Conecte-se agora

Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa inclui mil novas palavras

Termos que passaram a ser usados habitualmente integram a lista

Publicado

em

Palavras que começaram a ser usadas habitualmente pelos brasileiros como “sororidade”, “feminicídio” e “home office” foram incluídas pela Academia Brasileira de Letras (ABL) na sexta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp), que não era atualizado desde 2009. Ao todo, mil palavras foram acrescentadas ao dicionário que passa a ter 382 mil termos.

A consulta pode ser feita on-line pelo site ou, ainda, por dispositivos móveis como tablets e celulares. Para isso, o usuário pode fazer a consulta utilizando a internet  apenas  uma única vez, quando baixar o aplicativo ou quando for necessária a atualização da base de dados.

As buscas no aplicativo são auto-completáveis, que facilita a digitação em telas pequena. De acordo com os técnicos responsáveis pelo aplicativo, quando o usuário começar a digitar parte da palavra cuja grafia precisa consultar, uma listagem de possíveis resultados aparece na tela.  O aplicativo dispõe também de um ajuste que pode ampliar ou reduzir o tamanho da fonte, facilitando a leitura.

“Conhecer o significado de novas palavras enriquece nosso vocabulário e nos faz mergulhar na atmosfera intelectual em que vivemos. Mais do que isso, contribui para o pleno desenvolvimento de nossa capacidade de comunicação, amplia a compreensão que temos do mundo e nos torna aptos a identificar problemas, buscar soluções e sermos agentes de mudança em prol de uma sociedade mais humana, ética e justa”, justifica a ABL.

Novas palavras

Além de “feminicídio” e “home office”, a ABL adicionou “crossfit”, “sororidade”, “negacionismo” “pós-verdade” e outras relacionadas à pandemia de Covid-19, como “lockdown” e “covid-19, o próprio nome da doença grafado com letra minúscula.

Veja, a seguir, algumas palavras que foram incluídas e seus respectivos significados, segundo a ABL:

feminicídio: delito de homicídio praticado contra mulher decorrente de violência doméstica ou familiar e/ou por motivo de menosprezo ou discriminação de gênero.

home office: no Brasil, significa trabalhar de casa, mas, no inglês, a expressão equivalente seria “work from home”. Literalmente, em inglês, “home office” significa “escritório de casa”. 

infodemia: volume excessivo de informações, muitas delas imprecisas ou falsas (desinformação), sobre determinado assunto (como a pandemia, por exemplo), que se multiplicam e se propagam de forma rápida e incontrolável, o que dificulta o acesso a orientações e fontes confiáveis, causando confusão, desorientação e inúmeros prejuízos à vida das pessoas.

necropolítica: uso do poder político e social, especialmente por parte do Estado, de forma a determinar, por meio de ações ou omissões (gerando condições de risco para alguns grupos ou setores da sociedade, em contextos de desigualdade, em zonas de exclusão e violência, em condições de vida precárias, por exemplo), quem pode permanecer vivo ou deve morrer. 

pós-verdade: informação ou asserção que distorce deliberadamente a verdade, ou algo real, caracterizada pelo forte apelo à emoção, e que, tomando como base crenças difundidas em detrimento de fatos apurados, tende a ser aceita como verdadeira, influenciando a opinião pública e comportamentos sociais. Também pode ser um contexto em que asserções, informações ou notícias verossímeis, caracterizadas pelo forte apelo à emoção e baseadas em crenças pessoais, ganham destaque, sobretudo social e político, como se fossem fatos comprovados ou a verdade objetiva.

sororidade: sentimento de irmandade, empatia, solidariedade e união entre as mulheres, por compartilharem uma identidade de gênero; conduta ou atitude que reflete este sentimento, especialmente em oposição a todas as formas de exclusão, opressão e violência contra as mulheres.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Cotidiano

Após destinar emenda, Gonzaga acompanha limpeza de rios e igarapés de Porto Walter

Publicado

em

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga (PSDB), acompanhou de perto os serviços de limpeza de rios e igarapés no município de Porto Walter, na quarta-feira (20).

Os serviços de limpeza dos mananciais fazem parte de uma parceria entre o parlamentar e a Prefeitura de Porto Walter. Gonzaga destinou emenda para custear os serviços no município.

Gonzaga, que desde o seu primeiro mandato luta por melhorias para ribeirinhos e produtores rurais do Acre, afirmou que a limpeza dos rios é importante para o transporte de pessoas e escoamento da produção agrícola nas regiões isoladas do estado.

“Acompanhei de perto as dificuldades que esses trabalhadores enfrentam para se locomover pelos rios e igarapés por causa dos balseiros. Diante disso resolvemos destinar recursos para realizar a limpeza. É um serviço que vem ajudar no tráfego e também melhorar as condições dos nossos ribeirinhos para que eles possam escoar sua produção e ter acesso à cidade”, disse o deputado.

O vice-prefeito de Porto Walter, Guarsônio Melo, agradeceu ao deputado Gonzaga pela apoio aos ribeirinhos do município.

“Quero agradecer e parabenizar o deputado Gonzaga pela emenda que nos proporcionou a limpar nossos rios. Essa limpeza irá melhorar muito o escoamento da produção dos ribeirinhos. Os próprios moradores que fazem o serviço porque conhecem o rios e fazem um trabalho de qualidade”, disse Guarsônio.

Um dos produtores rurais que mora na Comunidade do Formigueiro agradeceu o deputado em nome da comunidade.

“É importante que um representante político venha ver de perto nossas dificuldades e o deputado Gonzaga sempre esteve nos visitando. Quero agradecê-lo em nome de toda a comunidade”, disse.

Continuar lendo

Destaque 7

Imagem mostra jabutis acasalando no Parque Chico Mendes

Publicado

em

Foto: Altino Machado/Reprodução

Imagens registradas pelo jornalista, Altino Machado, compartilhadas em suas redes sociais na manhã desta sexta-feira, 22, mostram um casal de jabuti acasalando no Parque Chico Mendes, em Rio Branco. O fato ocorreu na tarde desta quinta-feira (21)..

O Parque Chico Mendes, voltou às atividades e está de portões abertos desde o dia 7 de setembro. A entrada é gratuita, sendo cobrado apenas R$ 5,00 para estacionamento de automóveis.

As atividades foram retomadas no local depois de dois anos fechado para reformas, porém, três espaços do parque continuam isolados porque as obras ainda não foram concluídas.

Entre os espaços que não estão disponíveis um é o mirante que não foi recuperado, o centro de memória de Chico Mendes e o espaço de gastronomia que estava sendo construído.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente do município, Normando Sales, as empresas que venceram a licitação não conseguiram concluir a obra por falta de recursos.

Com colaboração de Altino Machado.

 

Continuar lendo

Destaque 2

Governo realiza desfile para comemorar aquisição de 44 novas viaturas da Segurança Pública

Publicado

em

Como parte da programação do 1° Encontro de Segurança Fronteiriça Brasil/Bolívia, e sem a presença do governador Gladson Cameli (Progressistas), a cúpula da segurança pública realizou na manhã desta sexta-feira, 22, um desfile com as novas viaturas pelas principais ruas de Rio Branco.

A exibição do desfile saiu do Palácio Rio Branco, passando pela região do Segundo Distrito e em seguida voltou ao Primeiro Distrito, com passagem pela BR-364, finalizando com retorno ao Palácio do Governo.

A solenidade faz menção a entrega de 31 viaturas policiais, 13 quadriciclos, equipamentos de informática, insumos para o Departamento de Polícia Técnico-Científica, coletes de proteção balística e capacetes balísticos. Ao todo, o investimento por parte do Estado foi de R$ 9,7 milhões.

O diretor operacional da secretaria de segurança pública, coronel Ulysses Araújo, destacou que os veículos vão ser fundamentais para coibir a criminalidade. “Essa aquisição vai reforçar a capital e a zona rural”, declarou.

Paulo César, secretário de segurança pública, ressaltou que os veículos reforçam o policiamento ostensivo no estado. “A equipe da perícia não tinha veículos, agora chegaram três. Quem ganha com isso é a população”, destacou.

Continuar lendo

Acre

Acre registrou apenas um foco de queimadas nos últimos seis dias

Publicado

em

Os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) indicam que o Acre deve fechar o mês de outubro com uma quantidade de focos de queimadas inferior ao acumulado do ano passado no mesmo período – foram 1.652 focos em outubro de 2020 contra 945 detectados até 21 de outubro de 2021.

O fato que aponta para isso é que nos últimos seis dias o estado teve apenas um foco de queimadas detectado pelo satélite de referência. Nesse mesmo período, no ano passado, ocorreram 55 focos, na comparação pelos valores diários, ressaltando que o INPE não recomenda a avaliação por esse critério.

Em 2021, o Acre acumula 8.637 focos de queimadas – no ano passado foram 8.887 no período de 1º de janeiro a 21 de outubro. Em 31 de dezembro o total chegou a 9.193 registros. O município de Feijó é o campeão de queimadas no estado, com 1.510 focos detectados neste ano.

Nas unidades de conservação federais, a Reserva Extrativista Chico Mendes se destaca com a maior parte das ocorrências, com 1.108 focos, o que corresponde a 70,8% do total de todas as UC’s localizadas no estado do Acre. No ano passado, a Resex CM teve 1.068 focos de queimadas, 675 do total.

No último informativo do Monitoramento de Queimadas e Qualidade do Ar do Acre, Os municípios de Sena Madureira, Xapuri, Rio Branco, Tarauacá, Brasiléia, Capixaba, Acrelândia e Epitaciolândia aparecem com o maior número de focos por km² em seu território, ou seja, maior densidade de ocorrência em relação aos demais.

Neste sentido, esses municípios tornam-se prioritários para monitoramento e ações de combate e controle de queimadas e incêndios florestais caso o cenário indique aumento dessa tendência. Nesta sexta-feira (22), o risco de fogo Mínimo e Baixo é previsto com maior intensidade em todo o Acre.

Quanto à qualidade do ar, parte dos municípios do estado, especialmente na região Leste, têm taxa entre 12 e 35 µg/m³, que é considerada é aceitável, mas que pode provocar um problema de saúde moderado para um número muito pequeno de pessoas, caso expostas por 24 horas ou mais a essas condições.

O boletim do Monitoramento Hidrometeorológico diz que o prognóstico do Satélite NOAA/NCEP-GFS/USA indica previsão de chuva com volume acumulado na semana de até 50 mm para as regiões Oeste e Leste, indicando anomalia negativa, onde as chuvas poderão ficar abaixo do esperado para o período.

De acordo com as cotas de monitoramento de estiagem do TerraMA² (Plataforma de Monitoramento, Análise e Alerta a Extremos Ambientais), o Rio Acre permanece em Alerta Máximo em Assis Brasil, Brasiléia, Capixaba, Porto Acre e Rio Branco. O equipamento de Xapuri está apresentando falhas nos dados.

Também permanecem em Alerta Máximo de estiagem no Acre, o Rio Iaco, em Sena Madureira, e o Rio Juruá, em Porto Walter. Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), não houve registro significativo de chuva nas últimas 24 horas nas bacias hidrográficas acreanas.

*Com informações dos boletins mais atualizados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e dos sistemas de Monitoramento de Queimadas e Qualidade do Ar e Hidrometeorológico do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas