Conecte-se agora

Servidor que impediu mulher de manifestar contra Bolsonaro é afastado de Urap

Publicado

em

O servidor José Rosimar, que trabalha no setor de acolhimento da Urap localizada no bairro Vila Ivonete, em Rio Branco, foi afastado de suas funções. A informação foi confirmada pelo coordenador da unidade de saúde, Emerson Bezerra. O afastamento veio após Risomar tentar impedir a psicóloga Sara Braga de manifestar contra o presidente Jair Bolsonaro durante sua vacinação contra Covid-19, na última segunda-feira (31).

Segundo o diretor, será feito um relatório contendo todas as partes que estavam presentes, a moça hostilizada e os colegas que presenciaram o ato, inclusive o próprio servidor público. Após isso, o documento será encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para adoção das medidas cabíveis.

“Eu, enquanto coordenador, apurei os fatos, chamei para conversar as partes envolvidas e os servidores que estavam naquele momento e o envolvido. Enquanto isso, a gente tá levantando todas as informações dando direito a ampla defesa via administrativa. O servidor neste momento não se encontra exercendo suas funções, até nós apuramos todos os fatos. Neste momento ele não se encontra no bojo de suas funções”, afirmou.

Entenda

Ao levantar um papel onde havia escrito “Fora Bolsonaro”, Sara contou que foi surpreendida com a atitude de um servidor da unidade de saúde. Ela recebeu a informação de que não poderia fazer foto com a placa, apesar de ser um espaço público.

“Fui vacinar no posto da Vila Ivonete e um senhor que trabalha lá não me deixou levantar a plaquinha que eu levei. Discutiu comigo, veio pra cima de mim. Mesmo assim, levantei a plaquinha e ele se meteu na foto e foi pra cima da moça que tirava a foto pra mim”, contou.

Ao ac24horas, o secretário de saúde, Frank Lima, afirma que esse tipo de conduta por parte de um servidor público é proibida. “Não cabe ao servidor público impedir manifestações individuais e é algo que não concordamos porque está garantido o direito das pessoas de se manifestarem. É inadmissível esse tipo de conduta de um servidor público”, salientou.

No Twitter, a psicóloga Sara Braga comemorou o afastamento do servidor público e recebeu o apoio de várias pessoas na rede. “Acho importante avisar que o Senhor que me proibiu de levantar a placa e veio pra cima de mim, NÃO está mais lá no posto. Foi afastado! Na próxima vez, acredito que ele não vai mais mexer com mulher nenhuma.. ainda mais se ela for baixinha que nem eu! Bom dia”, escreveu.

Acre 01

Governo estuda realizar ExpoAcre 2021 em novembro, revela Sinhasique

Publicado

em

A secretária Estadual de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, revelou ao ac24horas que nesta quinta-feira (17) ocorrerá uma reunião com a iniciativa privada para definir se de fato ocorrerá ou não a Expoacre 2021. O governo estuda a possibilidade da realização da feira agropecuária para o mês de novembro.

“A gente deve bater o martelo se de fato eles querem organizar o evento pois são vários parceiros envolvidos. É uma união de esforços”, declarou.

Eliane destacou que não existe a menor condição da feira ocorrer no meio do ano. Segundo a gestora, o governador Gladson Cameli quer resolver a questão da vacinação. “Até julho resolve a vacinação, aí tem mais dois meses para a segunda dose. Então deve ser em novembro, mas, temos que ver se faz no início ou no final do mês. Pois tem a questão da previsão do tempo e data de shows”, comentou.

A tradicional feira ocorre anualmente na segunda quinzena de julho, no entanto, a última Expoacre ocorreu em 2019, pois em 2020 o evento foi cancelado por conta da pandemia do novo coronavírus.

A festa é a maior no campo do agronegócio no estado. Em 2019, durante nove dias, a Expoacre movimentou mais de R$ 74 milhões e atraiu mais de 200 mil pessoas.

Continuar lendo

Acre 01

Com tenda no Palácio, Rio Branco tem 14 pontos de vacinação para público acima de 45 anos

Publicado

em

Com o intuito de acelerar a vacinação contra Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou nesta quinta-feira, 17, a vacinação do público em geral acima de 45 anos em 14 pontos de vacinação na capital. A vacinação ocorre das 8h às 16h.

Além desses, o governo realiza um mutirão em frente ao Palácio, com 48 horas de vacinação para o público de 45 a 49 anos, a partir das 8h. Para receber a vacina, o público em geral precisa levar um documento com foto ou cartão do SUS ou CPF.

As pessoas que precisam receber a segunda dose da vacina, conforme a data descrita na carteira de vacinação, ainda podem procurar o drive-thru, montado no antigo pátio do Detran-AC, em frente ao 7º BEC.

Na última terça-feira, 15, o governo do Acre com o intuito de auxiliar no processo de cadastro de pessoas a serem vacinadas no estado que não pertencem aos grupos prioritários, disponibilizou um link para os acreanos no Portal de Transparência do Estado, na seção Pacto Acre sem Covid: http://www.covid19.ac.gov.br/vacina/inicio.

Os cadastros realizados serão repassados para as redes de dados dos municípios com o intuito de economizar tempo na hora de cada pessoa em ir se vacinar. O cadastro está disponível apenas para a população geral que não esteja incluída nos grupos prioritários do Ministério da Saúde.

Pontos de vacinação:

Urap Eduardo Assmar

Urap Bacurau

Urap Rosângela Pimentel

Urap Vila Ivonete

Urap Roney Meirelles

Urap Hidalgo de Lima

Urap Claudia Vitorino

Urap São Francisco

Urap Valdeisa Valdez

Policlínica Barral y Barral

Urap Maria Barroso

Ginásio do Sesi do bairro Manoel Julião

Continuar lendo

Acre 01

Menos de 70 pessoas entre 50 e 59 anos procuraram a vacina na manhã de hoje no Sesi

Publicado

em

A vacinação para o público em geral contra a Covid-19 que tenha entre 50 e 59 anos teve baixa procura na nova fase da campanha que começou nesta quarta-feira, 16, no Ginásio do Sesi, localizado no Manoel Julião, em Rio Branco. O local também vem sendo utilizado para a vacinação dos trabalhadores da indústria e da construção civil que tenham entre 18 e 59 anos.

O videomaker do ac24horas, Whidy Melo, acompanhou a movimentação no local. Segundo informações repassadas pela equipe da secretaria municipal de saúde, 62 pessoas do grupo de 50 a 59 anos foram vacinadas até às 11h24 de hoje. A vacinação segue até às 16 horas para ambos os públicos.

O ambiente foi dividido pela secretaria em dois espaços. Do lado direito, os integrantes da construção civil podem ser vacinados sem restrição de idade, ou seja, dos 18 aos 59 anos. A categoria compõe a 4º fase de vacinação do Ministério da Saúde. Do lado esquerdo, a vacinação é para a população em geral que tenha entre 50 a 59 anos.

De acordo com informações recebidas pela reportagem, a vacinação do grupo de 50 a 59 anos ocorre de forma célere pela baixa procura da população, já o público da construção e indústria de 18 a 59 anos, espera até uma hora na fila para receber a primeira dose contra a Covid-19.

Continuar lendo

Acre 01

Policiais Penais ameaçam fechar ruas e queimar pneus por falta de diálogo com o governo

Publicado

em

Foto: Whidy Melo/ac24horas.com

Policiais penais realizaram na manhã desta quarta-feira, 16, em frente ao Palácio Rio Branco, uma manifestação pedindo uma série de melhorias para a categoria.

Na ocasião, os servidores ergueram faixas reivindicando do governo a aprovação do subsídio salarial do policial penal, aprovação da lei orgânica da polícia e concurso público efetivo ainda nesse ano de 2021.

O presidente da Associação dos Policiais Penais, Joelinson Ramos, informou que o protesto tem por objetivo mostrar a insatisfação da classe, já que não houve nenhum avanço nas tratativas com a atual gestão.

“Estamos dando uma chance de ele nos atender e se ele não atender, é rua, é fechar rua, queimar pneu e é acampar aqui sem data pra sair. Vamos agir com tranquilidade. Nós não podemos grevar de maneira alguma, mas podemos fazer apenas o que está previsto em lei e se fizermos isso, os presídios param. Estamos fazendo mais do que nossas obrigações e o Estado precisa fazer esse reconhecimento aos policiais penais. A nossa categoria é a que tem o salário base mais baixo da segurança”, afirmou Joelison Ramos ao ac24horas.

Em setembro do ano de 2020, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio da Promotoria de Justiça Especializada de Tutela do Direito Difuso à Segurança Pública, ingressou com Ação Civil Pública (ACP), que visa à realização de um novo concurso da Polícia Penal AC.

O pedido, com tutela de urgência, exige que sejam abertas, no mínimo, 454 vagas em 2022. O prazo considera a Lei Complementar 173/2020, que restringe a realização de concursos para a criação de novos cargos até 31 de dezembro de 2021.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas