Conecte-se agora

Ginásio do Sesi terá mutirão de vacinação a pessoas acima de 45 anos neste final de semana

Publicado

em

A secretaria municipal de Saúde de Rio Branco vai fazer um mutirão de vacinação contra a Covid-19 no Ginásio do Sesi no sábado, 19, e no domingo, 20, para pessoas a partir de 45 anos. Dependendo da procura, o mutirão pode chegar a atingir pessoas de 40 anos. A vacinação será das 8 às 22 horas.

A organização das equipes de saúde teve início nessa segunda-feira, 14.  O titular da secretaria, Frank Lima, diz que está sendo feito um grande esforço para garantir o máximo de profissionais para o mutirão de dois dias. As equipes serão compostas por vacinador e registrador e servidores de todos os setores da secretaria deverão atuar.

“A pedido do prefeito Tião Bocalom, estamos em um grande esforço para montar as equipes e fazer esse mutirão. Serão cerca de 50 pessoas a cada turno de vacinação. Por enquanto, a ideia é fazer a partir de 45 anos, mas a depender da procura durante a semana, podemos pegar a partir de 40” , contou o secretário.

Além do ginásio, no sábado,19, haverá mais 8 pontos de vacinação em funcionamento na capital. Das 8 às 16 horas. O mutirão tem parceria da SEMSA, FIEAC, IEL/SESI, SEST/SENAT E FAMETA.

Cotidiano

Acreana de 24 anos que saiu com destino à Cacoal é localizada no Mato Grosso

Publicado

em

A jovem acreana Kianaely Cristiny Ferreira de Aquino, 24 anos, que ganhou os noticiários locais, após desaparecer em junho após uma ida à Cacoal (RO), entrou em contato com os familiares na quarta-feira, 28, informando que está em Mato Grosso. As informações são da tia da jovem, Nara Brito.

De acordo com a família, ela saiu de casa no dia 08 de junho alegando que iria fazer uma viagem a Porto Velho, mas que ao chegar lá informou a família que estaria se deslocando para Cacoal (RO). Desde então, estava como desaparecida.

Segundo a tia, Nara Brito, após a repercussão da procura feita pela família, a jovem entrou em contato e revelou o paradeiro dela. Segundo Nara Brito, a jovem nunca embarcou para Cacoal, mas sim para Sinop, Mato Grosso.

A tia somente conseguiu essa informação com um colega da rodoviária que puxou o histórico da viagem da sobrinha. “Esse rapaz puxou no sistema e descobriu que a Kiane nunca foi a Cacoal. Ele só fez isso porque a família está desesperada. Ela saiu de Rio Branco, às 20 horas, mas, quando chegou lá, embarcou para Sinop, às 8h30. Ela disse que ia para Cacoal, mas não foi”, revelou.

Segundo Nara Brito, a sobrinha justificou a sua ida para outro estado devido a problemas pessoais.

“Ela só disse que não aguentava mais ficar presa no apartamento, sem trabalho porque até a faculdade ela trancou pois não estava mais em condições de pagar. Falou que estava com a cabeça cheia, a amiga chamou e ela foi porque queria dar um tempo e acrescentou que estava bem e não explicou mais nada. Foi um alívio”, contou.

Sem notícias da jovem, a tia chegou a registrar um boletim de ocorrência na delegacia da 1ª Regional de Polícia Civil, na Baixada da Sobral, no último dia 22. Nara acrescentou que a sobrinha em nenhum momento comentou com quem estava, mas afirmava que estava em Rondônia.

Nara contou que desconhece o motivo que levou a sobrinha a mentir sobre o paradeiro. “Ela ainda falava: ‘estou aqui em Cacoal, está tudo bem’. Ela nunca saiu nem de Rio Branco, é uma menina boa, faz faculdade. Isso está assustando, porque nem para festa ela saía”, concluiu.

Com informações de G1 Acre

Continuar lendo

Cotidiano

Polícia fecha ‘boca de fumo’ e prende dupla com drogas e dinheiro no Rui Lino

Publicado

em

Uma ação dos Policiais Militares da Força Tática do 1° Batalhão resultou na prisão de Jair Barros Damasceno, de 31 anos e Fernando Patrick Ramalho da Silva, de 19 anos, pelo crime de tráfico de drogas na noite desta quinta-feira, 29. A prisões ocorreram na Travessa Dourado, no Conjunto Rui Lino, em Rio Branco.

A guarnição policial estava fazendo um patrulhamento de rotina na região quando recebeu uma denúncia anônima, de que uma residência estava sendo usada para o tráfico de drogas. Os policiais se deslocaram até ao local e um jovem ao avistar a viatura se aproximar, correu para dentro da residência. Foi feito um cerco, os policiais entraram na casa e encontraram Jair e Fernando.

Durante a revista pessoal foi encontrado em posse da dupla 15 papelotes de skunk, 15 trouxinhas de cocaína, 1 balança de precisão, material para o embalo de entorpecentes e uma quantia de R$ 55,00 oriundo da venda dos entorpecentes

Diante dos fatos, foi dada a ordem de prisão e os traficantes foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Acre 01

Policiais penais frustram tentativa de fuga de mais de 20 detentos do presídio de Rio Branco

Publicado

em

Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN), frustraram na tarde desta quinta-feira, 29, mais um plano de fuga no Complexo Penitenciário de Rio Branco. Se concretizado, 24 presos empreenderiam fuga e alcançariam a área externa do presídio.

De acordo com a equipe de plantão, durante procedimento de revista estrutural, foram encontradas quatro perna-mancas, escondidas no antigo banheiro de visita e na ventana do prédio. Além disso, ganchos de ferro e cordas artesanais também foram encontrados.

De acordo com o diretor operacional do Iapen, Glauber Feitoza, um procedimento administrativo será aberto para apuração dos fatos.

Continuar lendo

Destaque 3

Erick Venâncio diz que decisões do Supremo mostram que houve excessos na Lava Jato

Publicado

em

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Seccional Acre, Erick Venâncio, afirmou que as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação à Operação Lava Jato, mostram que houve excessos cometidos durante a operação, que culminou na prisão de políticos como Eduardo Cunha e o ex-presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva.

As declarações foram dadas ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, na noite desta quinta-feira (29).

Na entrevista, Erick Venâncio afirmou que a Operação Lava Jato foi importante para o combate a corrupção, mas ressaltou que o combate deve ser feito dentro das regras do jogo, ou seja, dentro da Constituição Federal.

“Eu não tenho nenhuma dúvida, mas isso não sou eu que estou dizendo. O que nós tá mostrando esse excesso numa operação que foi importante para o combate à corrupção, o STF tem mostrado isso. Houve excesso sim e esses excessos não se dão só com réus, mas também na questão da OAB na questão das prerrogativas dos advogados. Você não pode fazer justiçamento, você tem que fazer justiça. Quando você proíbe o advogado de ter acesso aos autos de uma investigação, ter um momento com o cliente para estabelecer uma estratégia de defesa, não é assim que se faz justiça”, argumentou.

Em outro trecho, o presidente da OAB afirmou que os integrantes da operação utilizaram a imprensa para criar uma comoção nacional com o intuito de fabricar condenações a qualquer custo.

“O que nós vimos durante essa Operação foi a utilização de uma mobilização através da imprensa de se criar uma comoção nacional com aqueles casos graves de corrupção, que estavam sendo investigados, para você criar condenações a qualquer custo. As condenações que estão equivocadas vão ser revistas nas instâncias superiores, mas houve a utilização da imprensa manipulando de certo modo a sociedade, houve. É tanto que estamos vendo uma série de revisões de decisões. Eu acho que é possível você promover combate a corrupção dentro da Constituição sem ultrapassá-la, e eu espero que essa parte ruim da Operação Lava Jato sirva de exemplo para que a gente possa avançar dentro das regras do jogo”, salientou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas