladson!

Publicado

em

Estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) entre 2019 e 2021 sobre a pobreza no Brasil indica que o Acre, um dos estados mais pobres da federação, não empobreceu como os demais. Ao contrário, recuou na sua pobreza em 0,4%. Nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, ricos, a pobreza aumentou como consequência da Covid-19, mas, também, de políticas econômicas mal elaboradas pelo governo federal.

Nesse aspecto da diminuição da pobreza no Acre, “a Gladson, o que é de Gladson”. Pagou dívidas, manteve em dia ou antecipou salários de servidores públicos que movimentam a combalida economia local; pagou dívidas passadas, fez parcerias com todas as prefeituras e foi um exemplo a ser seguido quando distribuiu cestas-básicas para socorrer os pobres da pandemia e das enchentes.

Não se pode negar o apoio que teve da bancada federal no seu conjunto. Foi uma bancada eficiente, apesar das diferenças políticas. Teve ajuda também do presidente Jair Bolsonaro com a liberação de recursos para a Saúde e a suspensão de dívidas com a União. Porém, nem só de recursos vivem as pessoas. Gladson foi sempre um otimista lutando contra a pandemia. “Nós vamos vencer”, “nós vamos vencer”, “me ajudem”, dizia humildemente pregando a esperança de dias melhores, elevando a autoestima da população e sendo solidário às famílias enlutadas do Acre.

Vem de zelo

A palavra Zeladoria é derivada de Zelo. Nada mais justo que os recursos com despesas de combustíveis sejam aplicados com muito zelo. É necessário o cuidado para, não só gastar corretamente, mas, também, comprovar com documentos todo o processo. Desde a licitação, passando pela bomba ao uso devido. Sob hipótese alguma à particulares. Até onde se sabe, está tudo bem.

A que custo?

Sobre o tema da COLUNA de ontem, “Bocalom economizou cerca de R$ 200 milhões”, alguns leitores ligaram para afirmar que na mesma medida da economia, as dívidas aumentaram, anulando-se entre si o saldo. Por exemplo: Eu tenho guardado R$ 100 mais devo R$ 100. Além de aluguéis, despesas com fornecedores e prestadores de serviços atrasados, o estoque regulador de medicamentos da rede básica está totalmente comprometido.

Flamengo e Bocalom

Ontem, no intervalo do jogo do Flamengo com o Grêmio, comentarista esportivo fez duras críticas ao time carioca, que acabou enfiando quatro a zero no time gaúcho. Ao final, o crítico reconhecia a mudança no time. Isso serve para a política. Um gestor mal avaliado pode melhorar ao longo do jogo. Só não pode esquecer que tem um prazo que diminui a cada dia.

Festival de diárias

O Ministério Público resolveu brecar o festival de diárias da Câmara Municipal. Ao que parece, não há ilegalidade nenhuma. Porém, o MP quer saber a necessidade e a finalidade de cursos de capacitação em outros estados, principalmente em tempos de pandemia quando o ensino presencial está parado.

STF X Bolsonaro

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), rejeitou o pedido de impeachment do ministro do STF, Alexandre de Morais, feito pelo presidente Jair Bolsonaro. Em uma república não se resolve assim. Bolsonaro é novo, ele aprende! Se der tempo.

Tiro pela culatra

A tentativa do deputado federal Eduardo Bolsonaro de mobilizar a Polícia Militar nos estados para se rebelar contra os governadores no ato do dia Sete de Setembro, colocou as Forças Armadas em outro campo que teme a quebra de hierarquia. O Exército não quer PMs armados em manifestações a favor ou contra governadores. Seria o caos.

Jogo de cena

Como bancário e deputado, talvez o deputado Neném Almeida saiba que se o governo reduzisse a alíquota de ICMS sobre os combustíveis, afetaria as receitas do estado e das prefeituras. Aliás, a transferência de receita do ICMS é maior (para alguns municípios) do que o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Neném embarcou na canoa furada do presidente. Em outros estados a situação pode ser diferente, no Acre não é.

Papel importante

O PSDB terá papel importante na construção da chapa do governador Gladson Cameli (PROGRESSISTA) para a reeleição em 2022. Seja para que Alysson Bestene venha a compor de vice ou, mesmo, no jogo para a equação do problema para o Senado.

. A ex-prefeita Socorro Neri está dando um bom choque de gestão na Secretaria de Educação.

. Dizem que havia cerca de mil servidores, entre os quais professores, à disposição de outros órgãos e instituições.

. Conseguiu convencê-los a voltar para casa.

. Provavelmente em setembro as aulas presenciais retornam.

. O trânsito voltará ao caos de sempre.

. É muito comum o ser humano fazer comparações; é o que se faz atualmente entre o pouco tempo de gestão de Socorro Neri com o prefeito Bocalom.

. O prefeito Bocalom é um bom sujeito, só precisa acertar o passo!

. Alguns religiosos com a liderança em decadência querem se aproveitar do bolsonarismo para voltar ao status que tinham no passado.

. Luzes da Ribalta!

. Bom dia!

Coluna do Astério

Mulher, preta, pobre, analfabeta e assassina…

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Por que Lula tem chances de virar presidente novamente?

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Angelim e Marcus, na marca do pênalti

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Justiça do faz de conta!

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas