Conecte-se agora

Prestes a fazer um ano, Hospital de Campanha do Into fez 200 exames diários no auge da pandemia

Publicado

em

No próximo dia 15 de junho, o Hospital de Campanha montado no Instituo de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC) completa um ano de funcionamento. No meio desse período, o local se tornou a unidade referência para o tratamento da Covid-19 no Estado.

Profissionais que, apesar de ficarem quase invisíveis, foram e são fundamentais neste quase um ano de auxílio aos pacientes na unidade de saúde são representados pelos biomédicos e técnicos de laboratório. O Into tem um laboratório de análises clínicas, de onde saem os resultados dos pacientes internados ou que são consultados no local. São mais de 30 profissionais entre biomédicos, um químico farmacêutico,  técnicos em laboratório e digitadores.

No auge da pandemia, durante a segunda onda de infecção que teve início no final do ano passado, o laboratório chegou a fazer mais de 200 exames diários.

O laboratório se divide entre a coleta de Swab e a análise clínica do material coletado. Ângelo Gabriel  é bioquímico e um dos poucos profissionais que está no laboratório desde o início e boje é o chefe do setor. “Confesso que quando fui convidado, fiquei um pouco assustado. A gente sabia pouco sobre a covid e não tínhamos noção da proporção que iria tomar. Um momento que ficou marcado para a nossa equipe foi quando em uma tarde, no auge da pandemia, nós tínhamos 190 pacientes internados, tendo que coletar o material aqui, analisar e ainda ir até o  Hospital do Idoso onde também tínhamos pacientes internados. Mesmo assim, em nenhum momento a equipe se deixou abalar, mesmo com o cansaço físico e mental”, afirma Gabriel.

Lugar onde se trava diariamente a batalha entre a vida e a morte, se tornou comum nestes tempos de pandemia exaltarem o papel dos profissionais que lidam com os pacientes. Médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem se transformaram em super heróis da vida real tamanha a dedicação aos pacientes, principalmente durante o período mais crítico da pandemia, quando o Acre viveu um colapso no sistema de saúde, que obrigou, inclusive, a transferência de pacientes para outros estados.

O orgulho de estar colaborando com a saúde em um momento tão complicado marca a vida da biomédica Walesca Gomes. “Eu agradeço todos os dias pela oportunidade de está aqui colaborando com a saúde da população. É através do meu trabalho que eu cresço todos os dias pessoal e profissionalmente. Cada vida que a gente ajuda a salvar, cada resultado negativo depois da pessoa ser curada é um prêmio que não tem valor”, explica Walesca.

Destaque 7

Candidato ao Miss Gay Acre pede ajuda para custear trajes

Publicado

em

O candidato ao Miss Gay Acre 2021, Fellicio Lima, 21 anos, usou as redes sociais nesta sexta-feira, 18, para pedir ajuda em dinheiro para custear a conclusão do pagamento dos trajes, que foram encomendadas fora do Estado. A previsão para a realização do concurso é para o dia 2 de julho.

O representante escolhido do Acre deverá viajar para a cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, para disputa do título nacional.

Na publicação, Fellicio Lima ressaltou o sonho em participar do concurso, mas cita entraves como a falta de recursos. Ele pediu apoio de empresários, marcas, amigos e admiradores do movimento LGBTQI+.

“Quem convive comigo sabe o quanto isso é importante pra mim, mas estou sem o que fazer e a única solução seria desistir de mais um sonho no qual talvez nunca mais terei oportunidade. Infelizmente, se eu não conseguir poder ou conseguir ajuda para custear minha ida até a final, a escolha será a desistência. Peço por favor que aqueles que puderem se quiserem ajudar com qualquer quantia ficarei imensamente grato. Então, por favor, se você quer ajudar em meu sonho de participar do concurso, me ajude. Não deixe que um sonho de um jovem se destrua”, revelou.

A ajuda pode ser feita via pix: 03497565202 ou se você estiver interessado pode entrar em contato com o próprio via Instagram: https://www.instagram.com/fellicio_lima/

Continuar lendo

Destaque 7

Edvaldo diz que FPA acabou em 2018 e que novo projeto passará a se chamar Bloco Democrático

Publicado

em

Em entrevista na noite desta quinta-feira, 17, ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) falou acerca da construção da unidade de esquerda para as eleições de 2022.

Ele lembrou ainda que a antiga Frente Popular do Acre (FPA) foi encerrada nas eleições de 2018, mas que os erros cometidos pela FPA deveriam servir de reflexão.

LEIA MAIS: Edvaldo elogia atuação de Gladson, mas diz que falta foco na gestão

“Foram 20 anos de uma aliança vitoriosa que construiu grandes programas e resultados, mas que sofreu uma grande derrota em 2018, portanto, encerrando aquele ciclo de gestão administrativa e de rearranjo político”, afirmou.

“O primeiro deles é sempre se apoiar no bom legado porque existe um grande legado administrativo e de eficiência, mas existe um legado de erros políticos e também de bandeiras administrativas. Essas coisas tem que ficar anotadas em um bloco pra gente lembrar que não precisamos repetir”, acrescentou.

Em relação às articulações para 2022, Edvaldo afirmou que todos os partidos de esquerda vem conversando num espírito de igualdade, sem impor nada aos demais.

“Jorge, Sanderson, Jenilson, eu e todos outros estamos num espírito fraterno de construção e concordamos com a necessidade da gente se apresentar para construir esse novo bloco, que chamamos ‘Bloco Democrático Popular’, que pode ganhar outro nome e eu faço isso apenas como referência desse campo que foi desalojado nas últimas eleições”, encerrou.

Continuar lendo

Destaque 7

Gladson pretende devolver valor gasto com segunda pintura da caixa d’água da Seis de Agosto

Publicado

em

Após a polêmica sobre a pintura da caixa d’água, localizada no bairro Seis de Agosto, em Rio Branco, que virou alvo de críticas pelo erro histórico na mensagem que dizia que o local havia sido palco de luta armada durante a Revolução Acreana, o governador Gladson Cameli (Progressistas) revelou ao ac24horas que deverá solicitar um parecer jurídico para devolver os recursos utilizados na segunda pintura, na qual, foi revertida a cor prata.

“Eu quero devolver o dinheiro gasto com essa segunda pintura aos cofres públicos, mas, antes vou ver juridicamente. Isso está me incomodando”, revelou Cameli.

O procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, sugeriu ao governador que um meio jurídico a ser feito é a emissão de Documento de Arrecadação Estadual (DAE) para a emissão do pagamento. Nesse documento é possível recolher diversos tipos de tributos, como o ICMS, IPVA e taxa de incêndio, por exemplo.

De acordo com informações divulgadas pelo ac24horas no início desta semana, a contratação do serviço de pintura ocorreu em cima de uma ata que saiu pelo valor R$ 82.601,00 pelo serviço.

Porém, devido ser pintada de azul e o governo sofrer críticas, primeiro, sob a acusação de que a pintura representa um dano grave ao patrimônio cultural da cidade e depois por ter cometido uma fake news histórica ao escrever na caixa que o local havia sido palco de luta armada durante a Revolução Acreana, o governador Gladson Cameli se arrependeu publicamente da mudança e decidiu mandar pintar de novo a caixa, dessa vez na cor prata. Somadas as duas pinturas, o governo pode ter desembolsado R$ 160 mil.

Continuar lendo

Destaque 7

Presidente da OAB/AC pede a Fux retomada das atividades presenciais nos tribunais

Publicado

em

Para Erick “o Judiciário é o hospital da cidadania, por isso não pode fechar as portas.”

O presidente da OAB/AC, Erick Venâncio, manteve na tarde desta quinta (16/06) agenda com o presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, ministro Luiz Fux.

Da reunião também participou o conselheiro Nacional de Justiça Marcos Vinicius Jardim Rodrigues. Na pauta a retomada uniforme das atividades jurisdicionais presenciais.

A OAB/AC questiona a necessidade de uniformização pelo CNJ do retorno das atividades presenciais do Poder Judiciário, o que envolve a Justiça do Trabalho, Eleitoral, Federal e Comum, quando numa dada delimitação geográfica forem constatadas pelas autoridades competentes condições sanitárias e de atendimento de saúde pública que a viabilizem.

No Acre, por exemplo, a Justiça do Trabalho já avançou na questão do retorno ao atendimento presencial, porém os demais órgãos do Judiciário permanecem com atividade remota, o que tem dificultado a realização de perícias, cumprimento de mandados e o atendimento aos advogados.

O presidente do Supremo garantiu que a situação será avaliada e que dentro de um ambiente de segurança sanitária as atividades devem ser paulatinamente retomadas.

Na mesma oportunidade, também foi feita uma apresentação ao ministro Fux do projeto Escritório Corporativo, desenvolvido numa parceria entre a OAB/AC com o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, que busca dar assistência judiciária aos jurisdicionados que procuram diretamente o Poder Judiciário Trabalhista.

Ao término do encontro, Venancio ressaltou o respeito e a credibilidade que a OAB/AC conquistou perante todos os poderes, o que possibilita que essas e outras pautas sejam tratadas diretamente com os seus dirigentes máximos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas