Conecte-se agora

Longo afirma que vaga de chapa do Senado ficará com o mais articulado

Publicado

em

No programa Boa Conversa, transmitido pelo ac24horas na noite desta quarta-feira, 30, o deputado estadual e líder do governo na Aleac, Pedro Longo (PV), falou acerca da sua atuação no parlamento e da situação da escolha da única vaga do Senado Federal na chapa de reeleição do governador.

Ao ser questionado sobre as declarações do senador Sérgio Petecão (PSD), que se refere ao governo Cameli como “fraquíssimo”, Longo defendeu o Chefe do Executivo: “as declarações do Petecão não têm o menor sentido. O governo Gladson é muito bem-sucedido e se ninguém disse, eu estou dizendo. Foi bem sucedido na questão da pandemia, que era a principal demanda e nem chegamos perto de situações como Manaus e outros estados”, falou.

LEIA TAMBÉM:  >>>Líder do governo diz que Rocha é ingrato e que eleitor vota em governador: “quem tem a caneta é o Gladson”

>>>Deputado presume que Gladson será reeleito no primeiro turno nas eleições de 2022

>>>Pedro Longo crê que Bolsonaro dividiu o país e que Moro se equivocou na Lava Jato

Em outro trecho, Pedro Longo afirmou que Cameli age de forma inteligente ao deixar cinco aliados disputarem a única vaga ao Senado Federal até às vésperas das convenções partidárias. Segundo ele, a vaga será daquele candidato (a) que terá aglutinado um amplo apoio para somar forças na chapa de reeleição.

“O momento das escolhas de candidatos é só no ano que vem, em junho, temos um ano. É legítimo que todos queiram se viabilizar, vão ter um ano. Agora, vai chegar um momento que a gente vai ler pesquisa porque ninguém vai colocar um candidato fraco na chapa de reeleição. A senadora Mailza era suplente de Gladson e eu acho que a declaração do governador de que o escolhido será o mais articulado, acho que resolve e deixa todo mundo mostrar as cartas. No momento certo, haverá a escolha”, salientou.

Em seguida, Longo afirmou que as ameaças de um possível desembarque do MDB do governo Cameli, nada mais é que um recado em busca de participar ativamente da construção da chapa majoritária.

“Na política, o MDB está mandando uma mensagem e eles têm razão porque eles querem participar, mas evidentemente, não há nenhum rompimento. Nós temos certeza, que eles estarão na chapa majoritária. Na minha opinião, o MDB está dizendo que eles querem participar do processo de construção da chapa majoritária e isso é normal”, afirmou.

Ao falar da sua atuação como líder, Longo afirmou que não tem do que reclamar dos seus companheiros de parlamento e ressaltou que o diálogo tem sido o seu principal aliado para um exercício pleno da liderança.

“O parlamento tem uma dinâmica e a principal forma que eu conduzo é usando o diálogo. A gente tem que ouvir muito acerca da demanda e buscar sempre uma recomposição. Cada deputado tem seus estilo, eu por exemplo, uso a tribuna e outros trabalham com apresentação de projetos. São questões de estilo e tem alguns que preferem defender o governo na sua base e outros que preferem defender na tribuna. Não tenho do que reclamar”, salientou.

Cotidiano

Adolescente de 16 anos é apreendido vendendo maconha e cocaína em Rio Branco

Publicado

em

Uma ação dos Policiais Militares da Força Tática do 1° Batalhão resultou na apreensão de um adolescente de 16 anos no final da tarde desta terça-feira, 19, acusado de cometer tráfico de drogas na Rua Vista Alegre, situada no Parque das Palmeiras, em Rio Branco.

A guarnição policial estava fazendo um patrulhamento de rotina na região que é conhecida pelo intenso tráfico de drogas, quando visualizou o adolescente em atitude suspeita na rua. Durante abordagem e vistoria pessoal, foi encontrado em posse do adolescente 47 tabletes de maconha, 32 de trouxinhas de cocaína e uma quantia de R$ 240,00 reais, oriundo das vendas dos entorpecentes.

Diante dos fatos, foi dada voz de apreensão e o adolescente de 16 anos, foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os procedimentos cabíveis.

 

Continuar lendo

Cotidiano

Senado aprova auxílio-gás; dois senadores do Acre votaram e Bittar justificou ausência

Publicado

em

Por 76 votos favoráveis e um voto contrário, o Senado aprovou, nesta terça-feira (19), o substitutivo ao projeto de lei que cria subsídio destinado a famílias de baixa renda para a compra de botijões de gás de cozinha. O texto retornará à Câmara dos Deputados.

Com prazo de vigência de cinco anos, o auxílio Gás para os Brasileiros será destinado às famílias inscritas no CadÚnico, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, ou que tenham entre seus membros, residentes no mesmo domicílio, quem receba o benefício de prestação continuada (BPC), sendo dada preferência às mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência.

No painel de votação, dois senadores do Acre -Mailza Gomes e Sergio Petecão -votaram ´sim´ pela aprovação do projeto. Marcio Bittar justificou ausência por atividade política e cultural.

“Cada família que está no CadÚnico do Bolsa Família vai receber um subsídio que o governo federal vai definir entre 40 e 50 por cento, de acordo com o estado do Brasil em que a população esteja em maior ou menor dificuldade. E isso é muito importante, porque a média dos recursos que são pagos a famílias brasileiras no Bolsa Família é em torno de 200 reais por mês”, explicou o relator do projeto, senador Marcelo Castro.

O subsídio terá como fontes de custeio os royalties devidos à União em função da produção de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos sob o regime de partilha de produção; parcela da receita de comercialização do excedente em óleo da União; bônus de assinatura nas licitações de áreas para a exploração de petróleo e de gás natural; os dividendos da Petrobras recebidos pela União e outras dotações orçamentárias.

O valor do benefício será equivalente a, no mínimo, 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 quilos, sendo o pagamento do benefício feito preferencialmente à mulher responsável pela família.

De autoria do senador Eduardo Braga (MDB-AM), o projeto de lei (PL) 2.350/2021 tramitou apensado ao PL 1.374/2021, do deputado Carlos Zarattini (PT-SP), e ao PL 1.507/2021, do senador Paulo Paim (PT-RS). O parecer do senador Marcelo Castro (MDB-PI) foi pela aprovação do PL 1.374/2021 e pela prejudicialidade dos demais.

Fonte: Agência Senado

Continuar lendo

Cotidiano

Acre recebe mais 22 mil doses contra Covid-19 para completar esquema vacinal

Publicado

em

O Estado do Acre segue a campanha de vacinação contra a Covid-19 e nesta terça-feira, 19 de outubro, recebeu mais um lote contendo 22.230 mil doses de imunizantes da Pfizer, enviados pelo Ministério da Saúde, para completar o esquema vacinal dos acreanos.

Em todo Acre, a relação de doses distribuídas e doses aplicadas corresponde a 79,7% e no cenário nacional o estado ocupa a décima segunda colocação entre os que mais vacinaram, com um percentual de 82,37% entre imunizantes distribuídos e aplicados.

Os municípios acreanos com maior percentual de vacinas aplicadas são: Santa Rosa do Purus com 96,1% e Assis Brasil com 95,9% e Manoel Urbano com 95,5%. Em Rio Branco esse percentual atinge 78,9% e na maioria dos demais a média oscila entre 70% e 87%.

Os que continuam com os menores percentuais são Capixaba com 56,3% e Rodrigues Alves com 66,4%, demandando da coordenação do Programa Nacional de Imunização (PNI) uma série de ações pontuais e contínuas, principalmente em caráter de conscientização sobre a importância de se vacinar com as duas doses.

Continuar lendo

Cotidiano

Ator acreano é assassinado a facadas no Rio de Janeiro pelo ex-namorado

Publicado

em

O jovem acreano Jheison Duarte, 32 anos, foi assassinado na noite de segunda-feira, 18, a facadas pelo próprio namorado em seu apartamento, no Rio de Janeiro (RJ).

Jheison Duarte nasceu em Brasiléia, interior do Acre, mas se mudou para o Rio de Janeiro em 2012, com o intuito de atuar em grandes palcos da dramaturgia brasileira.

De acordo com informações da família, o namorado de seu irmão, identificado como Luan, confessou o crime à polícia após o assassinato e revelou onde estava o corpo.

O autor do crime disse ainda em depoimento que não aceitava o término do relacionamento e, por isso, matou o companheiro. Luan foi à delegacia logo após o trágico episódio.

Um familiar do ator está indo para o Rio de Janeiro no intuito de liberar o corpo do seu irmão, que ainda está à disposição do Instituto Médico Legal (IML) do Estado. A família pede ajuda para trazer o corpo de Jheison ao Acre, onde será velado e sepultado pela família.

Os interessados em contribuir com qualquer quantia podem fazer a doação via pix, no e-mail [email protected] [irmã do Jovem].

Com colaboração de Contilnet

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas