Conecte-se agora

Arena da Floresta volta a ser pintada com as cores originais ao custo de quase R$ 600 mil

Publicado

em

As tentativas de mudanças de nomes e erros históricos em prédios públicos têm custado caro ao bolso do consumidor acreano. Primeiro foi a caixa d’água, localizada no bairro 6 de Agosto. Após sofrer críticas por ter sido pintada de azul e ser identificada com o erro histórico de que o local teria sido palco de combates durante a Revolução Acreana, o governo decidiu voltar com a pintura original, que é o metálico. Todo o custo teria sido superior a R$ 150 mil. O governador, inclusive, disse ao ac24horas que aguardava um parecer jurídico para devolver o valor gasto na pintura.

Agora, é a vez do estádio Arena da Floresta voltar às suas cores originais. Depois de mudar, em 2019, o nome para Arena Acreana e fazer uma nova pintura com as cores azul, branco, verde e amarelo, o governo decidiu este ano que o estádio volta a se chamar Arena da Floresta. A praça esportiva foi inaugurada em dezembro de 2006, no último da gestão do ex-governador Jorge Viana.

O ac24horas procurou o governo do estado sobre os valores da nova pintura. O Palácio Rio Branco informou que o valor estimado para o serviço de pintura e manutenção está estimado em quase R$ 600 mil (R$ 597.860,00).

Perguntado sobre o valor em separado da pintura e quais os serviços de manutenção que serão feitos, a reportagem foi informada que não existe essa informação discriminada no momento. “Nós pedimos vários serviços de manutenção que são necessários neste momento, mas ainda não fomos informados do que vai ser possível ser feito com esse recurso”, afirmou Júnior Santiago, coordenador de esportes do Acre.

Alguns problemas apontados por quem frequenta o estádio não devem ser solucionados agora, já que o recurso liberado não deve cobrir com essas despesas. Os elevadores estão há mais de três anos sem funcionar, o que inviabiliza o trabalho de um profissional da imprensa, cadeirante ou a presença de um torcedor na mesma situação quando a torcida for autorizada a voltar aos estádios. Há também diversas infiltrações na estrutura do estádio, falta de cadeiras em parte das arquibancadas e diversas lâmpadas queimadas nas torres de iluminação.

Destaque 3

Rio Branco afasta 54 servidores da Zeladoria por Covid-19 e alerta atraso na limpeza

Publicado

em

A prefeitura de Rio Branco emitiu uma nota de esclarecimento no início da tarde desta quarta-feira, 26, revelando uma significativa redução de pessoal nas equipes da secretaria municipal de Zeladoria da Cidade (SMZC) devido à contaminação pelo novo coronavírus.

Conforme a 54, pelo menos 54 servidores estão acometidos pela Covid-19 e, devido ao crescimento de casos, tiveram de afastar os funcionários das atividades. Ao todo, as equipes sofreram redução de 14 roçadores, 38 garis e 2 encarregados.

“Eles testaram positivo para doença, mesmo com a adoção de todas as medidas sanitárias, como uso de máscaras, álcool em gel e higienização das mãos”, diz a nota, que pede ainda a compreensão da sociedade, principalmente no tempo de resposta para a retirada de entulhos nos bairros de Rio Branco.

“Trabalhamos para que toda a demanda seja atendida. Mesmo com a redução de nossas equipes, os serviços de limpeza geral da capital estão sendo realizados seguindo o cronograma diário de atividades”, afirmou o secretário de Zeladoria, Joabe Lira.

Continuar lendo

Destaque 3

Possibilidade de crescimento de doenças respiratórias no Acre é acima de 95%, diz Fiocruz

Publicado

em

A Fiocruz divulgou nesta terça-feira (25) mais um boletim Inforgripe, que monitora as doenças respiratórias no País. A situação segue complicada na maioria dos Estados.

Nas capitais, a Fiocruz observa que 23 das 27 apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo (últimas seis semanas) até Semana Epidemiológica 3.

Porto Velho e Vitória, embora apresentem sinal de estabilidade e queda na tendência de longo prazo, respectivamente, estão com sinal de crescimento na tendência de curto prazo.

Rio Branco está no grupo de capitais onde a probabilidade de crescimento das doenças respiratórias permanece acima de 95%.

Em São Paulo observa-se sinal de estabilidade nas duas análises, e em Salvador o sinal é de queda nas duas tendências. Dentre as que apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo, apenas em Boa Vista e Recife este sinal é moderado (probabilidade maior que 75%), enquanto Aracaju, Belém, plano piloto de Brasília e arredores, Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Luís e Teresina o sinal é forte (probabilidade maior que 95%) -além de Rio Branco, já citado.

Em Vitória, temos sinal moderado de crescimento apenas na tendência de curto prazo. Conforme apresentado pelos indicadores de transmissão comunitária, todas as capitais encontram-se em macrorregiões de saúde em nível alto ou superior, sendo a maioria delas em nível muito alto ou extremamente alto.

Continuar lendo

Destaque 3

Município de Rio Branco prorroga matrículas para o ensino infantil até 31 de janeiro

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Educação (Seme) em Rio Branco informou nesta terça-feira, 25, que o processo de inscrição de matrícula para o ensino infantil da rede municipal de Educação foi prorrogado para 31 de janeiro.

Para finalizar essa etapa, que está sendo realizada de forma on-line, pelo site da prefeitura ou presencial na unidade escolar em horário de funcionamento, o pai ou responsável deve apresentar a documentação exigida como originais e cópias de: Certidão de Nascimento; RG (identidade); Cartão Auxilio Brasil; Cópia do Laudo Médico para criança, pais ou responsáveis com deficiência.

Para concorrer às vagas nas escolas municipais, deve ser respeitada a data para o ingresso da criança na educação infantil com a idade mínima de 2 anos completos para creche, 4 anos completos para a Pré-Escola I e 5 anos completos para a Pré-Escola II ou a completar até o dia 31 de março do ano em que ocorrer a matrícula.

O sorteio público será realizado on-line, no dia 4 de fevereiro de 2022, às 9h, nas dependências de cada instituição de ensino a qual a criança se inscreveu. Pais e responsáveis pelas crianças poderão acompanhar, conectados, no ato do sorteio pelas mídias e/ou endereços eletrônicos, redes sociais a serem fornecidos pelas instituições de ensino.

Continuar lendo

Destaque 3

Quem passar trote para polícia, Samu ou bombeiro vai pagar multa de R$ 58 no Acre

Publicado

em

Para tentar acabar com uma “brincadeira” que pode provocar uma morte por falta de atendimento, um projeto de lei do deputado Gerlen Diniz, sancionado pelo governador Gladson Cameli no Diário Oficial desta terça-feira, 25, cria a aplicação de multa ao proprietário de linha telefônica responsável pelo acionamento indevido dos serviços telefônicos de atendimento (trote telefônico) a emergências, envolvendo remoções ou resgates, combate a incêndios, ocorrências policiais ou atendimento de desastres.

Entende-se por acionamento indevido aquele originado de má-fé ou que não tenha como objeto o atendimento a emergência ou situação real que venha a justificar o acionamento, salvo nos casos de erro justificável.

Os órgãos e entidades públicas responsáveis pela prestação dos serviços de emergência aqui tratados, deverão anotar o número telefônico de onde se originou a ligação (trote telefônico) e enviar oficio às empresas prestadoras de serviços telefônicos para que essas informem os dados do proprietário.

As empresas prestadoras de serviços telefônicos terão o prazo de trinta dias para fornecer as informações, sob pena de multa de cinquenta TJPF/AC – Unidade Padrão Fiscal do Acre, duplicando-se tal valor em caso de reincidência no não atendimento ao disposto neste parágrafo.

As ligações originadas de telefones públicos serão anotadas em relatório separado para futuro levantamento de incidência geográfica e posterior identificação pelo órgão competente, devendo ser adotadas medidas preventivas. Identificado o autor do acionamento indevido por telefones públicos, esse será responsabilizado e deverá ser penalizado na forma desta lei. Art. 3º Identificado o proprietário da linha telefônica ou o responsável pelo acionamento indevido, na forma prevista no artigo anterior, serão enviados os relatórios ao órgão estadual competente que adotará as medidas cabíveis, inclusive a lavratura do auto de infração e o envio da multa ao endereço do infrator.

Após o recebimento do auto de infração, os proprietários da linha telefônica ou os responsáveis pelo acionamento indevido terão o prazo de trinta dias para apresentar defesa por escrito junto ao órgão competente, que poderá acatar o pedido, cancelando a aplicação da multa.

A multa será de cinco UPF/AC – Unidade Padrão Fiscal do Acre, o que corresponde a R$ 58,60 e cobrada em dobro no caso de reincidência.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!